Ações pedagógicas etnomatemáticas focadas na árvore africana baobá e alinhadas com recomendações de pesquisas em neurociência

Authors

  • Eduardo Simão da Silva
  • Noelly Susana Goedert de Souza
  • Tânia Baier
  • Ivonei João Tormena
  • Julia Gabriella Pedrini
  • Patrícia Adriane Luzzi Urbainski

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-132

Keywords:

Ensino de Matemática, Neurociência, Etnomatemática, Cultura Africana, Geometria Fractal

Abstract

Neste artigo inicialmente estão apresentados tópicos da legislação educacional brasileira relacionados com o Tema Contemporâneo Transversal Multiculturalismo e com o Programa Etnomatemática. Na sequência estão expostas recomendações de pesquisas em neurociência sendo destacados estudos relacionados com a ansiedade matemática e com a ameaça dos estereótipos sentida por estudantes afrodescendentes norte-americanos. Todos os autores do presente artigo são componentes do grupo de pesquisa “Neurociência no ensino de ciências e matemática”, articulado com a linha de pesquisa “Formação e práticas docentes em contextos de ensino de ciências naturais e matemática”, do Mestrado em Ensino de Ciências Naturais e Matemática (PPGECIM) da Universidade Regional de Blumenau (FURB). Este artigo também apresenta ações pedagógicas alinhadas com recomendações advindas da neurociência e o seu planejamento foi norteado pelas orientações do Programa Etnomatemática direcionado para a superação de preconceitos, preservação da diversidade e promoção da educação para a paz. Visando contemplar nas aulas de matemática o Tema Transversal Contemporâneo Multiculturalismo, preconizado na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), foram seguidos princípios etnomatemáticos no planejamento de atividades didáticas envolvendo conceitos básicos da geometria fractal, recursividade, potenciação e generalização algébrica. No texto estão explicitados a estrutura fractal da árvore africana baobá, suas características e seu significado para os tradicionais povos africanos. Na continuidade deste artigo está apresentado o relato do desenvolvimento das atividades didáticas, junto com estudantes de anos finais do Ensino Fundamental de três escolas, publicado nos anais do I Congresso Internacional em Ciências e Matemática - edição 2022. Sem descuidar dos conteúdos curriculares de matemática elencados na legislação educacional brasileira, as práticas educativas apresentadas neste artigo possibilitam a complementação dos livros didáticos que apenas expõem os conteúdos de matemática originados nas antigas culturas orientais e da bacia do Mediterrâneo, posteriormente desenvolvidos por europeus.

References

AMARAL, A. L. N.; GUERRA, L. B. Neurociência e educação: olhando para o futuro da aprendizagem. Brasília: SESI/DN, 2022.

ASHCRAFT, M. H. Math Anxiety: Personal, Educational, and Cognitive Consequences. Current Directions in Psychological Science, v. 11, n. 5, p. 181-185, 2002. DOI: https://doi.org/10.1111/1467-8721.00196

ASHCRAFT, M. H.; KRAUSE, J. A. Working memory, math performance, and math anxiety. Psychonomic Bulletin & Review, v. 14, n. 2, p. 243 - 248, 2007. DOI: https://doi.org/10.3758/BF03194059

BAUM, D. A. A Systematic Revision of Adansonia (Bombacaceae). Annals of the Missouri Botanical Garden, v. 82, n. 3, 1995, p. 440 - 471. Disponível em:

https://doi.org/10.2307/2399893. Acesso em: 30 abr. 2024. DOI: https://doi.org/10.2307/2399893

BLASCOVICH, J., SPENCER, S. J., QUINN, D., & STEELE, C.. African Americans and High Blood Pressure: The Role of Stereotype Threat. Psychological Science, v. 12, n. 3, p. 225 - 229, 2001. Disponível em: https://doi.org/10.1111/1467-9280.00340. Acesso em: 30 abr. 2024. DOI: https://doi.org/10.1111/1467-9280.00340

BOALER, J.; MUNSON, J.; WILLIAMS, C. Mentalidades matemáticas na sala de aula: ensino fundamental. Porto Alegre: Penso, 2018.

BRASIL. Secretaria de educação fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Brasília, 1998.

BRASIL. Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira”, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Temas Contemporâneos Transversais na BNCC: Contexto Histórico e Pressupostos Pedagógicos. Brasília, 2019.

COSENZA. R. M.; GUERRA, L. B. Neurociência e educação: como o cérebro aprende. Porto Alegre: Artmed, 2011.

D’AMBROSIO, U. Sociedade, cultura, matemática e seu ensino. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 1, p. 99 - 120, jan./abr. 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ep/a/TgJbqssD83ytTNyxnPGBTcw/?lang=pt&format=pdf DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022005000100008

Disponível em: www.scielo.br/pdf/ep/v31n1/a08v31n1.pdf. Acesso em: 30 abr. 2024.

D’AMBROSIO, U. Etnomatemática - elo entre as tradições e a modernidade. 6 ed. 1. reimp. Belo Horizonte: Autêntica, 2020.

D’AMBROSIO, Ubiratan. Educação matemática: da teoria à prática. 23. ed. Campinas: Papirus, 2012.

