O tema café como ferramenta de metodologia ativa de ensino multidisciplinar aplicado ao nível fundamental

Authors

  • Viviane Loriene Nascimento Soares da Silva
  • Rodrigo Vieira da Silva
  • Amanda Caroline Silva Batista
  • Sullamitha Costa Pereira Toledo
  • Brenda Ventura de Lima e Silva
  • Igor Calixto Morsoletto
  • Matheus César Barbosa
  • Felipe Ferreira Ló

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-106

Keywords:

Aprendizagem, Didática, Escola, Cafeicultura, Interdisciplinaridade

Abstract

O Brasil se destaca como o maior produtor e exportador mundial de café, participando com um terço da oferta global deste commodity, além de ocupar a segunda posição entre os maiores consumidores. No Instituto Federal Goiano - Campus Morrinhos encontra-se instalado um cafezal com cerca de 40 diferentes genótipos, constituindo um importante laboratório para atividades de ensino, pesquisa e extensão. As metodologias de ensino aplicadas aos estudantes influenciam diretamente o aprendizado e a sua formação como cidadãos. A aplicação das Metodologias Ativas no ensino é caracterizada por inserir o aluno no papel central do processo de aprendizagem, de modo que ele se torne agente ativo da atividade. Assim, o presente trabalho teve o objetivo de implementar o estudo multidisciplinar aos estudantes do 9° ano de um Colégio Militar na cidade de Caldas Novas utilizando como temática o café. A estratégia teve o propósito de estimular e auxiliar os estudantes no processo de aprendizagem e assimilação dos conteúdos, já ministrados com a metodologia tradicional. De modo a apresentar aos estudantes a aplicação prática de seus conhecimentos, associados ao tema de interesse. O projeto foi desenvolvido por meio de ferramentas didáticas com apresentações, fotografias e dinâmicas realizadas com o tema café, levando os discentes a correlacionar as atividades ministradas com os conteúdos de história e biologia estudados em sala de aula. Com base nas avaliações e depoimentos, a metodologia utilizada foi eficiente, pois observou-se uma melhora significativa na compreensão e interesse dos alunos com essa estratégia complementar de ensino ativa como o tema café.

References

Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC). O café brasileiro na atualidade, 2022. Disponível em: https://www.abic.com.br/tudo-de-cafe/o-cafe-brasileiro-na-atualidade/.

Barbosa, E. F.; Moura, D. G. Metodologias ativas de aprendizagem na Educação Profissional e Tecnológica. Boletim Técnico do Senac, v.39, n. 2, p. 48-67, 2013. DOI: https://doi.org/10.26849/bts.v39i2.349

BONWELL, C. C.; EISON, J. A. Active Learning: Creating Excitement in the Classroom. ASHE-ERIC Higher Education Reports, George Washington University. Washington, 1991.

BRASIL. Lei no 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática ‘História e Cultura Afro-Brasileira’, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018.

Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB). Acompanhamento da safra brasileira: Café- Segundo Levantamento SAFRA 2023, v.10, n. 2, p. 1-45. Disponível em: https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/cafe/boletim-da-safra-de-cafe.

COSTA, J. M.; PINHEIRO, N. A. M. O ensino por meio de temas-geradores: a educação pensada de forma contextualizada, problematizada e interdisciplinar. Revista Imagens da Educação, v.3, n.2, p. 37-44, 2013. DOI: https://doi.org/10.4025/imagenseduc.v3i2.20265

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Exportações dos cafés do Brasil atingem 39,35 milhões de sacas e receita cambial recorde de US$ 9,23 bilhões em 2022, 2023. Disponível em: https://www.embrapa.br/en/busca-de-noticias/-/noticia/77856850/exportacoes-dos-cafes-do-brasil-atingem-3935-milhoes-de-sacas-e-receita-cambial-recorde-de-us-923-bi-em-2022.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREITAS, S. O.; TROTTA, L. M. Acessibilidade tecnológica para os alunos da rede privada e pública durante a pandemia. Revista Carioca de Tecnologia e Educação, v. 5, n. especial, p. 89-91, 2020.

GOMES, M. P. C.; RIBEIRO, V. M. B.; MONTEIRO, D. M.; LEHER, E. M. T.; LOUZADA, R. D. C. R. O uso de metodologias ativas no ensino de graduação nas ciências sociais e da saúde: avaliação dos estudantes. Ciência & Educação, v. 16, n. 01, p. 181-198, 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S1516-73132010000100011

MORAN, J. Metodologias ativas para uma aprendizagem profunda. In: MORAN, J.; BACICH, L. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso, 2018.

MOREIRA, M. E. S. et al. Metodologias e tecnologias para educação em tempos de pandemia COVID-19. Brazilian Journal of Health Review, Curitiba, v. 3, n. 3, p. 6281-6290, 2020. DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n3-180

OLIVEIRA, G. Estudo de Casos. In COSTA, OLIVEIRA e CECY, (ORGS) Metodologias Ativas: aplicações e vivências em Educação Farmacêutica. São Paulo, 2013.

PONT, J. S. F. D.; FERENHOF, H. A. O Uso De Metodologia Ativa No Processo De Ensino/Aprendizagem Nas Aulas De Geografia. Criar Educação, v. 9, n. 3, p. 68-80, 2020. DOI: https://doi.org/10.18616/ce.v9i3.5140

SEMEDO, J. E. N.; et. al. Coffee responses to drought, warming and high [CO2] in a context of future climate change scenarios. In: ALVES, F.; LEAL, F. W.; AZEITEIRO U. Theory and Practice of Climate adaptation. Climate Change Management. Springer: Cham, 2018.

SILVA, R.V. Mercados Mundiais mais promissores quanto o assunto é o café. In: Campo & Negócios: Anuário do Café 2020. PP.66-68. 2020.

SILVA, JC; MARTINS, C. de M.; SILVA, RV da. Elaboração de sequência didática no ensino de Química estruturada em metodologia ativa com tema gerador: o café. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento. v. 9, pág. e459997253, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i9.7253. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/7253. Acesso em: 24 abr. 2024. DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.7253

SILBERMAN M.: Active Learning: 101 strategies do teach any subject. Editora Allyn and Bacon. Massachusetts, 1996.

TORRES, J. R.; MAESTRELLI, S. R. P. Apropriações da concepção educacional de Paulo Freire na educação ambiental: Um olhar crítico. Revista Contemporânea de Educação, v. 7, n. 14, p. 309-334, 2012.

Published

2024-05-14

How to Cite

Silva, V. L. N. S. da, Silva, R. V. da, Batista, A. C. S., Toledo, S. C. P., Silva, B. V. de L. e, Morsoletto, I. C., Barbosa, M. C., & Ló, F. F. (2024). O tema café como ferramenta de metodologia ativa de ensino multidisciplinar aplicado ao nível fundamental. Caderno Pedagógico, 21(5), e4281. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-106

Issue

Section

Articles