Perfil sociodemográfico, clínico e do tratamento de pacientes com Artrite Reumatoide

Authors

  • Jéssica de Castro Oliveira
  • Deise Elen Oliveira dos Santos Reis
  • Maria Luiza Silva Teixeira
  • Paôlla Nayme Martins Morais Nicolau
  • Davi Mamede da Luz
  • Elano Jaime Azevedo Júnior
  • Marcelo Pimenta

DOI:

https://doi.org/10.54022/shsv5n2-016

Keywords:

Artrite Reumatoide, Epidemiologia, Fatores Socioeconômicos, Tratamento Farmacológico, Doenças Autoimunes

Abstract

A artrite reumatoide é uma doença de caráter crônico e progressivo que atinge cerca de 1% da população brasileira. Objetivou-se descrever a análise sociodemográfica e clínica dos pacientes com artrite reumatoide atendidos no serviço de Reumatologia do Hospital Geral de Goiânia durante o período de 2016 a 2021. Trata-se de um estudo transversal, retrospectivo e de abordagem quantitativa. A amostra foi constituída por 209 pacientes, cujos dados foram coletados por meio de pesquisa em prontuário eletrônico com base em ficha de coleta elaborada pelos pesquisadores. Observou-se que a maioria dos pacientes era do sexo feminino (85,2%), com idade de 60 anos ou mais (54,5%) e solteiro (66%). Acerca dos dados clínicos, 89,5% dos pacientes possuíam alguma comorbidade, sendo a hipertensão arterial sistêmica a mais prevalente, 89% usavam outro medicamento contínuo para o tratamento das comorbidades e o mais usado foi a vitamina D. Além disso, 80,4% usavam medicamentos modificadores do curso da doença sintéticos e o mais usado foi o metotrexato (50,7%). Entre os que usavam medicamentos biológicos ou sintéticos alvo específico, o mais utilizado foi o adalimumabe (6,7%). 60,8% dos pacientes faziam uso de corticoide (prednisona). O esquema terapêutico mais usado foi o de metotrexato associado a corticoide (23,9%). Conclui-se, portanto, que em uma análise mais detalhada do perfil e tratamento medicamentoso instituído nos pacientes, a maioria dos dados encontrados foram similares aos encontrados na literatura científica e a maior parte dos esquemas utilizados concorda com o Protocolo Clínico de Diretrizes Terapêuticas (2021) do Ministério da Saúde para artrite reumatoide.

References

ANDRADE, T.F.; DIAS, S.R.C. Etiologia da artrite reumatoide: revisão bibliográfica. Brazilian Journal of Health Review, v. 2, n.4, p. 3698-3718, 2019.

BONETTI, D. F.; SOUZA, L.; RESMINI, M. B. Avaliação do perfil epidemiológico de pacientes atendidos no ambulatório de reumatologia das clínicas integradas de uma universidade. Revista Saúde (Santa Maria), v. 46, n. 1, p. 1-12, 2020.

CALIXTO L.F. Perfil sociodemográfico dos pacientes com artrite reumatoide na região dos Campos Gerais. In: ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 28, 2019, Ponta Grossa. Anais do XXVIII Encontro Anual de Iniciação Científica. Ponta Grossa: UEPG, 2019.

CARVALHO, F. M., et al. Perfil epidemiológico e clínico dos pacientes com doenças reumáticas atendidos pela fisioterapia na cidade de Goiânia. Enciclopédia Biosfera, v. 15, n.28, 1-9, 2018.

CONITEC – Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas da Artrite Reumatoide: Relatório de Recomendação. Brasília: Ministério da Saúde, 2021. Disponível em: http://conitec.gov.br/images/Consultas/Relatorios/2021/20210623_Relatorio_PCDT_Artrite_Reumatoide.pdf. Acessado em 17 de maio de 2022.

CORBACHO, M. I.; DAPUETO, J. J. Avaliação da capacidade funcional e da qualidade de vida de pacientes com artrite reumatoide. Revista Brasileira de Reumatologia, v. 50, n. 1, p.31-43, 2010.

