Caracterização polínica em méis da região norte de Minas Gerais

Authors

  • Fernanda Dias Souza
  • Vanessa de Andrade Royo
  • Pedro Henrique Fonseca Veloso
  • Veronica de Melo Sacramento
  • Nathália da Costa Pires
  • Afrânio Farias de Melo Júnior
  • Elytania Veiga de Menezes
  • Murilo Malveira Brandão

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n6-068

Keywords:

Mel Monofloral, Pólen Predominante, Aroeira, Pequi, Café

Abstract

Objetivo: Realizar a identificação e quantificação das espécies botânicas na composição polínica dos méis comercializados pela COOPEMAPI entre os anos de 2020 e 2022. Métodos: Foi realizado um estudo de caráter descritivo quantitativo e ainda um diagnóstico da flora, a partir dos laudos das amostras e das frequências dos tipos polínicos na amostragem. Resultados: Foi analisada a composição polínica de 26 amostras fornecidas pela COOPEMAPI (Cooperativa dos Apicultores e Agricultores do Norte de Minas com sede em Bocaiuva- MG). As amostras utilizadas foram coletadas e identificadas nos anos de 2020, 2021 e 2022. Resultados: Através das amostras foi possível identificar 21 famílias e 22 espécies botânicas distintas. A amostragem ainda resultou em 18 méis monoflorais (69,23%) e 8 méis de floração predominante (30,76%). Nos resultados observados do estudo destacaram algumas espécies botânicas com maior incidência na composição dos méis analisados. Dentre elas, a Aroeira se sobressaiu, sendo a mais caracterizada nos méis monoflorais e a mais comercializada atualmente pela COOPEMAPI. A valorização se dá, principalmente, em razão da sua composição e das propriedades que são únicas. Além da Aroeira, outras espécies como o Pequi e o Café também têm uma influência significativa na composição dos méis da região norte de Minas Gerais. Conclusão: O estudo permitiu identificar as principais espécies botânicas que compõem os méis da Cooperativa, fornecendo informações valiosas sobre a flora local e as características específicas dos méis produzidos. Esses dados são importantes tanto para os apicultores quanto para os consumidores, ajudando a valorizar e promover os produtos apícolas da região.

References

ALMEIDA‐MURADIAN, L. B. et al. Comparative study of the physicochemical and palynological characteristics of honey from M elipona subnitida and A pis mellifera. International Journal of Food Science & Technology, v. 48, n. 8, p. 1698-1706, 2013. Disponível em: https://ifst.onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/

1111/ijfs.12140. Acesso em: 15 maio 2024. Doi:10.1111/ijfs.12140. DOI: https://doi.org/10.1111/ijfs.12140

ALVES, T. T. L. Potencial do Cipó – uva (Serjania lethalis) como fonte de néctar para exploração apícola na chapada do Araripe. 2013. 197p. Tese (Doutorado Integrado em Zootecnia) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013. Disponível em: https://repositorio.ufc.br/

handle/riufc/17089 Acesso em: 19 maio 2024.

AHMED, S. et al. Honey as a potential natural antioxidant medicine: an insight into its molecular mechanisms of action. Oxidative medicine and cellular longevit, 2018. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/

/. Acesso em: 20 maio 2024. DOI: 10.1155/2018/8367846 DOI: https://doi.org/10.1155/2018/8367846

ARAÚJO, E. L. et al. Biodiversidade, conservação e uso sustentável da flora do Brasil. Sociedade Botânica do Brasil, Universidade Federal Rural de Pernambuco. p. 143-146, 2002. Disponível em: http://www.ib.unicamp.br/profs/

fsantos/refer/CNB-2002.pdf. Acesso em: 20 maio 2024.

BASTOS, E. M. A. F. et al. Caracterização do mel de Myracrodruon urundeuva (Anacardiceae-Aroeira) na Floresta Seca do norte de Minas Gerais/Brasil, Avanços na Ciência Agrícola, v. 4, p. 64-71, 2016. Disponível em: https://www.cabdirect.org/cabdirect/abstract/20183111831. Acesso em: 05 maio 2024. ISSN: 2588-3801.

