Relação das plantas medicinais e a agroecologia

Authors

  • Nailton Rodrigues de Castro
  • Edna da Frota Souza Castro
  • Wagner Lins Lira
  • Tania Maria Sarmento da Silva

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-122

Keywords:

Conhecimento Popular, Artigos, Ciência, Saúde, Agroecologia

Abstract

A revisão sistemática é uma abordagem amplamente utilizada na pesquisa científica, caracterizada por sua natureza integrativa da literatura, descritiva e transversal, aliada a uma análise quantitativa que busca extrair dados relevantes para a construção do conhecimento de forma robusta e cientificamente embasada. Neste contexto, o presente estudo teve como objetivo principal investigar a inter-relação entre agroecologia e plantas medicinais, explorando a base de conhecimento disponível em artigos científicos. Para alcançar este objetivo, foi adotada a estratégia de utilizar a Comunidade Acadêmica Federada – CAFe, possibilitando o acesso remoto ao conteúdo assinado do Portal de Periódicos da CAPES, uma fonte de informação abrangente e reconhecida no meio acadêmico. A seleção dos artigos foi conduzida mediante uma pesquisa criteriosa, utilizando os termos "plantas medicinais" e "agroecologia" tanto em português quanto em inglês. Os artigos foram escolhidos com base na presença desses termos em seus resumos, palavras-chave e títulos, sendo posteriormente submetidos à análise detalhada. Ao final do processo de seleção e análise, observou-se que, embora haja um interesse significativo por parte dos pesquisadores no estudo da interação entre plantas medicinais e práticas agroecológicas, apenas um número limitado de artigos (18 no total) apresentou uma abordagem direta sobre essa relação. Essa constatação revela a necessidade de aprofundamento e ampliação dos estudos nessa área, destacando a importância da interdisciplinaridade entre a agroecologia e a pesquisa sobre plantas medicinais. Em suma, este estudo evidencia a relevância e o potencial de investigação relacionados à interface entre agroecologia e plantas medicinais, destacando a complexidade e a diversidade de questões a serem exploradas nesse campo emergente de estudo. Ao promover uma compreensão mais abrangente dos vínculos entre práticas agrícolas sustentáveis e o uso terapêutico de plantas, contribui-se para o avanço do conhecimento e para o desenvolvimento de estratégias mais integradas e sustentáveis ​​no âmbito da agricultura e da saúde.

References

ALTIERI, M. Agroecologia: a dinâmica produtiva da agricultura sustentável. Porto Alegre: Editora Universidade UFRGS, 2001.

ANTONIO, G. D., TESSER, C. D., & MORETTI-PIRES, R. O. (2013). Contribuições das plantas medicinais para o cuidado e a promoção da saúde na atenção primária. Interface: Comunicação, Saúde, Educação, 17(46), 615–633.

BORSATO, A. V., SILVA, A, SANTOS, A. G., JORGE, M. H. A. Plantas medicinais e agroecologia: uma forma de cultivar o saber popular na região de Corumbá, MS [recurso eletrônico] / – Dados eletrônicos -. Corumbá: Embrapa Pantanal, 2009. 12 p. (Documentos / Embrapa Pantanal, ISSN 1981-7223; 103).

BRANDÃO, G. H., SOUZA, B. D. S., BARROSO, V. S. F., SILVA, L. R., & LIMA, D. M. F. (2019). Participação feminina na Agroecologia: O desenvolvimento sustentável e a busca pela igualdade das relações entre os gêneros. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 14(5), 671–677.

BROOME, M. E. Integrative literature reviews for the development of concepts. In: RODGERS, B. L.; CASTRO, A. A. Revisão sistemática e meta-análise. 2006.

GLIESSMAN, S. R. Agroecologia: processos ecológicos em agricultura sustentável. 2ªed. Ed. UFRGS. Porto Alegre, 2000.

GLOWKA, K. K. DE O., MARQUES, S. A., & MOURA, G. S. (2021). Conhecimento popular sobre plantas medicinais em comunidades rurais do Município de Laranjeiras do Sul, Paraná. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 16(1), 48–59.

HANISCH, A. L., PESSETTE, S. C. S., SCHMITT, L. L., BAVARESCO, A., & FONSECA, J. A. (2013). Persistência de plantas medicinais em sistemas agroflorestais no município de São Bento do Sul, SC, Brasil. Revista brasileira de plantas medicinais, 15(4 suppl 1), 774–779.

HARTWIG, B. R., RODRIGUES, D. S., & OLIVEIRA JUNIOR, C. J. F. (2020). Erva-baleeira, uma possibilidade real da sociobiodiversidade para modelos sustentáveis de produção. HOLOS,3,1–21. https://doi.org/10.15628/holos.2020.9409

LAMARCA, E. V., OLIVEIRA, C. J. F. & BARBEDO, C. J. Etnobotânica na conservação de espécies com sementes sensíveis à dessecação: o exemplo da Eugenia brasiliensis Lam. Hoehnea [online]. 2020, v. 47. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/2236-8906-37/2019>. Epub 09 Out 2020. ISSN 2236-8906. https://doi.org/10.1590/2236-8906-37/2019.

LORENZETTI, E. R., MARTINS, R. C., & ARAÚJO, W. L. DE P. (2016). Práticas agroecológicas em operações do Projeto Rondon do Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais – Campus Rio Pombas. Extensio: Revista Eletrônica de Extensão, 13(21), 3–11.

