E quando o/a autor/a da violência sexual é um/a adolescente? Uma análise do perfil social dos/as adolescentes atendidos/as pela defensoria pública do estado do Pará no município de Belém

Authors

  • Irlana de Fátima Barata Moraes
  • Rodrigo Miranda Conceição
  • Pamela Zatrepalek de Almeida
  • Cássio Pinho dos Reis

DOI:

https://doi.org/10.54022/shsv4n2-018

Keywords:

violação de direitos, infância e adolescência, ato infracional

Abstract

Esse estudo teve como objetivo compreender o perfil social dos/as adolescentes autores/as da violência sexual contra outras crianças e adolescentes e que foram atendidos/as pela Defensoria Pública do Estado do Pará no município de Belém. A relevância do estudo ocorre por meio da necessidade em abordar sobre a violência sexual tendo o/a adolescente enquanto autor/a. Foi realizada uma análise documental à luz da teoria social crítica, por meio das fichas de atendimentos da Defensoria nos anos de 2019 e 2020, no total foram catalogadas 61 fichas de atendimento, também foi utilizada a revisão de literatura. A pesquisa é do tipo exploratória e no âmbito da análise dos dados ocorreu por meio da pesquisa quali-quantitativa. Notou-se que, as questões de gênero estão envoltas à temática, sendo esta complexa e pouco debatida na sociedade. Esses/as adolescentes também foram vítimas de violência e estão em situação de vulnerabilidade social e/ou pessoal.

References

ADED, N. L. de O. et al. Abuso sexual em crianças e adolescentes: revisão de 100 anos de literatura. Archives of Clinical Psychiatry, São Paulo, 2006, v. 33, n. 4, pp. 204-213. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0101-60832006000400006>. Acesso em: 23 abr. 2022.

ARIÈS, P. História Social da Criança e da Família. 2.ed. Rio de Janeiro: LTC, 2017.

AZEVEDO, M. M. O Código Mello Mattos e seus reflexos na legislação posterior. 2007. Disponível em: http://www.tjrj.jus.br/documents/10136/30354/codigo_mello_mattos_seus_reflexos.pdf. Acesso em: 10 abr. 2021.

BASTOS, Kárita Rachel Pedroso. Adolescente autor de ofensa sexual: características, responsabilização e significado das medidas socioeducativas. 2020. Tese (Doutorado) – Universidade de Brasília, Brasília, 2020.

BRASIL. Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Lei n° 8.069 de 13 de julho de 1990.

BEHRING, Elaine Rosseti; BOSCHETTI, Ivanete. Política social: fundamentos e história. Cortez editora, 2011.

CARRETEIRO, T. C. (2010). Adolescências e experimentações possíveis. In M. M. Marra & L. F. Costa (Orgs.), Temas da Clínica do adolescente e da família (pp.15-24). São Paulo: Ágora.

COSTA, C. L. N. do A.; SANTOS, M. de B. O uso de drogas na adolescência. Caderno de Graduação - Ciências Humanas e Sociais - UNIT - SERGIPE, [S. l.], v. 1, n. 3, p. 143–150, 2013. Disponível em: <https://periodicos.set.edu.br/cadernohumanas/article/view/952>. Acesso em: 28 abr. 2022.

COSTA, F. Á. de O.; MARRA, M. M. Famílias brasileiras chefiadas por mulheres pobres e monoparentalidade feminina: risco e proteção. Rev. bras. psicodrama, São Paulo, v. 21, n. 1, p. 141-153, 2013. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-53932013000100011&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em 04 abr. 2022.

Drezett, Jefferson et al. Estudo de mecanismos e fatores relacionados com o abuso sexual em crianças e adolescentes do sexo feminino. Jornal de Pediatria [online]. 2001, v. 77, n. 5, p. 413-419. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0021-75572001000500013>. Epub 09 Ago 2006. ISSN 1678-4782. https://doi.org/10.1590/S0021-75572001000500013. Acesso em: 4 abr. 2022.

FALEIROS, V. de P. Abuso sexual de crianças e adolescentes: trama, drama e trauma. Serviço Social e Saúde, Campinas, SP, v. 2, n. 1, p. 65–82, 2005. DOI: 10.20396/sss.v2i1.8636441. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/sss/article/view/8636441. Acesso em: 5 abr. 2022.

FOUCALT, M. História da sexualidade 2: o uso dos prazeres. 8. ed. Rio de Janeiro, Edições Graal, 1984.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. Editora Paz e terra, 2014.

