Relação entre aleitamento materno, hábitos bucais deletérios e má oclusão dentária

Authors

  • Taiane Oliveira Souza
  • Lívia Alves Cardoso
  • Fernanda de Fátima Alves
  • Márcia Maria de Araújo
  • Ana Tereza Silva e Diogo

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-029

Keywords:

Má Oclusão, Aleitamento Materno, Hábitos Bucais, Dentição Decídua

Abstract

Objetivo: este estudo buscou relacionar o tempo de aleitamento materno à presença de hábitos bucais deletérios e más oclusões dentais em bebês de 2 e 3 anos, na cidade de Montes Claros-MG. Métodos: trata-se um estudo transversal, realizado com 60 crianças e seus respectivos responsáveis, atendidos na Clínica de Bebês (OdontoBaby) da Faculdade de Ciências Odontológicas-FCO. Aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UNIMONTES-MG, mediante parecer (n° 5.464.797). A forma de aleitamento, presença de hábitos e dados socioeconômicos foram coletadas através de questionário autoaplicável. As características da oclusão foram verificadas por meio de exame clínico. Os dados foram tabulados e avaliados por meio software SPSS, versão 26.0. Foram conduzidas análises bivariadas, através do teste do qui-quadrado de Pearson. Os modelos múltiplos foram ajustados através da Regressão de Poisson, estimando a Razão de Prevalência (RP) e intervalo de confiança de 95% (IC95%). No modelo final, foram mantidas apenas as variáveis que mostraram nível de significância menor ou igual a 0,05 (p≤0,05). Resultados: a maioria das crianças (91,7%) recebeu o aleitamento materno. A presença de hábitos deletérios foi encontrada em 48,3%. A presença de má oclusão dentária esteve presente na metade (50%) da população avaliada. A análise bivariada mostrou associação da má oclusão dentária com a idade, alterações respiratórias, aleitamento artificial, interposição lingual e o uso de bicos artificiais. Já na análise múltipla ajustada, a chance de desenvolvimento da má oclusão foi maior entre as crianças acima de 2 anos (RP=0,439; IC95%=1,01-1,47); com interposição lingual (RP=1,748; IC95%=1,177-2,596) e que faziam uso de aleitamento artificial (RP= 2,029; IC95%=1,062-3,876). Conclusão: percebeu-se associação da má oclusão dentária com a idade, interposição lingual e o aleitamento artificial.

References

Boeck, E. M. et al. Prevalência de má oclusão em crianças de 3 a 6 anos portadoras de hábito de sucção de dedo e/ou chupeta. Revista de Odontologia da Unesp, São Paulo, v. 42, n. 2, p. 110-116, mar/abr. 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/S1807-25772013000200008

Catalá, B.C; Company, M.M; Arcís, C.B; Silla, J.M; Pizarro, M.C. Association between duration of breastfeeding and malocclusions in primary and mixed dentition: a systematic review and metaanalysis. Scientific Reports, Valencia, Spain, 2017.

Cavalcanti, A.L; Bezerra, P.K.M; Moura.C. Aleitamento Natural, Aleitamento Artificial, Hábitos de Sucção e Maloclusões em Pré-escolares Brasileiros. Revista de Salud Pública, Campina Grande, v. 9, n.2, p.194-204, 2007. DOI: https://doi.org/10.1590/S0124-00642007000200004

Ferreira, V. F. Ortodontia: Diagnóstico e Planejamento Clínico. 7° Edição. São Paulo: Editora Artes Médicas Ltda, 2008. 554 p.

Jason, G; Garib, D.G; Pinzan, A; Henriques, J.F.C; Freitas, M.R. Introdução à Ortodontia. São Paulo: Editora Artes Médicas, Ltda, 2013. 160 p. ABENO: Odontologia Essencial: parte clínica.

Massuia, J. M.; Carvalho, W. O.; Matsuo T. Má oclusão, hábitos bucais e aleitamento materno: estudo de base populacional em um município de pequeno porte. Pesqui. Bras. Odontopediatria Clín. Integr., Paraíba, v.11, n.3, p.451-457, mar. 2011. DOI: https://doi.org/10.4034/PBOCI.2011.113.22

Neiva, F. C. B. et al. Desmame precoce: implicações para o desenvolvimento motor-oral. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v.79, n.1, p.7-12, 2003. DOI: https://doi.org/10.2223/JPED.935

Neto, A.J.F; Neves, F.D; Junior, P.C.S; Oclusão. São Paulo: Editora Artes Médias Ltda, 2013.160 p. ABENO: Odontologia Essencial: parte clínica.

Pordeus, I.A; Paiva, S.M. Odontopediatria. São Paulo: Editora Artes Médias Ltda, 2014.160 p. ABENO: Odontologia Essencial: parte clínica.

Souza, D. F. R. K.; Valle, M. A. S.; Pacheco, M. C. T. Relação clínica entre hábitos de sucção, má oclusão, aleitamento e grau de informação prévia das mães. Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial, Maringá, v.11, n. 6, p. 81- 90, nov/dez. 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-54192006000600011

Trawitzki, L. V. V. et al. Aleitamento e hábitos orais deletérios em respiradores orais e nasais. Revista Brasileira de Otorrinolaringologia, São Paulo, v. 71, n.6, p.747-751, nov/dez. 2005. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-72992005000600010

Published

2024-05-03

How to Cite

Souza, T. O., Cardoso, L. A., Alves, F. de F., Araújo, M. M. de, & Diogo, A. T. S. e. (2024). Relação entre aleitamento materno, hábitos bucais deletérios e má oclusão dentária. Caderno Pedagógico, 21(5), e4107. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-029

Issue

Section

Articles