Búlgaro e Macedônio: dois sistemas verbais irmãos? Paralelos e diferenças

Authors

  • Alfons Olivares Niqui

DOI:

https://doi.org/10.54019/sesv5n2-001

Keywords:

Sistema Verbal Búlgaro, Sistema Verbal Macedônio, Formas Evidenciais Búlgaras, Formas Evidenciais Macedônias

Abstract

Búlgaro e Macedônio têm uma origem comum. Ambos têm sistemas verbais ricos com formas simples e, sobretudo, compostas, com significados e usos que podem estar próximos. A particularidade mais marcante é a presença de numerosas formas evidenciais que têm suas aplicações específicas em cada paradigma, um fato que não é nada comum nas línguas europeias e desconhecido para as outras línguas eslavas. Apesar da óbvia unidade do búlgaro antigo, alguns traços caraterísticos podem ser observados nos manuscritos, diferenciados entre orientais e ocidentais, provavelmente relacionados às antigas escolas literárias de Preslav e Ohrid. Isso dá justificativa aos autores macedônios para considerar o macedônio antigo a língua dos textos ocidentais. As primeiras referências ao macedônio como língua separada só aparecem no século XIX. Seja como for, factores históricos, sociolinguísticos e políticos levaram á existência  actual de duas línguas, oficiais nas respectivas repúblicas de Bulgária e Macedônia, embora não se possa negar que existe uma relação muito estreita. O objetivo deste artigo é apresentar as diversas formas verbais nas duas línguas e estudar as coincidências e divergências dos respectivos significados e usos, sobretudo das inúmeras formas evidenciais presentes nas duas línguas, que podem ou não corresponder. A presença de evicenciais morfológicos em algumas línguas indoeuropeias relativamente próximas a nós, dão a oportunidade de estudar mais detalhadamente essas funções evidenciais e pode nos ajudar a compreender melhor os mecanismos linguísticos da evidencialidade. A rigor, podemos ver a Slavia dos Balcãs Orientais como un continuum de dialetos que vão do Mar Negro às regiões sérvias de Niš i Pirot.

References

ANDREJČIN, Ljubomir. Osnovna bǎlgarska gramatika. Sofija: Nauka i izkustvo, 1978.

COHEN, David. El aspecto verbal. Madrid: Visor Libros, 1993.

FRIEDMAN, Victor A. Macedonian. SEELRC, Duke Univ. Press, Durham (NC), 2001.

FRIEDMAN, Victor A. Evidentiality in the Balkans with special attention to Macedonian and Albanian. In: AYKHENVALD, A. Y.; DIXON, R. M. W. (eds.). Studies in Evidentiality. Typological Studies in Language, 54, Amsterdam, John Benjamins Publ.Co., 2003. p. 189-218.

FRIEDMAN, Victor A. The typology of Balkan evidentiality and areal lingüístics. In: MIŠESKA TOMIĊ, O. (ed.). Balkan Syntax and Semantics, Linguistics Today, 67, Amsterdam, John Benjamins Publ.Co., 2004. p. 101-134.

GEORGIEV, Vladimir. Vǎznikvane na novi složni glagolni formi sǎs spomagatelen glagol imam. Problemi na bǎlgarskija ezik. Sofija: Nauka i izkustvo, 1985. p. 113-136.

IVANČEV, Svetomir. Problemi na razvitieto i funkcioniraneto na modalnite kategorii v bǎlgarskija ezik. In: PAŠOV, P.; NICOLOVA; R. (eds.). Pomagalo po bǎlgarska morfologija. Glagol. Sofija: Nauka i izkustvo, 1976. p. 348-359.

KONESKI, Blaže. Gramatika na makedonskiot literaturen jazik. Skopje: Kultura, 1978.

LALEVA, Tania D. El extraño caso del verbo búlgaro. Revista Española de Lingüística, v. 40, n. 1, p. 97-125, 2010.

LUNT, Horace G. A grammar of the Macedonian Language. Skopje: Državno knigoizdatelstvo, 1962.

MATHIESEN, Robert The Church Slavonic question. An overview (IX-XX Centuries). In: PICCHIO, R.; GOLDBLATT, H. (eds.). Aspects of the Slavic Language question. New Haven: Yale Concilium on International and Area Studies, 1984. p. 45-65.

MIŠESKA TOMIĊ, Olga. (2010) The Macedonian ‘have’ and ‘be’ perfects. In: MOTOKI, N. (ed.). Grammaticalization in Slavic Languages: from areal and typological perspectives. Slavic Eurasian Studies, 23, Sapporo, Hokkaido University.

NICOLOVA, Ruselina. Bǎlgarska gramatika. Morfologija. Sofija: Universitet Sv. Kliment Ohridski, 2008.

OLIVARES NIQUI, Alfons. Sobre la categoria verbal de temps en búlgar. Caplletra, v. 72, p. 81-107, 2022.

OLIVARES NIQUI, Alfons. “Sobre les lletres”, En defensa de la identitat. Düsseldorf: Editorial Académica Española, 2023. p. 4-20.

STANOJOSKI, Igor. Prekažuvan’eto na minatite dejstva vo makedonskiot jazik. Knowledge, v. 23, n. 5, p. 1447-1450, 2018.

Published

2024-04-12

How to Cite

Niqui, A. O. (2024). Búlgaro e Macedônio: dois sistemas verbais irmãos? Paralelos e diferenças. STUDIES IN EDUCATION SCIENCES, 5(2), e3728. https://doi.org/10.54019/sesv5n2-001