O que os países de primeiro mundo em educação nos ensinam?

What the first world countries teach for us about education?

Authors

  • Roberto Preussler
  • Daiani Finatto Bianchini

DOI:

https://doi.org/10.54019/sesv3n3-020

Keywords:

proposta de pesquisa, cotas de ingresso, retomada de aprendizagens, desempenho escolar

Abstract

No cenário brasileiro a aprendizagem da matemática tem mostrando baixos índices de rendimento escolar e proficiência de alunos. Dados baseados no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), nos Parâmetros Curriculares Nacionais de Matemática (PCNs) e no Programa Internacional de Avaliação Comparada (Pisa) da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) confirmam esses resultados. Estes dados têm incomodado um grupo de professores e pesquisadores que ensinam matemática no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar) – Campus Santa Rosa que, baseado nesses resultados, veem acompanhando e buscando compreender ações que desenvolvem os países com índices e práticas diferenciadas em educação. A vários anos, a educação finlandesa tem demonstrado resultados ímpares nessas avaliações internacionais e, entre as diversas ações no sentido de elevar o padrão do ensino, a primeira que ser refere aos alunos é “não deixar nenhum aluno para traz”. Esse grupo de pesquisadores vem observando que o sistema de cotas utilizado para ingresso nos Institutos Federais tem possibilitado o ingresso de alunos com expressivas diferenças cognitivas. A partir disso, estamos afirmando a hipótese que os alunos que ingressam com cotas que possuem pontos de corte menor, apresentam carências de conhecimentos básicos de matemática da escola fundamental e isso tem dificultado outros avanços no decorrer do ensino médio. Por isso, temos como objetivo organizar um projeto de pesquisa que busca avaliar essa hipótese e propor um projeto de retomada/recuperação de conceitos básicos e estruturantes logo no ingresso do ensino integrado, o que, na medida em que resgata/retoma aprendizagens anteriores poderá também colocar esses alunos numa situação de maior sucesso ao longo do curso que estão inseridos e contribuir com a “permanência” e especialmente ao “êxito” o desses estudantes.

Published

2022-09-12

How to Cite

Preussler, R. ., & Bianchini, D. F. . (2022). O que os países de primeiro mundo em educação nos ensinam? What the first world countries teach for us about education?. STUDIES IN EDUCATION SCIENCES, 3(3), 1323–1328. https://doi.org/10.54019/sesv3n3-020