COSTA A.F.C., et al. Depressão, ansiedade e atividade de doença na artrite reumatóide. Revista Brasileira de Reumatologia, v. 48, p. 7-11, 2008.

EMAMIFAR, A.; HANSEN, I. M. J. The influence of thyroid diseases, diabetes mellitus, primary hyperparathyroidism, vitamin B12 deficiency and other comorbid autoimmune diseases on treatment outcome in patients with rheumatoid arthritis. Medicine, v. 97, n. 21, p. 1-7, 2018.

FAGANELLO, L.; COLET, C. F. Uso de medicamentos por pacientes com Artrite Reumatoide em um município do interior do Rio Grande do Sul. Revista Saúde (Santa Maria), v. 44, n. 1, p. 1-14, 2018.

FERNANDES, A. C. C., et al. Comorbidades entre pacientes com artrite reumatoide e sua associação com a descompensação clínica. Revista Contexto & Saúde. v. 21, n. 44, p. 375- 384, 2021.

FIGUS, F. A., et al. Rheumatoid arthritis: Extra-articular manifestations and comorbidities. Autoimmunity Reviews, v. 20, n. 4, p. 1-7, 2021.

GOMES R.K.S., et al. Impacto da artrite reumatoide no sistema público de saúde em Santa Catarina, Brasil: análise descritiva e de tendência temporal de 1996 a 2009. Revista Brasileira de Reumatologia, v. 57, n. 3, p. 204-209, 2017.

KRAMPE, S.F. Prevalência e incidência de síndrome metabólica em uma coorte de pacientes com artrite reumatoide: relação com índice de massa corporal e atividade da doença. Orientador: Claiton Viegas Brenol. 2018, 76f. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas), Faculdade de Medicina, Autarquia associada à Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018.

LISTING J., et al. Mortality in rheumatoid arthritis: the impact of disease activity, treatment with glucocorticoids, TNFα inhibitors and rituximab. Annals of the rheumatic diseases, v. 74, n. 2, p. 415-421, 2015.

LOUZADA-JUNIOR P., et al. Análise descritiva das características demográficas e clínicas de pacientes com artrite reumatoide no estado de São Paulo, Brasil. Revista Brasileira de Reumatologia, v. 47, p. 84-90, 2007.

MOTA, L.M.H.D.; LAURINDO, I.M.M.; SANTOS NETO, L.L.D. Características demográficas e clínicas de uma coorte de pacientes com artrite reumatoide inicial. Revista Brasileira de Reumatologia, v. 50, n. 3, p. 235-240, 2010.

MOTA L.M.H, et al. Diretrizes para o tratamento da artrite reumatoide. Revista Brasileira de Reumatologia, v. 53, n. 2, p. 158-183, 2013.

MOURA, M. C., et al. Perfil dos pacientes com manifestações extra-articulares de artrite reumatoide de um serviço ambulatorial em Curitiba, Sul do Brasil. Revista Brasileira de Reumatologia, v. 52, n. 5, p. 679-694, 2012.

NAGAYOSHI, B. A., et al. Artrite reumatoide: perfil de pacientes e sobrecarga de cuidadores. Revista Brasiselira de Geriatria e Gerontologia, v. 21, n. 1, p. 45-54, 2018.

OLIVEIRA G. A. Efetividade clínica dos medicamentos biológicos anti-TNF, biológicos não anti-TNF e sintético alvo-específico no tratamento da artrite reumatoide. Orientador: Juliana Alvares Teodoro. 2022, 175f. Dissertação (Mestrado em Medicamentos e Assistência Farmacêutica), Faculdade de Farmácia, Autarquia associada à Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2022.

OTON, T.; CARMONA, L. The epidemiology of established rheumatoid arthritis. Best Practice & Research Clinical Rheumatology, v. 33, p. 1014-1077, 2019.