FREITAS, S. B.; SOARES, Ana Cristina Nassif. Autores de violência sexual contra crianças e adolescentes, gênero e representações sociais: uma reflexão necessária. Seminário Internacional Fazendo Gênero, 2013. Disponível em: http://www.fg2013.wwc2017.eventos.dype.com.br/resources/anais/20/1372868332_ARQUIVO_artigo_fazendo_genero_Solange.pdf. Acesso em: 10 abr. 2022.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo. Atlas. 1991.

GUIMARÃES, J. T. S; CARVALHO, L. C; ARAÚJO, S. S; LARCEDA, S. R; SILVA, M. C. S. Infância e pobreza: uma análise do município de Melgaço (Marajó/PA). São Luis: JOINPP, 2019. Disponível em: http://www.joinpp.ufma.br/jornadas/joinpp2019/images/trabalhos/trabalho_submissaoId_1401_14015cc9e1a71cd97.pdf. Acesso em: 2 fev. 2022.

GUIMARÃES, F. L.; PESSINA, L. M. A clínica adolescente: recursos para a jornada exploratória. In: MARRA, Marlene Magnabosco; COSTA, Liana Fortunato (Org.). Temas da clínica do adolescente e da família. São Paulo: Ágora, 2010. Cap. 4. p. 51-64.

MAIA, A. F. O Preconceito como obstáculo à educação sexual: reflexões a partir de uma perspectiva ética. Revista Linhas, São Paulo, v. 11, n. 1, p. 20-35, 2010. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/125082. Acesso em: 25. jun. 2022.

MARX, Karl. O Capital-Livro 1: Crítica da economia política. Livro 1: O processo de produção do capital. Boitempo Editorial, 2015.

MARTINELLI, M. L. REFLEXÕES SOBRE O SERVIÇO SOCIAL E O PROJETO ÉTICO-POLÍTICO PROFISSIONAL. Emancipação, [S. l.], v. 6, n. 1, 2009. Disponível em: https://revistas2.uepg.br/index.php/emancipacao/article/view/69. Acesso em: 4 abr. 2022.

Nery Filho, A. Torres; Torres, Inês Maria Antunes Paes. Drogas. Isso lhe interessa? Confira aqui. Salvador: Centro de Estudos e Terapia do Abuso de Drogas, 2002.

PARÁ. Manual de procedimentos de atuação dos núcleos e defensorias vinculadas a diretoria metropolitana da Defensoria Pública do Estado do Pará. 2012.

PNUD. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. Ranking IDHM Municípios 2010. 2010. Disponível em:<http://www.pnud.org.br/atlas/ranking/Ranking-IDHM-Municipios 2010.aspx>. Acesso em: 02. Abr. 2022.

RODRIGUES, J. L., BRINO, R. de F., WILLIAMS, L. C. A. Concepções de sexualidade entre adolescentes com e sem histórico de violência sexual. Paidéia. Ribeirão Preto. 2006, v. 16, n. 34, pp. 229-240. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0103-863X2006000200011>. Epub 30 Out 2007. ISSN 1982-4327. https://doi.org/10.1590/S0103-863X2006000200011. Acesso em: 29 maio. 2022.

SAFFIOTI, Heleieth. Gênero, patriarcado, violência. Ministério Público do Estado da Bahia, 2004.

SANTOS, B. R.; IPPOLITO, R.; MAGALHÃES, M. de L. Políticas públicas, rede de proteção e os programas e serviços voltados para crianças e adolescentes em situação de violência sexual. BR Santos, & I. B Gonçalves (Coords.), Escuta de crianças e adolescentes em situação de violência sexual: aspectos teóricos e metodológicos: guia para capacitação em depoimento especial de crianças e adolescentes, p. 113-129, 2014. Brasília, DF: EdUCB.

SILVA, Ana Clara Almeida; LINS, Mara Regina Soares Wanderley. Quando crianças abusam de outras crianças. Revista Psicologia em Foco, v. 5, n. 6, p. 48-65, 2013. Disponível em: http://revistas.fw.uri.br/index.php/psicologiaemfoco/article/view/1117. Acesso em: 05 abr. 2022.

TERRA, Cilene; AZEVEDO, Fernanda. Adolescente, ato infracional e serviço social no Judiciário: trabalho e resistências. Cortez Editora, 2018.

VELOSO, Milene Maria Xavier. Maus-tratos contra crianças e adolescentes: limites e possibilidades de atuação de profissionais de saúde. 2015. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Pará, 2015.

Downloads

Published

2023-08-17

How to Cite

Moraes, I. de F. B., Conceição, R. M., de Almeida, P. Z., & dos Reis, C. P. (2023). E quando o/a autor/a da violência sexual é um/a adolescente? Uma análise do perfil social dos/as adolescentes atendidos/as pela defensoria pública do estado do Pará no município de Belém. STUDIES IN HEALTH SCIENCES, 4(2), 489–504. https://doi.org/10.54022/shsv4n2-018