Revisão integrativa sobre os melhores métodos de imagem para rastreio e abordagem diagnóstica do Câncer de mama

Authors

  • Artur Discacciati
  • Gabriel Lopes da Silva
  • Maria Luísa Ciríaco Lima
  • Paula Karini Barros Discacciati

DOI:

https://doi.org/10.54022/shsv4n1-018

Keywords:

mamografia, ultrassonografia mamária, neoplasias da mama, Carcinoma de Mama in situ, Carcinoma Ductal de Mama

Abstract

Introdução: Atualmente o câncer de mama é um grande desafio para a sociedade. A alta taxa de ocorrência prejudica o bem-estar dos doentes e suas famílias. Além de sobrecarregar o sistema de saúde e gerar um grande impacto no aspecto econômico. Em busca de resolver o problema vários países têm investido em tecnologias e métodos de imagem capazes de facilitar o diagnóstico e, consequentemente, promover as medidas mais indicadas para o tratamento. Objetivo: Ratificar os melhores exames de imagem para rastreio e diagnóstico do câncer de mama, além de abordar quando são mais indicados. Metodologia: Revisão integrativa de artigos selecionados produzidos entre 2000 e 2022 nas bases de dados: SCIENCE DIRECT, CMAJ, American Academy of Pediatrics, PubMed, e Scientific Electronic Library Online (SciELO), UpToDate. Resultados: Foram encontrados 30 artigos científicos e a amostra final foi constituída por 12, selecionados através dos critérios de inclusão. Desenvolvimento: O cerne dessa questão é a dúvida por parte dos profissionais da saúde na indicação do exame radiológico ideal que perpassa pela falta de esclarecimento. Foi observado o desenvolvimento de várias técnicas e novos exames. A mamografia ainda aparece de forma consensual como a indicada nas medidas iniciais de rastreio. Entretanto, é importante citar que a propedêutica mais adequada é aquela que respeita a individualidade, a característica corporal e patológica do doente. Conclusão: Não há dados concretos que descarte a mamografia como exame padrão-ouro para rastreamento precoce do câncer de mama. Cabe ao médico saber quando e onde indicar cada exame complementar. 

References

Alvares, Beatriz Regina e Michell, Michael. O uso da ressonância magnética na investigação do câncer mamário. Radiologia Brasileira [online]. 2003, v. 36, n. 6 [Acessado 18 Janeiro 2022] , pp. 373-378. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0100-39842003000600009>. Epub 15 Mar 2004. ISSN 1678-7099. https://doi.org/10.1590/S0100-39842003000600009.

Blanco S, Andisco D, Jiménez P, Luciani S. Calidad de la mamografía y tamizaje del cáncer de mama en Argentina [Quality of mammography and breast cancer screening in ArgentinaQualidade da mamografia e prevenção do câncer de mama na Argentina]. Rev Panam Salud Publica. 2019 Jul 31;43:e63. Spanish. doi: 10.26633/RPSP.2019.63. PMID: 31410087; PMCID: PMC6668659.

Badan, Gustavo Machado et al. Ductal carcinoma in situ of the breast: Evaluation of main presentations on magnetic resonance imaging compared with findings on mammogram and histology. Revista da Associação Médica Brasileira [online]. 2016, v. 62, n. 5 [Accessed 11 January 2022] , pp. 421-427. Available from: <https://doi.org/10.1590/1806-9282.62.05.421>. ISSN 1806-9282. https://doi.org/10.1590/1806-9282.62.05.421.

Barra, Filipe Ramos, et al. Novos métodos funcionais na avaliação de lesões mamárias. Radiologia Brasileira [online]. 2012, v. 45, n. 6 [Acessado 11 Janeiro 2022] , pp. 340-344. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0100-39842012000600010>.

Chala, Luciano Fernandes e Barros, Nestor. Avaliação das mamas com métodos de imagem. Radiologia Brasileira [online]. 2007, v. 40, n. 1 [Acessado 11 Janeiro 2022] , pp. 4-6. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0100-39842007000100001>. Epub 14 Mar 2007. ISSN 1678-7099. https://doi.org/10.1590/S0100-39842007000100001.

Campos Herrero J. Resonancia magnética de mama: estado real y aplicación clínica [Ressonância magnética de mama: estado da arte e aplicações clínicas]. Radiologia. 2011 Jan-Feb;53(1):27-38. Espanhol. doi: 10.1016/j.rx.2010.08.009. 21310445

Dromain C, Thibault F, Muller S, et al. Dual-en- ergy contrast-enhanced digital mammography: initial clinical results. Eur Radiol. 2011;21:565– 74

Hruska C, Boughey J, Phillips S, et al. Molecular breast imaging: a review of the Mayo Clinic experience. Am J Surg. 2008;196:470–6.

INUMARU, Lívia Emi, et al. Fatores de risco e de proteção para câncer de mama: uma revisão sistemática. Cadernos de Saúde Pública [online]. 2011, v. 27, n. 7 [Acessado 11 Janeiro 2022] , pp. 1259-1270. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0102-311X2011000700002>.

MARQUES, Carla Andréia Vilanova, et al. Breast cancer screening program for risk groups: facts and perspectives. Revista Brasileira de Enfermagem [online]. 2022, v. 75, n. 03 [Accessed 11 January 2022] , Disponível em: <https://doi.org/10.1590/0034-7167-2021-0050>.

Merino Bonilla JA, Torres Tabanera M, Ros Mendoza LH. Câncer de mama no século XXI: desde a detecção precoce até novas terapias. Radiologia. 2017 Setembro-Outubro;59(5):368-379. Inglês, espanhol. doi: 10.1016/j.rx.2017.06.003. Epub 2017 Jul 14. 28712528. (Câncer de mama no século XXI: da detecção precoce a novas terapias - PubMed (nih.gov))

Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). PAR METROS TÉCNICOS PARA O RASTREAMENTO DO C NCER DE MAMA. Rio de Janeiro. 2021.

Rhodes DJ, O’Connor MK, Phillips SW, et al. Molecular breast imaging: a new technique using technetium Tc 99m scintimammography to detect small tumors of the breast. Mayo Clin Proc. 2005; 80:24–30

Sant'Ana RS, Mattos JS, Silva AS, Mello LM, Nunes AA. Associated factors with mammographic changes in women undergoing breast cancer screening. Einstein (Sao Paulo). 2016 Jul-Sep;14(3):324-329. doi: 10.1590/S1679-45082016AO3708. PMID: 27759819; PMCID: PMC5234742.

Siqueira FM, Rezende CA, Barra Ade A. Correlação entre o exame clínico, a mamografia e a ultrassonografia com o exame anatomopatológico na determinação do tamanho tumoral no câncer de mama. Rev Bras Ginecol Obstet. 2008 Mar;30(3):107-12.

Travieso Aja MM, Rodríguez Rodríguez M, Alayón Hernández S, Vega Benítez V, Luzardo OP. Mamografia reforçada com contraste de dupla energia. Radiologia. 2014 Set-Out;56(5):390-9. Inglês, espanhol. doi: 10.1016/j.rx.2014.05.003. Epub 2014 Jul 30. 25086679.

Downloads

Published

2023-03-06

How to Cite

Discacciati, A., da Silva, G. L., Lima, M. L. C., & Discacciati, P. K. B. (2023). Revisão integrativa sobre os melhores métodos de imagem para rastreio e abordagem diagnóstica do Câncer de mama. STUDIES IN HEALTH SCIENCES, 4(1), 169–178. https://doi.org/10.54022/shsv4n1-018

Most read articles by the same author(s)