A importância da temática socorros de urgência para profissionais de educação física

A importância da temática socorros de urgência para profissionais de educação física

Authors

  • Ayla de Jesus Moura
  • Dyandra Fernanda Lima de Oliveira
  • Thamires Santos do Vale
  • Anderson dos Santos Oliveira
  • Tamires Mendes Silva
  • Karielly Mayara de Moura Leal
  • Amanda Cássia Lima da Rocha
  • Paulo Henrique de Holanda Veloso Júnior

DOI:

https://doi.org/10.54022/shsv3n3-016

Keywords:

emergências, primeiros socorros, saúde coletiva

Abstract

Introdução: Profissionais de Educação Física trabalham essencialmente na promoção de saúde, a partir disso, o desenvolvimento de capacidades e habilidades para possíveis eventuais urgências ou emergências também se fazem necessárias. Objetivo: Este artigo visa abranger conteúdos essenciais para formação do Profissional de Educação Física e da sociedade sobre o desenvolvimento dos primeiros socorros e destacar a sua importância na área de Educação Física. Metodologia: Para tanto adotou-se a revisão narrativa da literatura, realizada nas bases de dados SciELO e Google Acadêmico, com os descritores Profissionais de Educação Física na saúde; e Socorros de Urgência e Emergência. Resultados e Discussão:  As diferentes abordagens mostraram diversos fatores que são imprescindíveis para realização dos primeiros socorros, destacando a obrigatoriedade dos profissionais da saúde em prestar esse atendimento, visando proteção e reabilitação da saúde. Conclusão: O tema socorros de urgência para Profissionais de Educação Física mostrou-se fundamental para a área de atuação em diversas emergências e urgências no dia a dia desses profissionais.

Published

2022-07-21

How to Cite

Moura, A. de J. ., Oliveira, D. F. L. de ., Vale, T. S. do ., Oliveira, A. dos S. ., Silva, T. M. ., Leal, K. M. de M. ., Rocha, A. C. L. da ., & Júnior, P. H. de H. V. . (2022). A importância da temática socorros de urgência para profissionais de educação física: A importância da temática socorros de urgência para profissionais de educação física. STUDIES IN HEALTH SCIENCES, 3(3), 1486–1494. https://doi.org/10.54022/shsv3n3-016