Reflexões críticas sobre as questões socioambientais na mesorregião norte goiana: uma análise do documentário 'Ser Tão Velho Cerrado

Authors

  • Laurielly Maria Itacarambi da Silva
  • Lauro Bian Conceição Cândido
  • Rodrigo Wiesner
  • Fernando Campos Pimentel

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-198

Keywords:

Análise, Documentário, Cerrado, Socioambientais, Devastação

Abstract

Neste artigo, propomos uma análise fílmica do documentário "Ser Tão Velho Cerrado" (2018), dirigido por André D’Elia, com foco nas questões socioambientais da Mesorregião Norte Goiano, Microrregião Chapada dos Veadeiros. O presente estudo destaca a importância do documentário como uma ferramenta para discutir e compreender as questões relacionadas à degradação e à devastação do bioma. O Cerrado brasileiro é essencial para a preservação das reservas de água potável do país. Ele recarrega aquíferos, mantém nascentes e cursos d'água, abriga espécies hidrodependentes e regula o clima regional. Sua preservação é vital para garantir água potável, destacando-se como um dos principais biomas do Brasil. Além disso, examinamos a relevância da abordagem educacional no filme para sensibilizar o público sobre os impactos ambientais da degradação do bioma Cerrado e consequentemente de sua contribuição para o Brasil. Ao longo deste trabalho, exploramos as diversas perspectivas apresentadas no documentário, incluindo aquelas da população local, dos políticos, de empresários, dos defensores da preservação ambiental, ativistas e turistas. Também investigamos as alterações ecossistêmicas decorrentes da rápida e invasiva intervenção humana na região. A abordagem educacional adotada no documentário emerge como um dos pontos centrais de análise, revelando sua capacidade de sensibilizar o público sobre os impactos ambientais da degradação do Cerrado. Concluímos com uma reflexão sobre o estado atual do bioma, alertando para a necessidade urgente de ações efetivas de preservação, uma vez que degradado, o Cerrado enfrenta um processo irreversível de extinção. Este estudo busca contribuir para uma compreensão mais ampla das complexidades socioambientais relacionadas ao Cerrado e para o estímulo de iniciativas de conservação e sustentabilidade.

References

BRASIL. RESOLUÇÃO CONAMA n° 010 de 14 de dezembro de 1988. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. 11 de novembro de 1989, seção II, p. 13660. Disponível em: < http://www2.mma.gov.br/port/conama/res/res88/res1088.html>. Acesso jun. 2019.

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NO BRASIL. Área de Proteção Ambiental de Pouso Alto. Disponível em: < https://uc.socioambiental.org/arp/3258>. Acesso em mai. 2019.

RIBEIRO, J. F.; WALTER, B. M. T.; As principais fitofisionomias do bioma cer-rado. In Sano, S. M.; ALMEIDA, S. P. de; RIBEIRO, J. F. (Editores Técnicos). Cerrado Ecologia e Flora. Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, 2008.

SIMINSKI, A.; FANTINI, A.C. Roca-de-toco: uso de recursos florestais e dinâ-mica da paisagem rural no litoral de Santa Catarina. Ciência Rural, v.37, n.3, p.690-696, 2007. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-84782007000300014

Ser Tão Velho Cerrado. Directed by André D'Elia. 2018;

Published

2024-05-27

How to Cite

Silva, L. M. I. da, Cândido, L. B. C., Wiesner, R., & Pimentel, F. C. (2024). Reflexões críticas sobre as questões socioambientais na mesorregião norte goiana: uma análise do documentário ’Ser Tão Velho Cerrado. Caderno Pedagógico, 21(5), e4190 . https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-198

Issue

Section

Articles