BARRETO, M. L. et al. O que é urgente e necessário para subsidiar as políticas de enfrentamento da pandemia de COVID-19 no Brasil? Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 23, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/

j/rbepid/a/6rBw5h7FvZThJDcwS9WJkfw/. Acesso em: 20 maio 2024. DOI: 10.1590/1980-549720200032 DOI: https://doi.org/10.1590/1980-549720200032

BARTH, O. M. O pólen no mel brasileiro. Rio de Janeiro: Instituto Oswaldo Cruz, 1989. Disponível em: https://www.researchgate.net/publica

tion/311946380_O_Polen_no_Mel_Brasileiro. Acesso em: 20 maio 2024.

BARTH, O. M. Melissopalynology in Brazil: A review of pollen analysis of honeys, propolis and pollen loads of bees, Scientia Agricola, v. 61, n. 3, p. 342-350, 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/sa/a/3hMrfZSXJ3FBMKRzXw3vynC/. Acesso em: 08 maio 2024. DOI: 10.1590/S0103-90162004000300018. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-90162004000300018

BRASIL. Ministério da Agricultura e Abastecimento. Instrução Normativa no 11, de 20 de outubro de 2000. Regulamento técnico de identidade e qualidade do mel, 2000. Disponível em: https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/defesa-agropecuaria/suasa/regulamentos-tecnicos-de-identidade-e-qualidade-de-produtos-de-origem-animal-1/IN11de2000.pdf. Acesso em 20 maio 2024.

BUSS, P. M.; TOBAR, S. A COVID-19 e as oportunidades de cooperação internacional em saúde, Cadernos de Saúde Pública, v. 36, n. 4, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csp/a/V6yLZcRGrL7LKkCvwrW DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311x00066920

RvGN/?lang=en#. Acesso em:15 maio 2024. DOI: 0.1590/0102-311X00066920.

COURA, S. M. da C. Mapeamento de vegetação do estado de Minas Gerais utilizando dados Modis. Dissertação (Mestrado em Sensoriamento Remoto) – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. São José dos Campos. 2007. Disponivel em: https://bdtd.ibict.br/vufind/Record/INPE_3928f736b

c909d28e54d943aa97dddc9. Acesso em: 20 maio 2024.

DEMIER, A. D. M.; DE OLIVEIRA, D. C.; MAKISHI, F. Doces matas do Norte de Minas Gerais: atores, instituições e construção da indicação geográfica do mel de aroeira. Revista Espinhaço, v. 9, n. 1, p. 61-70, 2020. Disponível em: https://revistas.ufvjm.edu.br/revista-espinhaco/article/view/152. Acesso em: 15 maio 2024. DOI: 10.5281/zenodo.3937178.

GOMES, S. et al. Physicochemical, microbiological and antimicrobial properties of commercial honeys from Portugal. Food and chemical toxicology, v. 48, n. 2, p. 544-548, 2010. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/

science/article/abs/pii/S0278691509005456. Acesso em 15 de maio 2024. DOI: 10.1016/j.fct.2009.11.029. DOI: https://doi.org/10.1016/j.fct.2009.11.029

GRIBEL, R. Ecologia da polinização e da dispersão de Caryocar brasiliense Camb. (Caryocaracea) na região do Distrito Federal. 1986. 109p. Dissertação (Mestrado em Ecologia) – Universidade de Brasília, Brasília. 1986. Disponivel em: https://repositorio.inpa.gov.br/handle/1/38181. Acesso em: 19 maio 2024.