PINTO, M. A.; SPESSIRITS, E. S.; CALDAS, C. A. M. Perda de produtividade no trabalho relacionada ao lúpus eritematoso sistêmico e à artrite reumatoide. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, v. 15, n. 3, p. 161-165, 2017.

REIS, A.P.M.G. Perfil terapêutico de pacientes com artrite reumatoide no Brasil: estudo de vida real. Orientador: Licia Maria Henrique da Mota. 2019. 118f. Tese (Douturado em Ciências Médicas) - Programa de Pós-graduação em Ciências Médicas, Universidade de Brasília, Brasília, 2019.

RIBEIRO, D.I. Desempenho de algoritmos preditores de eventos cardiovasculares numa coorte portuguesa de artrite reumatóide num hospital distrital: estudo transversal. Orientador: Joana Catarina Fonseca Ferreira. 2020, 68f. Dissertação (Mestrado em Medicina), Faculdade de Ciências da Saúde, Autarquia associada à Universidade da Beira Interior, Covilhã, 2020.

RIBEIRO A.A., et al. Determinantes psicológicos da qualidade-de-vida em pessoas com artrite reumatóide. Acta Paulista de Enfermagem, v. 35, n.1, p. 1-9, 2022.

ROSSETTO, C.N. Avaliação do nível de atividade física em pacientes com artrite reumatoide e osteoporose. Orientador: Lêda Maria Rabelo. 2018, 14f. Monografia (Especialização em Medicina do Exercício Físico na Promoção da Saúde), Setor de Ciências da Saúde, Autarquia associada à Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2018.

SANTOS, J.B.R. Uso de medicamentos biológicos para o tratamento da artrite reumatoide no sistema único de saúde: uma análise epidemiológica e econômica. Orientador: Juliana Alvares Teodoro. 2019. 147f. Tese (Douturado em Medicamentos e Assistência Farmacêutica) - Faculdade de Farmácia, Autarquia associada à Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2019.

SILVA G. D., et al. Perfil de gastos com o tratamento da Artrite Reumatoide para pacientes do Sistema Único de Saúde em Minas Gerais, Brasil, de 2008 a 2013. Ciência & Saúde Coletiva, v. 23, n. 4, p. 1241-1253, 2018.

SILVA, D.R. Aspectos clínicos, diagnóstico, terapêutico e qualidade de vida de pacientes com artrite reumatoide. Orientador: Luciana Moura de Assis. 2019. 86f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem) - Unidade Acadêmica de Enfermagem, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, 2019.

SILVA, C. S. Monitoramento do tratamento de pacientes com artrite reumatoide atendidos pelo componente especializado da assistência farmacêutica no contexto da pandemia causada pela COVID-19. Orientador: Filipe Carvalho Matheus. 2022, 65f. Dissertação (Mestrado em Assistência Farmacêutica), Centro de Ciências da Saúde, Autarquia associada à Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2022.

SPARKS, J. A. Rheumatoid Arthritis. Annals of Internal Medicine, v. 170, n. 1, p. 1-22, 2019.

VAZ A.E., et al. Perfil epidemiológico e clínico de pacientes portadores de artrite reumatoide em um hospital escola de medicina em Goiânia, Goiás, Brasil. Medicina (Ribeirão Preto Online), v. 46, n. 2, p. 141-153, 2013.

WIENS A., et al. Perfil dos usuários de anticitocinas disponibilizadas pelo Sistema Único de Saúde no estado do Paraná para o tratamento da artrite reumatoide. Revista Brasileira de Reumatologia, v. 52, p. 208-213, 2012.

Published

2024-05-21

How to Cite

Oliveira, J. de C., Reis, D. E. O. dos S., Teixeira, M. L. S., Nicolau, P. N. M. M., Luz, D. M. da, Azevedo Júnior, E. J., & Pimenta, M. (2024). Perfil sociodemográfico, clínico e do tratamento de pacientes com Artrite Reumatoide. STUDIES IN HEALTH SCIENCES, 5(2), e3786 . https://doi.org/10.54022/shsv5n2-016