Condições e precarizações do fazer docente: implicações da COVID-19 nas práticas de professores alfabetizadores

Authors

  • Wesley Santos de Matos
  • Fabrício de Paula Santos
  • Marco Antônio Melo Franco

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-143

Keywords:

Alfabetização, Pandemia COVID-19, Ensino Remoto Emergencial, Práticas Pedagógicas

Abstract

A pandemia de Covid-19 impulsionou mudanças significativas no setor educacional, forçando uma transição abrupta do ensino presencial para o remoto. Este estudo analisa as adaptações nas práticas docentes em escolas municipais de Contagem, Minas Gerais, com foco especial nos professores dos anos iniciais do ensino fundamental. O objetivo principal foi entender como esses educadores planejaram e executaram suas atividades pedagógicas para assegurar a continuidade do processo de alfabetização durante a crise. Foram coletados dados de 290 professores através de questionários, revelando uma discrepância significativa entre as diretrizes das autoridades educacionais e as condições reais dos docentes. Esse descompasso resultou em desafios no manejo de tecnologias digitais e na adaptação de métodos de ensino. Além disso, a falta de recursos adequados e de infraestrutura para o ensino à distância foi evidente, junto com as consideráveis dificuldades emocionais enfrentadas pelos professores. Este estudo destaca a necessidade urgente de políticas públicas que melhorem a formação dos professores em tecnologias educacionais e aprimorem a infraestrutura das escolas. Estas medidas são cruciais para mitigar as desigualdades educacionais e preparar o sistema educacional para enfrentar futuras crises que exigem modalidades de ensino não presenciais. A pesquisa também sugere a importância de uma maior colaboração entre os educadores e as autoridades para garantir que as transições se-am mais eficientes e menos disruptivas, enfatizando a necessidade de estratégias de ensino que sejam adaptativas e inclusivas, considerando as diversidades socioeconômicas dos estudantes. Por fim, o estuda aponta que a COVID-19 trouxe mudanças para o processo educacional, mas precisa ser cuidadosamente estudada, uma vez que, dependendo do uso que se faz, tende a fragilizar e a precarizar ainda mais, a educação no país.

References

CHARCZUK, Simone Bicca. Sustentar a Transferência no Ensino Remoto: docência em tempos de pandemia. Educ. Real. 45 (4), 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/2175-6236109145

CUNHA, Leonardo Ferreira Farias da; SILVA, Alcineia de Souza; SILVA, Aurênio Perei-ra da. O ensino remoto no Brasil em tempos de pandemia: diálogos acerca da qualida-de e do direito e acesso à educação. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, Brasília, v. 7, n. 3, p. 27-37, ago. 2020. Disponível em: http://www.periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/924. Acesso em: 20 março de 2022.

COSTA, A. C. A. da. IMPLEMENTAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O TRA-TAMENTO DOS PROBLEMAS DE SAÚDE MENTAL DECORRENTES DA PAN-DEMIA DO COVID-19. Revista Ibero-Americana de Humanidades, Ciências e Educação, [S. l.], v. 8, n. 1, p. 1287–1301, 2022. DOI: https://doi.org/10.51891/rease.v8i1.3964

COTRIM-GUIMARÃES, Iza Manuella Aires, et. al. Desafios da docência para a per-manência dos estudantes em tempos de pandemia. Revista Labor, V. 1, N. 26, 2021. DOI: https://doi.org/10.29148/labor.v1i26.72024

DUARTE, Alexandre William Barbosa; HYOLITO, Álvaro Moreira Hypolito. Docência em tempos de Covid-19: uma análise das condições de trabalho em meio à pandemia. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 14, n. 30, p. 736-753, set./dez. 2020. DOI: https://doi.org/10.22420/rde.v14i30.1207

FABRIS, Elí Terezinha Henn; POZZOBON, Maria Cristina Cezar. Os desafios da do-cência em tempos de pandemia de covid-19: um “soco” na formação de professores. Revista Educar Mais, [S. l.], v. 4, n. 2, p. 233-236, 2020. DOI: https://doi.org/10.15536/reducarmais.4.2020.233-236.1803

GATTI, Bernadete A. Possível reconfiguração dos modelos educacionais pós-pandemia. Estudos avançados, 34 (100), 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/s0103-4014.2020.34100.003

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed, São Paulo: Atlas, 1999.