DAKER, R. J.; GATTAS, S. U.; NECKA, E. A.: GREEN, A. E.; LYONS, I. M. Does anxiety explain why math-anxious people underperform in math?. npj Science of Learning, v. 8, n. 6, p. 1 - 15, 2023. Disponível em:

https://www.nature.com/articles/s41539-023-00156-z#:~:text=The%20most%20widely%20accepted%20explanation,moment%20anxiety%20interferes%20with%20performance.

https://doi.org/10.1038/s41539-023-00156-z. Acesso em: 30 abr. 2024. DOI: https://doi.org/10.1038/s41539-023-00156-z

DE SMEDT, B.; GRABNER, R. H. Applications of Neuroscience to Mathematics Education. In: KADOSH, R. C.; DOWKER, A. The Oxford Handbook of Numerical Cognition, cap. 33, p. 612 - 632, 2014. Oxford University Press. Disponível em: https://doi.org/10.1093/oxfordhb/9780199642342.013.4. Acesso em: 15 abr. 2024. DOI: https://doi.org/10.1093/oxfordhb/9780199642342.013.48

EGLASH, R. Fractals in Science. Disponível em: https://csdt.org/culture/africanfractals/science.html. Acesso em: 30 abr. 2024.

GURIB-FAKIM, A. Climate change is wiping out the baobab, Africa's 'tree of life'. The Guardian, jun. 2018. Disponível em:

https://www.theguardian.com/commentisfree/2018/jun/13/climate-change-baobab-africa-tree-of-life. Acesso em: 30 abr. 2024.

HEMBREE, R. The Nature, Effects, and Relief of Mathematics Anxiety. Journal for Research in Mathematics Education, v. 21, n. 1, p. 33 - 46, 1990. DOI: https://doi.org/10.5951/jresematheduc.21.1.0033

ILHA DE PAQUETÁ. Lenda da Maria Gorda. Revista Ilha de Paquetá, set. 2011. Disponível em: https://ilhadepaqueta.wordpress.com/2011/09/17/maria-gorda-baoba-paqueta/. Acesso em: 29 abr. 2024.

LENT, R. O cérebro aprendiz: Neuroplasticidade e Educação. Rio de Janeiro: Atheneu, 2019.

LIMA, H. P.; GNEKA, G.; LEMOS, M. A semente que veio da África. São Pau-lo: Salamandra, 2005.

LUTTENBERGER, S.; WIMMER, S.; PAECHTER, M. Spotlight on math anxiety. Psychology Research and Behavior Management, v. 11, p. 311 - 322, 2018. DOI: https://doi.org/10.2147/PRBM.S141421

LYONS, I. M.; BEILOCK, S. L. Mathematics Anxiety: Separating the Math from the Anxiety. Cerebral Cortex, v. 22, n. 9, p. 2102 - 2110, 2012. DOI: https://doi.org/10.1093/cercor/bhr289

MWANA AFRIKA OFICINA CULTURAL. Baoba, árvore da Vida. 2019. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=g-LZgQRqJ30. Acesso em: 30 abr. 2024.

PRADO, A.; RIANELLI, E. Polícia investia corte de árvore de origem africana sem autorização em Paquetá. G1 Rio de Janeiro, ago. 2020. Disponível em: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/08/01/policia-investiga-corte-de-arvore-de-origem-africana-sem-autorizacao-em-paqueta.ghtml. Acesso em: 30 abr. 2024.

SOUZA, N. S. G de; BAIER, T. Etnomatemática segundo Ubiratan D’Ambrosio em sequências didáticas: articulação entre a matemática e a cul-tura africanas com temas curriculares para educação básica. 2022a. Disserta-ção (Mestrado em Ciências Naturais e Matemática) - Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática, Universidade Regi-onal de Blumenau, Blumenau, 2022a. Disponível em: http://bu.furb.br/docs/DS/2022/369354_1_1.PDF. Acesso em: 30 abr. 2024.

SOUZA, N. S. G de; BAIER, T. Matemática e cultura africanas articuladas a temas curriculares. 2022b. Produto Educacional (Mestrado em Ciências Naturais e Matemática) - Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática, Universidade Regional de Blumenau, Blumenau, 2022b. Disponível em: https://bu.furb.br/docs/DS/2022/369354_2_1.pdf. Acesso em: 30 abr. 2024.

SOUZA, N. S. G.; TORMENA, I. J.; PEDRINI, J. G.; URBAINSKI, P. A.; BAIER, T. Ensino de conteúdos curriculares de Matemática ligados com a árvore africana baobá. In: Revista Insignare Scientia - RIS - Edição Especial - I Congresso Internacional de Educação em Ciências e Matemática, vol. 5, n. 5, p. 368 - 385, ago/dez 2022. DOI: https://doi.org/10.36661/2595-4520.2022v5n5.13293

Disponível em: https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/13293. Acesso em: 30 abr. 2024.

TOWNSEND, S. S. M., MAJOR, B., GANGI, C. E., & MENDES, W. B. From “In the Air” to “Under the Skin”: Cortisol Responses to Social Identity Threat. Personality and Social Psychology Bulletin, v. 37, n. 2, p. 151 - 164, 2011. Disponível em: https://doi.org/10.1177/0146167210392384. Acesso em: 30 abr. 2024. DOI: https://doi.org/10.1177/0146167210392384

Published

2024-05-16

How to Cite

Silva, E. S. da, Souza, N. S. G. de, Baier, T., Tormena, I. J., Pedrini, J. G., & Urbainski, P. A. L. (2024). Ações pedagógicas etnomatemáticas focadas na árvore africana baobá e alinhadas com recomendações de pesquisas em neurociência. Caderno Pedagógico, 21(5), e4326. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-132

Issue

Section

Articles