GUARIM NETO, G.; SANTANA, S. R.; SILVA, J. V. B. Notas etnobotânicas de espécies de Sapindaceae Jussieu. Acta Botanica Brasilica, v. 14, n.3, p. 327-334, 2000. Disponível em: https://www.scielo.br/j/abb/a/xysVQBCKKLy

gXFhQnT6X9PJ/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 maio 2024. DOI: 10.1590/S0102-33062000000300009 DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-33062000000300009

HOSSAIN, M. L. et al. Honey-based medicinal formulations: A critical review, Applied Sciences, v. 11, n. 11, p. 5159-5177, 2021. Disponível em: https://www.mdpi.com/2076-3417/11/11/5159. Acesso em: 13 maio 2024. DOI 10.3390/app11115159. DOI: https://doi.org/10.3390/app11115159

IVANOV, Marlete Moreira Mendes et al. Dissimilaridade florística entre três fitofisionomias de caatinga. Ciências Botânicas: evolução e diversidade das plantas. Paraná: Atena, 2022. Cap. 3, p. 38-54. Disponível em DOI: 10.22533/at.ed.6362214023. Acesso em: 20 maio 2024. DOI: https://doi.org/10.22533/at.ed.6362214023

LEE, D. S.; SINNO, S.; KHACHEMOUNE, A. Honey and wound healing: an overview. American journal of clinical dermatology, v. 12, p. 181-190, 2011. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21469763/. Acesso em: 19 maio 2024. DOI: 10.2165/11538930-000000000-00000. DOI: https://doi.org/10.2165/11538930-000000000-00000

LORENZI, Harri. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. 4. ed. Nova Odessa. Plantarum, 2002. v. 1. Disponível em: https://library.wur.nl/WebQuery/titel/591230. Acesso em: 10 maio 2024.

LOUVEAUX, J.; MAURIZIO, A.; VORWOHL, G. Methods of melissopalynology, Bee world, v. 59, n. 4, p. 139-153, 1978. Disponível em: https://www.service-public.pf/dag/wp-content/uploads/sites/28/2018/06/annexe3-article-methode-melissopalynology-Louveaux_etal1978.pdf. Acesso em: 10 maio 2024.

DOI: 10.1080/0005772X.1978.11097714. DOI: https://doi.org/10.1080/0005772X.1978.11097714

MELO, Celine. Visita diurna de aves de Caryocar brasiliense Camb. no Brasil Central. Revista Brasileira de Biologia, v. 61, n. 2, p. 311-316, 2001. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbbio/a/YNr4HfVyGqDDfNrtNXWt5

YK/?lang=en. Acesso em: 10 maio 2024. DOI: 10.1590/S0034-71082001000200014. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-71082001000200014

MORENO, E. et al. Melissopalynology of Coffea arabica honey produced by the stingless bee Tetragonisca angustula (Latreille, 1811) from Alajuela, Costa Rica. AIMS Agriculture & Food, v. 8, n. 3, p. 804-831, 2023. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/373057411_Melissopalynology_of_Coffea_arabica_honey_produced_by_the_stingless_bee_Tetragonisca_angustula_Latreille_1811_from_Alajuela_Costa_Rica. Acesso em: 20 maio 2024

DOI: 10.3934/agrfood.2023043 DOI: https://doi.org/10.3934/agrfood.2023043

MINDEN-BIRKENMEIER, B. A.; BOWLIN, G. L. Honey-based templates in wound healing and tissue engineering. Bioengineering, v. 5, n. 2, p. 46, 2018. Disponível em: https://www.mdpi.com/2306-5354/5/2/46 Acesso em: 19 maio 2024. DOI: 10.3390/bioengineering5020046. DOI: https://doi.org/10.3390/bioengineering5020046

NUNES, Y. R. F. et al. Aspectos ecológicos da aroeira (Myracrodruon urundeuva Allemão-Anacardiaceae): fenologia e germinação de sementes. Revista Árvore, v. 32, n. 2 p. 233-243, 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rarv/a/MjRjchmz4NDtSfhGZJwJkhp/?format=pdf. Acesso em: 10 maio 2024. DOI: 10.1590/S0100-67622008000200006. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-67622008000200006

OLIVEIRA, W. L. de; SCARIOT, A. Boas práticas de manejo para o extrativismo sustentável do pequi. Brasília: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, 2010. Disponível em: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/

infoteca/handle/doc/890521. Acesso em: 10 maio 2024.

