A importância do diagnóstico precoce na Leucemia Mieloide Aguda: um relato de caso

Authors

  • Patrícia Ikeda
  • Enzzo Campagnaro
  • Gabriele Retondo de Natali
  • Felipe Barca Bragatto

DOI:

https://doi.org/10.54022/shsv5n2-015

Keywords:

Leucemia Mieloide Aguda, Hemograma, Diagnóstico Precoce, Hematologia

Abstract

A leucemia é uma neoplasia maligna caracterizada pela expansão clonal hematopoiética, com diagnóstico aventado quando há pelo menos 20% de blastos no hemograma. Apresenta oito subtipos classificados de M0 a M7, com sintomas iniciais inespecíficos, como sangramento oral, petéquias, febre e púrpura. O diagnóstico envolve uma combinação de exames laboratoriais para avaliar a eficácia do tratamento e o prognóstico dos pacientes. Esta revisão narrativa tem como intuito expor um relato de caso a fim de ressaltar a importância da conduta precoce frente a doença e reforçando a urgência hematológica em questão. Foram utilizadas bases de dados como SciELO e PUBMED e estudo do prontuário da paciente com artigos publicados de 2013 a 2024. P.R, sexo feminino, 45 anos, comparece ambulatório no HAOC, devido a alterações no hemograma. Há um mês apresentou astenia progressiva, parestesia periférica, pancitopenia e perda ponderal de aproximadamente 5,5 kg dentro dos últimos 6 meses. Nega sangramento ativo, adenomegalias, petéquias e febre. Exames laboratoriais revelaram anemia, trombocitopenia e aumento dos blastos sanguíneos, levando a suspeita de LA. A investigação adicional confirmou a presença de blastos mielomonocíticos com expressão positiva para CD13, CD33, e mieloperoxidase, e mutações genéticas associadas à Leucemia Mieloide Aguda (LMA). A presença de expressão anômala do antígeno CD56, mutações nos genes NRAS e CBFB, e cariótipo inv (16) corroboram com a suspeita. O diagnóstico foi confirmado e a paciente foi encaminhada para quimioterapia conforme protocolo padrão. A paciente foi tratada com quimioterapia seguindo o protocolo de indução 3+7, seguido de consolidação conforme resposta terapêutica e protocolos literários estabelecidos. A presença de mais de 20% de blastos em um hemograma é um alerta para a LMA, uma urgência hematológica que responde bem ao tratamento precoce, com altas taxas de cura. Homens adultos com sintomas inespecíficos e pancitopenia são mais afetados, exigindo a exclusão de diagnósticos diferenciais semelhantes. A LMA é uma neoplasia complexa e heterogênea, onde seu tratamento e evolução apresentam diversas singularidades, necessitando de um conhecimento médico amplo, recursos a profilaxias necessárias e o acesso às unidades de saúde com especialistas na área de hematologia. 

References

American Cancer Society. Acute Myeloid Leukemia early detection, diagnosis, and types. 2024. Disponível em: https://www.cancer.org/cancer/types/acute-myeloid-leukemia/detection-diagnosis-staging.html.

ALMEIDA. A. AZEVEDO, I. CARVALHO, D. et al. Clinical and epidemiological aspects of leukemias. Inmunol y Homoter, v. 33, n. 2, 2017.

HOFFBRAND, AV. MOSS, PAH. Fundamentos da Hematologia. 6ª edição. Artmed. Porto Alegre. 2013.

LAITANO, A. PAIVA, B. ALCÂNTARA, L. TELES. M. Pancitopenia associada à anemia megaloblástica: relato de caso. Ipatinga. 2018. Disponível em: https://s3.us-east-1.amazonaws.com/assets.univaco.edu.br/resources/files/tcc/2018-2/20182-0177.pdf

OLIVEIRA, C. CASTRO, C. HÖRNER, R. Perfil epidemiológico de pacientes com leucemia mieloide aguda: uma revisão integrativa. Revista Saúde (Santa Maria), v. 47, Rio Grande do Sul, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/revistasaude/article/view/64519/pdf

Published

2024-05-21

How to Cite

Ikeda, P., Campagnaro, E., Natali, G. R. de, & Bragatto, F. B. (2024). A importância do diagnóstico precoce na Leucemia Mieloide Aguda: um relato de caso. STUDIES IN HEALTH SCIENCES, 5(2), e4409 . https://doi.org/10.54022/shsv5n2-015