Professores em formação na autoria de estudos de caso: uma análise qualitativa

Authors

  • Daniela Martins Buccini Pena
  • Ana Luiza de Quadros

DOI:

https://doi.org/10.54022/shsv4n5-020

Keywords:

ensino de Ciências, estudos de caso, formação de professores

Abstract

Os estudos de caso como método de ensino têm origens longevas, mas apresentam potencial para engajar os estudantes nas aulas e, por isso, têm recebido atenção de professores e pesquisadores. Neste trabalho analisamos o entendimento de professores em formação sobre o estudo de caso como metodologia de ensino a partir das propostas construídas por eles. Para isso analisamos quinze estudos de caso produzidos em uma disciplina de graduação, usando as características apontadas por Clyde F. Herreid para um bom estudo de caso. Observamos que os professores em formação foram criativos, usaram temas relevantes e atenderam às características analisadas. Argumentamos que os cursos de formação deveriam oferecer o suporte necessário aos professores para a análise da viabilidade de uso dessa metodologia, permitindo a eles fazerem opções mais refletidas.

References

ANDRADE, M. A. B. S.; CAMPOS, L. M. L. Análise da aplicação da aprendizagem baseada em problemas no ensino de Biologia. Atas do V Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, n. 5, 2005.

BILLINGS, D. M.; HALSTEAD, J. A. Teaching in Nursing: A Guide for Faculty. W.B. Saunders, Philadelphia, PA, 2005.

DINIZ-PEREIRA, J. E. As licenciaturas e as novas políticas educacionais para a formação docente. Educação & Sociedade, ano XX, nº 68, p. 109-125, 1999.

HERREID, C. F. What makes a good case? Journal of college science teaching, v. 27, n. 3, p. 163-169, 1998.

HERREID, C. F. The Death of Problem-Based Learning? Journal of College Science Teaching. v. 32, p. 364-366, 2003.

HERREID, C. F. Case Study Teaching. New directions for teaching and learning, v. 2011, n. 128, p. 31-40, 2011.

HERREID, C. F. Introduction. In: Herreid, C. F.; Schiller, N. A.; Herreid, K. F. Science Stories: using Case Studies to Teach Critical Thinking. United States of America: National Science Teachers Association, 2012.

LEENDERS, M. R., MAUFFETTE-LEENDERS, L. A., ERSKINE, J. A. Writing Cases. 4th edition. Ivey Publishing, Ivey Business School, 2001.

MERSETH, K. Desafios reais do cotidiano escolar brasileiro. Editora Moderna, 2018.

NÓVOA, A. Formação de professores e profissão docente. In: António Nóvoa (org.). Os professores e sua formação. Lisboa: Publicações Dom Quixote, p. 13-33, 1992.

NÓVOA, A. Professores: imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009.

PENA, D. M. B.; QUADROS, A. “- Professora .... está me dando uma raiva!”: quando o sexismo na Ciência é discutido em aulas de graduação. Revista Insignare Scientia – RIS, v. 6, n. 1, p. 323-344, 2023.

PEREIRA, L. R.; CARDINAL, M. R. Palmas para sua solução. In: QUEIROZ, S. L.; CABRAL, P. F. O. Estudos de Caso no Ensino de Ciências Naturais. Centro de Divulgação Científico Cultural – USP, 2016.

POPIL, I. Promotion of critical thinking by using case studies as teaching method. Nurse Education Today, v. 31, n. 2, p. 204-207, 2011.

QUEIROZ, S. L.; CABRAL, P. F. O. Estudos de Caso no Ensino de Ciências Naturais. Centro de Divulgação Científico Cultural – USP, 2016.

QUADROS, A. L.; PENA, D. M. B. Estudo de Cosa como método de Ensino: conceitos e desdobramento em sala de aula. In: Aprender Ciência por meio de Estudos de Caso: algumas experiências. Ed. CRV, 2021.

RUDGE, D. W. et al. Changes observed in views of nature of science during a historically based unit. Science & Education, v. 23, n. 9, p. 1879-1909, 2014.

SÁ, L. P.; FRANCISCO, C. A.; QUEIROZ, S. L. Estudos de caso em Química. Química Nova, v. 30, n. 3, p. 731-739, 2007.

SCHÖN, A. D. Educando o profissional reflexivo. Artmed, Porto Alegre, 2000.

SCHUNK, D. H. Learning theories: An educational perspective (6th ed.). Boston: Pearson, 2012.

Published

2023-11-22

How to Cite

Pena, D. M. B., & de Quadros, A. L. (2023). Professores em formação na autoria de estudos de caso: uma análise qualitativa. STUDIES IN HEALTH SCIENCES, 4(4), 1388–1403. https://doi.org/10.54022/shsv4n5-020