Estudo morfométrico do manúbrio esternal e sua relação com o dimorfismo sexual em ossos secos de adultos

Authors

  • Francarlos de Oliveira Souza
  • Andielle Cegolini
  • Eva Pales Amorim Neta
  • Ygor Ribeiro de Medeiros
  • Iôgo Preira Torres
  • Ícaro Oliveira Bandeira
  • Erasmo de Almeida Júnior
  • Émerson de Oliveira Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.54022/shsv4n1-022

Keywords:

estimativa, sexo, manúbrio esternal

Abstract

A Antropologia Forense é o ramo da Antropologia Física que lida com as perícias criminais de ossadas e de cadáveres carbonizados ou em estado avançado de decomposição. A estimativa do sexo é uma etapa essencial para identificar indivíduos desconhecidos e geralmente depende da presença de ossos altamente dimórficos, como a pelve e o crânio. O presente trabalho tem por finalidade estudar três medidas lineares no manúbrio esternal e relacioná-las com o dimorfismo sexual. Para o nosso estudo foram utilizados 150 esternos secos de adultos, sendo 49 do sexo feminino e 101 do sexo masculino, compreendidos na faixa etária entre 20 e 95 anos. As medidas utilizadas foram: altura máxima do manúbrio, largura máxima do manúbrio e largura da incisura jugular.  Com relação ao sexo masculino, a média da altura máxima do manúbrio foi de 55,76mm, da largura máxima de 54,02mm e da largura da incisura jugular de 15,67mm. No sexo feminino as médias foram: altura máxima do manúbrio de 52,45mm, largura máxima de 52,52mm e largura da incisura jugular de 16,28mm. Observamos que os manúbrios do sexo masculino apresentaram dimensões maiores, exceto na largura da incisura jugular. É possível que metodologias como a empregada no presente estudo, isolada ou ao lado de outras, possam vir a contribuir para o acerto de pesquisas sobre a investigação do sexo dentro da Medicina Legal, Antropologia Forense e de outros campos de estudo afins.

References

AKIN, K.; KOSEHAN, D.; TOPEU, A. Anatomic evaluation of the xiphoid process with 64-row multidetector computed tomography. Skeletal Radiology.v. 40, p.447 – 452. 2011. DOI: https://doi.org/10.1007/s00256-010-1022-1

BORDONI, L.S. Proposta de estimativa do perfil biológico pela análise do esterno. Brazilian Journal of Forensic Sciences medical Law and Bioethics. V.10, n.4, p.594-615, 2021. DOI: https://doi.org/10.17063/bjfs10(4)y2021594-615

EKIZOGLU, O. et al. Sex estimation from sternal measurements using multidetector computed tomography. Medicine. v. 93, n. 27, 2014. DOI: https://doi.org/10.1097/MD.0000000000000240

GARCIA-PARRA, P. Sexual dimorphism of human sternum in a conteporaty Spanish population. Forensic Science International. v. 244, p.313 e1-313 e9, 2014. DOI: https://doi.org/10.1016/j.forsciint.2014.06.019

HAMED, A.A. et al. Estimation of sex in a contemporary Sauid population based on sternal measurements using multidetector computed tomography. Journal of Comparative Human Biology. v. 68, p. 411-421, 2017. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jchb.2017.11.001

MARTINS, E.C. Estimate of the age of individuals for adults computed tomography of the sternum. Dissertação – Faculdade de odontologia de Piracicaba- Universidade Estadual de Campinas, Título de Mestre, Biologia buco-dental, área de concentração em Odontologia Legal e Deontologia. 1971.

MOORE, K.L. Anatomia orientada para a clínica. 8 Ed. Rio de Janeiro: GuanabaraKoogan, 2019.

QUEIROZ, A. et al. Determinación del género por medio de medidas y verificación del peso del hueso esternon (Brasil). Med. leg. Costa Rica v.22,n.1,p. 73-78, mar. 2005.

Downloads

Published

2023-03-27

How to Cite

Souza, F. de O., Cegolini, A., Neta, E. P. A., de Medeiros, Y. R., Torres, I. P., Bandeira, Ícaro O., de Almeida Júnior, E., & Ferreira, Émerson de O. (2023). Estudo morfométrico do manúbrio esternal e sua relação com o dimorfismo sexual em ossos secos de adultos. STUDIES IN HEALTH SCIENCES, 4(1), 213–221. https://doi.org/10.54022/shsv4n1-022

Most read articles by the same author(s)