HALLWASS, L. C. L.; BREDOW, V. H. WhatsApp como ambiente de interação social e aprendizagens durante o ensino remoto emergencial. Revista Educação e Emancipa-ção, [S. l.], v. 14, n. 2, p. p.62–83, 2021. DOI: https://doi.org/10.18764/2358-4319.v14n2p62-83

LIMA, Hommel Almeida de Barros; MOTA NETO, Ivaldo Barbosa de. Desafios encon-trados pela docência no ensino remoto diante da pandemia: uma revisão bibliográfica. Revista Ibero-Americana de Humanidades, Ciências e Educação, [S.l.], v. 7, n. 4, p. 15–28, 2021. DOI: https://doi.org/10.51891/rease.v7i4.940

MACEDO, L. M. M..; NEVES, L. E. de O. Práticas de Educação Física na pandemia por Covid-19. Ensino em Perspectivas, v. 2, n. 3, p. 1–5, 2021. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/ensinoemperspectivas/article/view/6283. Acesso em: 20 março de 2023.

PEREIRA, A.M.F, Almeida M.Z.C.M. Escolas rurais de Rio Verde-GO: os desafios dos professores ao processo de ensino e aprendizagem em meio a pandemia. Human Tecnol 2020.

RASMITADILA, R.; ALIYYAH, R. R.; RACHMADTULLAH, R.; SAMSUDIN, A.; SYAODIH, E.; NURTANTO, M.; TAMBUNAN, A. R. S. The Perceptions of Primary School Teachers of Online Learning during the COVID-19 Pandemic Period: A Case Study in Indonesia. Journal of Ethnic and Cultural Studies, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 90–109, 2020. DOI: https://doi.org/10.29333/ejecs/388

RUDIO FV. Introdução ao projeto de pesquisa científica. 23a ed. Petrópolis (RJ): Vozes; 2000.

SANTOS, J. R.; ZABOROSKI, E. Ensino Remoto e Pandemia de CoViD-19: Desafios e oportunidades de alunos e professores. Interacções, [S. l.], v. 16, n. 55, p. 41–57, 2020.

SAMPAIO, M.M.F.; JUNQUEIRA, M.A. Precarização do trabalho docente e seus efei-tos sobre as práticas curriculares. Educação & Sociedade [online]. 2004. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302004000400007

SARAIVA, K..; TRAVERSINI, C.; LOCKMANN, K. A educação em tempos de COVID-19: ensino remoto e exaustão docente. Práxis Educativa, [S. l.], v. 15, p. 1–24, 2020. DOI: https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.15.16289.094

SILVA, M.B; CARVALHO, J.N.M. Desafios da educação infantil em tempos de pan-demia. Periferia, v. 13, n. 3, p. 257-278, set./dez. 2021. DOI: https://doi.org/10.12957/periferia.2021.63136

SILVA, R. R. V.; CLAROS, U. E. D. M.; BARBOSA, R. E. C. et al. Pandemia da CO-VID-19: insatisfação com o trabalho entre professores(as) do estado de Minas Gerais, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, 26, p. 6117-6128, 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-812320212612.10622021

SOUZA, Adriana da Silva; et al. Precarização do trabalho docente: reflexões em tem-pos de pandemia e pós pandemia. Ensino em Perspectivas, Fortaleza, v. 2, n. 2, 2021.

SOUZA, E. P. de. Educação em tempos de pandemia: desafios e possibilidades. Ca-dernos de Ciências Sociais Aplicadas, [S. l.], v. 17, n. 30, p. p. 110-118, 2020. DOI: https://doi.org/10.22481/ccsa.v17i30.7127

SOUZA, José Batista de; VASCONCELOS, Carlos Alberto. Docência em Tempos de Covid-19: concepções de professores do ensino médio sobre o uso das tecnologias digitais no ensino remoto. Revista Devir Educação, Lavras-MG. Edição Especial, p.247-268, set./2021. DOI: https://doi.org/10.30905/rde.v0i0.416

SOUZA, K. R. D.; CRUZ, F. O.; SANTOS, G. B. D. et al. Trabalho remoto, saúde do-cente e greve virtual em cenário de pandemia. Trabalho, Educação e Saúde, 19, 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/1981-7746-sol00309

Published

2024-05-20

How to Cite

Matos, W. S. de, Santos, F. de P., & Franco, M. A. M. (2024). Condições e precarizações do fazer docente: implicações da COVID-19 nas práticas de professores alfabetizadores. Caderno Pedagógico, 21(5), e4113 . https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-143

Issue

Section

Articles