ORYAN, A.; ALEMZADEH, E.; MOSHIRI, A. Biological properties and therapeutic activities of honey in wound healing: A narrative review and meta-analysis. Journal of tissue viability, v. 25, n. 2, p. 98-118, 2016. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/26852154/. Acesso em: 19 maio 2024. DOI: 10.1016/j.jtv.2015.12.002. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jtv.2015.12.002

PROCTOR, M.; YEO, P.; LACK, A. The natural history of pollination. Portland: Timber Press, 1996.

ROYO, V. A. Aroeira Honey: New Product for Apitherapy. Journal of Apitherapy, v. 10, n. 9, p. 1-4, 2023. Disponível em: https://www.japithe

rapy.com/abstract/aroeira-honey-new-product-for-apitherapy-102951.html. Acesso em: 21 maio 2024.

SANTOS, R. M. et al. Riqueza e similaridade florística de oito remanescentes florestais no norte de Minas gerais, Brasil. Sociedade de Investigações Florestais, Revista Árvore, v.31, n.1, p.135-144. 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rarv/a/tXscGMBxvhXFjWnVm4KPgWc/abstract/?lang=pt Acesso em: 10 maio 2024. DOI 10.1590/S0100-67622007000100015. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-67622007000100015

SARANRAJ, P.; SIVASAKTHI, S.; FELICIANO, G. D. Pharmacology of honey, Annual Research & Review in Biology, v. 10, p. 271-289, 2016. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/308694961. Acesso em: 19 maio 2024. DOI 10.5829/idosi.abr.2016.10.4.104104.

SKORUPA, A. L. A. et al. Propriedades de solos sob vegetação nativa em Minas Gerais: distribuição por fitofisionomia, hidrografia e variabilidade espacial, Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 36, p. 11-22, 2012. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=180222278002. Acesso em: 17 maio 2024. DOI: 10.1590/S0100-06832012000100002. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-06832012000100002

THRASYVOULOU, A. et al. Legislation of honey criteria and standards, Journal of Apicultural Research, v. 57, n. 1, p. 88-96, 2018. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/00218839.2017.1411181.

Acesso em: 04 maio 2024. DOI: 10.1080/00218839.2017.1411181. DOI: https://doi.org/10.1080/00218839.2017.1411181

URZUA, L. M. B.; DE SOUZA, P. B.; SCHEIDT, G. N. Myracrodruon urundeuva Allemão (aroeira-do-sertão) recomendações silviculturais para técnicos e produtores rurais. Recursos Rurais, n. 12, p. 5-12, 2016. Disponível em: https://revistas.usc.gal/index.php/rr/article/view/3260/4819. Acesso em: 20 maio 2024.

VALÉRIO, D. B. Avaliação da qualidade pós-colheita de pequi minimamente processado (Caryocar brasiliense Camb.) submetido ao armazenamento em diferentes temperaturas e embalagens; e caracterização de frutos de diferentes genótipos. Dissertação de Mestrado em Agronomia. Universidade de Brasília. Brasília 2021. 120f. Disponivel em:

https://repositorio.unb.br/handle/10482/42533. Acesso em: 19 de maio 2024.

WOLFF, L. F.; SCHUHLI, G. S. O eucalipto e a Embrapa: quatro décadas de pesquisa e desenvolvimento. Eucaliptos e abelhas, Brasília- DF: Embrapa, 2021. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/

item/222877/1/Livro-Eucalipto.pdf. Acesso em: 10 maio 2024.

Published

2024-06-07

How to Cite

Souza, F. D., Royo, V. de A., Veloso, P. H. F., Sacramento, V. de M., Pires, N. da C., Melo Júnior, A. F. de, Menezes, E. V. de, & Brandão, M. M. (2024). Caracterização polínica em méis da região norte de Minas Gerais. Caderno Pedagógico, 21(6), e4463 . https://doi.org/10.54033/cadpedv21n6-068

Issue

Section

Articles