MELO, P. M. C. O.; SANTOS, R. S.; COELHO-FERREIRA, M. Dinâmicas de conhecimento e uso de plantas medicinais em um assentamento rural de Belém do Pará - PA. Rodriguésia [online]. 2021, v. 72 [Acessado 3 Setembro 2022]. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/2175-7860202172012>. Epub 08 Mar 2021. ISSN 2175-7860.

MORAES, T. C. C. Mendeley: manual do usuário / Thais Cristiane Campos de Moraes. - - Piracicaba: ESALQ - Divisão de Biblioteca, 2018. 88 p. : il.

MURACA, M. (2018). “É a partir dessa sementinha que nós vamos avançando.” The agroecological practices of the peasant women’s movement in Santa Catarina (MMV/SC). Revista Internacional Interdisciplinar INTERthesis, 15(1), 75–91.

NASCIMENTO, R. D. F., NUNES, V. B. C., DIAS, F. D. S., MARQUES, J. M., & MACHADO, T. D. B. (2017). Plantas medicinais e a extensão universitária como estratégia de fortalecimento de uma cooperativa de agricultores no leste fluminense. Elo (Viçosa), 6(2).

OLIVEIRA, L. R. DE. (2015). Uso popular de plantas medicinais por mulheres da comunidade quilombola de Furadinho em Vitória da Conquista, Bahia, Brasil. Revista verde de agroecologia e desenvolvimento sustentável, 10(3).

PAIXÃO, J. L. DE F., & OLIVEIRA, J. E. Z. de. (2013). Horta orgânica de ervas medicinais: inclusão social na comunidade da Barra em Muriaé/MG - Brasil. Revista Agrogeoambiental, 5(2). https://doi.org/10.18406/2316-1817v5n22013485

PAVÃO, S., LOPES, I., VILHARVA, K. N., DA SILVA PEDRO, M., & GISLOTI, L. J. (2020). Plantas medicinais dos povos Kaiowá e Guarani como possível prática complementar no enfrentamento dos sintomas da covid-19:

conhecimento tradicional como arma contra a pandemia. Revista Brasileira De Agroecologia, 15(4), 14. https://doi.org/10.33240/rba.v15i4.23271

PEREDO, S., BARRERA, C., MARTÍNEZ, J. L., & ROMO, J. (2020). Medicinal and aromatic plants as hosts of natural enemies of saissetia oleae in spatio-temporal arrangements for the agroecological cultivation of olea Europea [Plantas medicinales y aromáticas como hospederas de enemigos naturales de saissetia oleae en arreglos espacio-temporales para el cultivo agroecológico de olea Europea]. Boletin Latinoamericano y Del Caribe de Plantas Medicinales y Aromaticas, 19(5), 482–491. https://doi.org/10.37360/blacpma.20.19.5.32

PEREIRA, M. M. A., MORAIS, L. C., MARTINS, A. D., LUZ, J. M. Q., PASQUAL, M., OLIVEIRA, R. C., & DÓRIA, J. (2020). Challenges of organic agriculture for the production of composts and vermicompost for the production of medicinal plants – a socioeconomic demand [Desafios da agricultura orgânica na produção de composto e vermicomposto na produção de plantas medicinais: Uma demanda socioeconômica]. Bioscience Journal, 36, 71–82. https://doi.org/10.14393/BJ-v36n0a2020-53565

RAUBER, A. C., LEANDRINI, J. A., MOURA, G. S., & FRANZENER, G. (2020). Plantas medicinais de uso agropecuário pelas famílias agricultoras do Núcleo Luta Camponesa da Rede Ecovida de Agroecologia no estado do Paraná. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 15(3), 274–283.

SCALON FILHO, H.; SCALON, S. P. Q.; SILVA, E. B. Avaliação da utilização de plantas medicinais pela comunidade evangélica de Aquidauana, MS, para fins de reposição e educação ambiental. Revista Brasileira de Extensão Universitária, v. 3, n. 2, p. 92-97, 2005.

SEPÚLVEDA, X. S. M., FERREIRA, M. A. T., MILHOMEM, A. P. A. S., FENNER, A., DA SILVA CORRÊA, V., KNIERIM, G. S., & DE BARROS, N. F. (2022). Chácara Bindu, uma experiência de agroecologia, conservação produtiva, educação e saúde. Saúde Em Debate, 46(spe2), 518–526.

SILVA ASSUNÇÃO, J., SANTOS, Y. J. R., DA SILVA, J. C., DA SILVA, N. C. B., & DE OLIVEIRA, D. R. (2021). Integrated and sustainable agroecological production for medicinal plants: A proposal based on strategic management [Produção agroecológica integrada e sustentável para plantas medicinais: Uma proposta a partir da gestão estratégica]. Sustentabilidade Em Debate, 12(3), 51–75. https://doi.org/10.18472/SUSTDEB.V12N3.2021.39143

SILVA, J. G. DA, JERÔNIMO, R. E. DE O., & AZEVEDO, C. F. de. (2019). Produtos artesanais à base de plantas para o tratamento animal. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 14(5), 688–691.

Published

2024-05-15

How to Cite

Castro, N. R. de, Castro, E. da F. S., Lira, W. L., & Silva, T. M. S. da. (2024). Relação das plantas medicinais e a agroecologia. Caderno Pedagógico, 21(5), e4306. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-122

Issue

Section

Articles