Educação 4.0: preparando alunos para o mundo digital através da gamificação

Authors

  • Fabíola Belkiss Santos de Oliveira
  • Sérgio Luis Boaventura da Silva
  • Millena Raimunda Martins de Almeida Carvalho
  • Yan da Rocha
  • Andreia Queiroz da Silva
  • Ana Paula Ferreira Pedroso
  • Websa Paula Souza Silva
  • Ana Claudia Rodrigues da Silva
  • Hudson Sérgio de Souza
  • Gláucia Medianeira Coelho Pereira

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n6-028

Keywords:

Educação 4.0, Gamificação, Engajamento, Habilidades Essenciais

Abstract

A Educação 4.0 surge como resposta aos desafios da sociedade contemporânea, marcada pela revolução digital. Este novo paradigma reconhece a importância de preparar os alunos não apenas com conhecimentos acadêmicos, mas também com habilidades essenciais para o mundo digital. A gamificação se destaca como uma estratégia promissora para engajar e motivar os estudantes nesse contexto. O estudo adotou uma abordagem qualitativa e quantitativa, com coleta de dados em campo. Foram seguidas cinco etapas: sensibilização da comunidade escolar, diagnóstico das necessidades, elaboração do plano de implementação, implementação do plano e avaliação e monitoramento. Os resultados revelaram um aumento significativo do engajamento dos alunos, melhoria no desempenho escolar e desenvolvimento de habilidades essenciais para o século XXI. Ao longo da implementação, a avaliação e o monitoramento foram realizados de forma contínua e sistemática. Questionários, entrevistas, observações em sala de aula e análise de dados permitiram acompanhar o progresso da implementação, identificar pontos fortes e fracos, e realizar ajustes quando necessário. Dados quantitativos e qualitativos demonstraram o impacto positivo da gamificação na aprendizagem e na motivação dos alunos. A integração da Educação 4.0 e da gamificação representa uma estratégia promissora para transformar a educação básica, preparando os alunos para os desafios do século XXI. Investir em práticas educacionais inovadoras fortalece não apenas a educação, mas também o tecido social, formando cidadãos mais preparados e participativos. A aplicação bem-sucedida dessas estratégias em contextos diversos ressalta sua acessibilidade e eficácia, independentemente do contexto socioeconômico. Isso ressalta a importância de investimentos contínuos em tecnologia educacional e no desenvolvimento de abordagens pedagógicas inovadoras, não apenas em áreas urbanas privilegiadas, mas também em comunidades rurais e em desenvolvimento.

References

ALVES, Flora. Gamification – como criar experiências de aprendizagem engajadoras. Um guia completo: do conceito à prática. 2. ed. São Paulo: DVS, 2015.

BRAZIL, A. L.; BARUQUE, L. B. Gamificação Aplicada na Graduação em Jogos Digitais. In: XXVI Simpósio Brasileiro de Informática na Educação (SBIE 2015). DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.sbie.2015.677

BOTTENTUIT JUNIOR, J. B. Sala de Aula Invertida: recomendações e tecnologias digitais para sua implementação na educação. Novas Tecnologias na Educação, v. 17, n. 2, ago. 2019. DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.96583

DA SILVA FONSECA, E. Educação 5.0–o conectivismo, a revolução digital e o ensino a distância. Contribuições para o ensino híbrido. RECIMA21-Revista Científica Multidisciplinar, v. 2, n. 4, p. e24197-e24197, 2021. DOI: https://doi.org/10.47820/recima21.v2i4.197

GOMES DA COSTA, M. et al. Tecnologia, Mídia E Educação: Influências Na Socialização E Na Construção Do Conhecimento. IOSR Journal Of Humanities And Social Science (IOSR-JHSS), v. 28, n. 9, p. 38–44, 2023.

MACEDO, F. C. da S.; KALHIL, J. B. Tecnologias digitais computadorizadas na

Educação em Ciências: podem contribuir? Latin American Journal of Science Education, México, v. 2, n. 1, p.01-09, jul. 2014.

MARTINHO, T; POMBO, L. Potencialidades das TIC no ensino das Ciências Naturais – um estudo de caso. Revista Electrónica de Enseñanza de lãs Ciencias, v. 8, n. 2, 2009, p. 527-538.

MASSI, M. L. G. Criação de objetos de aprendizagem gamificados para uso em

sala de treinamento. Revista Científica Hermes, n. 17, p. 18-35, 2017. DOI: https://doi.org/10.21710/rch.v17i0.304

MATTAR, J. Aprendizagem em ambientes virtuais: teorias, conectivismo e MOOCs. Teccogs: Revista Digital de Tecnologias Cognitivas, São Paulo, n. 7, 2013.

NETO, F. N. C. Uso de metodologias ativas e recursos tecnológicos como inovações na Educação Básica. Revista Educação Pública, v. 22, n. 36, 27 set. 2022.

RAABE, André; GOMES, Eduardo Borges. Maker: uma nova abordagem para tecnologia na educação. Revista Tecnologias na Educação, Ceará, v.26, n.26, p.6-20, 2018.

RIBEIRO, Renata Aquino. Educação Híbrida: uma metodologia inovadora. São Paulo: Penso, 2019.

ROSS, L. STEM Education: A Project-Based Approach. New York: Routledge, 2017.

SILVA, J. B. da; SALES, G. L.; CASTRO, J. B. de. Gamificação como estratégia de aprendizagem ativa no ensino de Física. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 41, n. 4, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/1806-9126-rbef-2018-0309

Published

2024-06-04

How to Cite

Oliveira , F. B. S. de, Silva , S. L. B. da, Carvalho , M. R. M. de A., Rocha , Y. da, Silva, A. Q. da, Pedroso, A. P. F., Silva , W. P. S., Silva, A. C. R. da, Souza, H. S. de, & Pereira , G. M. C. (2024). Educação 4.0: preparando alunos para o mundo digital através da gamificação. Caderno Pedagógico, 21(6), e4714. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n6-028

Issue

Section

Articles