Estresse e enfrentamento em ingressantes e concluintes de medicina

Authors

  • Murilo Martins Marcos
  • Leda Maria Branco
  • Maria Cristina de Oliveira Santos Miyazaki
  • Maria Jaqueline Coelho Pinto
  • Giovanna Belei Miyazaki

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-020

Keywords:

Estresse, Enfrentamento, Estudantes, Medicina, Universitários

Abstract

Pesquisas evidenciam que a trajetória acadêmica é período onde estudantes enfrentam fatores estressores, aprendendo gerenciar demandas acadêmicas, vida pessoal e social. No início o estudante de medicina se depara com nova rotina com alto grau de exigência curricular que restringe a vida social. O contato frequente com doença, morte, concorrência profissional e insegurança quanto às exigências do curso geram elevado nível de estresse. Objetivo: analisar prevalência e percepção dos níveis de estresse e comparar as estratégias de enfrentamento utilizadas pelos alunos do curso de medicina ao entrar (primeiro ano) e ao concluir (último ano) a graduação. Método: Trata-se de uma pesquisa quantitativa, de natureza descritiva e delineamento transversal em uma amostra por conveniência. Com 120 universitários (68 ingressantes e 52 concluintes), de ambos os sexos, matriculados no curso de medicina da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP) no ano de 2022. Estes foram abordados nem sala de aula após a devida autorização. Foram aplicados dois instrumentos de pesquisa: Escala de Percepção de Estresse-10 (EPS-10) e Escala Modos de Enfrentamento de Problemas (EMEP), além de um questionário para caracterização sociodemográfica. Resultados: Média do nível de estresse em ambas turmas mostram pontuação elevada de estresse percebido. Quanto ao enfrentamento tem-se o focalizado na emoção, para ambos anos. Sem diferenças significativas. Na relação estresse versus características sociodemográficas, estudantes do sexo feminino apresentaram maiores média. Conclusão: Essa análise auxilia o aluno a identificar em sua rotina a causa de estresse e se necessário buscar ajuda (estabelecendo melhores estratégias de enfrentamento).

References

Alchieri, J.C., Cruz, R.M. Neurobiologia do estresse. In Estresse: Conceitos, métodos, medidas e possibilidades de intervenção [recurso virtual]. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2014, p. 13-29.

Almeida, A.L., Costa, J.E.M., Cordovil, V.R. Estresse e coping entre estudantes do ciclo básico de medicina durante a pandemia de COVID-19. Revista De Medicina, 102(3), 2023. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v102i3e-202431Amaral-Prado, H.M., Borghi, F., Mello, T.M.V.F., Grassi-Kassisse, D.M. The impact of confinement in the psychosocial behaviour due COVID-19 among members of a Brazilian university. International Journal of Social Psychiatry, 67(6), 2021, p. 720-727. https://doi.org/10.1177/002076402097131 DOI: https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v102i3e-202431

Barbosa, L.N.F., Asfora, G.C.A., Moura, M.C. Ansiedade e depressão e uso de substâncias psicoativas em jovens universitários. SMAD, Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas (Edição em Português), 16(1), 2020, p. 1-8. https://dx.doi.org/10.11606/issn.1806-6976.smad.2020.155334 DOI: https://doi.org/10.11606//issn.1806-6976.smad.2020.155334

Bassols, A.M.S. Estresse, ansiedade, depressão, mecanismos de defesa e coping dos estudantes no início e no término do curso de medicina na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. (Tese de Doutorado). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS, 2014. https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/104141.

Benedito, M.F. Percepção de discriminação cotidiana entre estudantes do curso de medicina de uma universidade pública do Estado de Minas Gerais. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2020. http://hdl.handle.net/1843/43184

Bolsoni-Silva, A.T., Fogaça, F.F.S., Martins, C.G.B., Tanaka, T.F. Promove-universitários. Treinamento de habilidades sociais: guia teórico e prático. São Paulo: Hogrefe, 2020.

