Realização de tireoidectomia total: complicações relacionadas a retirada das glândulas paratiróides

Authors

  • Thiago Cavalcante Ribeiro
  • Mateus Rodrigues Linhares
  • Arthur Vinicios Araújo de Souza
  • Munike Tomazini dos Reis
  • Matheus Felipe Bueno
  • Patrik Tomazini dos Reis
  • Thais Castro dos Santos
  • Laylla Amaral Santos
  • Luís Fernando Farias de Paula
  • Gustavo Anthony Pereira de Toledo
  • Ana Clara Neri Ávila Baleeiro
  • Mariana Vilas Boas do Prado
  • Maria Eduarda Marquez Almeida
  • Maria Júlia Rodrigues Silva
  • Elisa Alves Corrêa Neiva
  • Giovanna Lyssa de Sousa Crozara
  • Hugo Oliveira Mesquita
  • Artur Franco Pinto
  • Isabella Rodrigues Ribeiro
  • Felipe Cavalcanti Sampaio Antunes Pieroni

DOI:

https://doi.org/10.54022/shsv5n1-001

Keywords:

tireoidectomia total, complicações, remoção da glândula paratireóide

Abstract

A tireoidectomia total consiste na retirada total de todo o tecido tireoidiano, lobo direito, lobo esquerdo e o istmo, que é a ponte entre ambos os lobos. Sabe-se que a retirada total da glândula tireóide está entre os procedimentos cirúrgicos mais frequentemente realizados. Associado a tireoidectomia total, um evento frequente é a remoção incidental de todas as quatro paratireóides, o que causa um desequilíbrio permanente nos níveis de cálcio e fósforo, devido a instalação do quadro de hipoparatireoidismo. Dessa forma, com o crescente corpo de literatura sobre a realização de tireoidectomia total, e suas complicações relacionadas a retirada das glândulas paratireóides, foi possível a realização de uma revisão integrativa de literatura por meio da plataforma pubmed, com seleção e análise criteriosa dos artigos, a fim de revisar e analisar as evidências atuais sobre o impacto da tireoidectomia total associada a retirada incidental das glândulas paratireóides. Nesta revisão foi identificado que a complicação mais comum relacionada a perda das paratireóides é a instalação do quadro de hipoparatireoidismo, que tem como fatores de risco a lesão e a desvascularização ocasionada na tireoidectomia. Associado a isso, outro quadro bastante comum é a hipocalcemia, que pode apresentar de maneira transitória ou permanente. Portanto, a realização de tireoidectomia total requer bastante cuidado, técnica e atenção, pois mesmo profissionais experientes estão sujeitos a realizar uma paratireoidectomia acidental junto com a retirada da glândula tireóide. Logo, medidas para preservação da paratireóide durante a realização da tireoidectomia total se faz necessária, como o uso de autofluorescência no infravermelho próximo (NIR-AF), que faz a identificação das glândulas paratireóides (PGs) baseada no infravermelho próximo durante a tireoidectomia.

References

AKGUN, I. E. et al. A realidade do hipoparatireoidismo após tireoidectomia: quais fatores de risco são eficazes? Estudo Unicêntrico. PubMed, [s. l.], v. v.56, n. 2, 28 jun. 2022. DOI 10.14744/SEMB.2022.24356. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC9350047/. Acesso em: 12 dez. 2023.

CUI, Q. et al. Autotransplante de paratireóide em local novo para melhor avaliação da função da glândula enxertada: protocolo de estudo para um ensaio prospectivo, randomizado e controlado. PubMed, [s. l.], v. v.20, 31 jan. 2019. DOI 10.1186/s13063-019-3195-9. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6357396/. Acesso em: 12 dez. 2023.

GODLEWSKA, P. et al. Fatores de risco de hipoparatireoidismo permanente após tireoidectomia total e esvaziamento cervical central para câncer papilífero de tireoide: um estudo prospectivo. PubMed, [s. l.], v. v.71, n. 2, 10 mar. 2020. DOI 10.5603/EP.a2020.0006. Disponível em: https://journals.viamedica.pl/endokrynologia_polska/article/view/EP.a2020.0006/50761. Acesso em: 12 dez. 2023.

SAKORAFAS, G. H. et al. Paratireoidectomia incidental durante cirurgia da tireoide: uma complicação subestimada da tireoidectomia. PubMed, [s. l.], v. v.29, n. 12, 2015. DOI 10.1007/s00268-005-0032-y. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s00268-005-0032-y. Acesso em: 12 dez. 2023.

SPAZIANI , E. et al. PARATIREOIDECTOMIA INCIDENTAL DURANTE TIREOIDECTOMIA TOTAL COMO POSSÍVEL FATOR DE RISCO DE HIPOCALCEMIA. EXPERIÊNCIA DE UM ÚNICO CENTRO E REVISÃO DE LITERATURA. PubMed, [s. l.], v. v.17, n. 2, 2021. DOI 10.4183/aeb.2021.207. Disponíve

WOLF, H. W. et al. Autofluorescência no infravermelho próximo das glândulas paratireoides durante tireoidectomia para prevenção de hipoparatireoidismo: um ensaio clínico prospectivo randomizado. PubMed, [s. l.], v. v.407, n. 7, 29 jul. 2022. DOI 10.1007/s00423-022-02624-3. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC9640439/. Acesso em: 12 dez. 2023.

Published

2023-12-28

How to Cite

Ribeiro , T. C., Linhares, M. R., de Souza, A. V. A., dos Reis, M. T., Bueno , M. F., dos Reis, P. T., dos Santos, T. C., Santos , L. A., de Paula, L. F. F., de Toledo, G. A. P., Baleeiro, A. C. N. Ávila, do Prado, M. V. B., Almeida, M. E. M., Silva, M. J. R., Neiva, E. A. C., Crozara, G. L. de S., Mesquita, H. O., Pinto , A. F., Ribeiro , I. R., & Pieroni , F. C. S. A. (2023). Realização de tireoidectomia total: complicações relacionadas a retirada das glândulas paratiróides. STUDIES IN HEALTH SCIENCES, 5(1), 2–12. https://doi.org/10.54022/shsv5n1-001

Most read articles by the same author(s)

1 2 3 > >>