Bottoli, I.M.F., Sousa, M.S.S., Coelho, L.S., Souza, M.A., Fernandes, I.A., Perissinotto, R. Estresse no ambiente universitário: um estudo descritivo. In Anais Colóquio Estadual de Pesquisa Multidisciplinar & Congresso Nacional de Pesquisa Multidisciplinar, 2022. https://publicacoes.unifimes.edu.br/index.php/coloquio/article/view/1672

Brasil. Ministério da Saúde. Dia Mundial sem Tabaco: Brasil tem redução no número de fumantes, 2021. https://aps.saude.gov.br/noticia/12536

Carlotto, R.C., Teixeira, M.A.P., Dias, A.C.G. Adaptação acadêmica e coping em estudantes universitários. Psico-USF, 20, 2015, p. 421-432. https://doi.org/10.1590/1413-82712015200305 DOI: https://doi.org/10.1590/1413-82712015200305

Cohen, J. Statistical Power Analysis for the Behavioral Sciences, 2ª edição, Lawrence Erlbaum Associates, 1988.

Cohen, J. Cohen, P. Applied Multiple Regression/Correlation Analysis for the Behavioral Sciences, 2ª edição, Lawrence Erlbaum Associates, 1983.

Conti, G.R., Sakamoto, A.C., Paulo, E.P.D., Nakakogue, F.S.W., Faria, J.M.S., Saito, R.S. Avaliação do índice de estresse percebido dos alunos do curso de medicina, durante os diferentes ciclos de estágio do internato Evaluation of the perceived stress index of medical students during the different internship cycles. Brazilian Journal of Health Review, 5(2), 2022, p. 4912-4923. http://doi.org/10.34119/bjhrv5n2-078 DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n2-078

Chunming, W.M., Harrison, R., MacIntyre, R., Travaglia, J., Balasooriya, C. Burnout in medical students: a systematic review of experiences in Chinese medical schools. BMC medical education, 17(1), 2017, p. 217. https://doi.org/10.1186/s12909-017-1064-3 DOI: https://doi.org/10.1186/s12909-017-1064-3

Elpidio, J.C., Facchini, F.S., Canova, F.B. Escala de estresse percebido aplicada a alunos de ciências biológicas. Revista Científica UMC, 6(1), 2021. http://seer.umc.br/index.php/revistaumc/article/view/646/966

Feodrippe, A.L.O., Brandão, M.C.D.F., Valente, T.C.D.O. Qualidade de vida de estudantes de Medicina: uma revisão. Revista Brasileira de Educação Médica, 37(03), 2013, p. 418-428. http://educa.fcc.org.br/scielo.php?pid=S1981-52712013000300014&script=sci_abstract DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-55022013000300014

Ferro, L.R.M., Trigo, A.A., Oliveira, A.J., Almeida, M.A.R., Tagava, R.F., Meneses-Gaya, C., Rezende, M.M. Estresse percebido e o uso de álcool, tabaco e outras drogas entre universitários. Saúde e Pesquisa, 12(3), 2019, p. 573-581. http://doi.org/ 10.17765/2176-9206.2019v12n3p573-581 DOI: https://doi.org/10.17765/2176-9206.2019v12n3p573-581

Figueiredo, D.S., de Lima, K.A., Silva Figueiredo, F.N., Bellodi, P.L., Porfírio, G.B., Carraro, E., Figueiredo, D.L.A. O primeiro ano do resto das nossas vidas: Saúde mental de alunos de medicina. Research, Society and Development, 11(9), 2022. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v11i9.31651 DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v11i9.31651

Kam, S.X.L., Toledo, A.L.S., Pacheco, C.C., Souza, G.F.B., Santana, V.L.M., Araújo, B.B., Custódio, C.R. Estresse em Estudantes ao longo da Graduação Médica. Revista Brasileira de Educação Médica, 43 (1,Suppl.1), 2019, p. 246-253. https://doi.org/10.1590/1981-5271v43suplemento1-20180192. DOI: https://doi.org/10.1590/1981-5271v43suplemento1-20180192

Lipp, M.E.N. Stress Brasil. Instituto de Psicologia e Controle do Stress Marilda Emmanuel Novaes Lipp. Centro Psicológico de Controle de Stress –CPS, Psicoterapia Cognitivo-Comportamental Cursos de Pós-Graduação, 2014. http://www.estresse.com.br/pesquisa/stress-brasil/

Machado, E.S., Araújo, T.M., Sousa, C.C., Carvalho Freitas, A.M., Oliveira Souza, F.D., Lua, I. Estresse ocupacional e transtornos mentais comuns: como atuam as estratégias de enfrentamento?. Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, 20(2), 2022, p. 195-205. http://doi.org/10.47626/1679-4435-2022-680:195-205 DOI: https://doi.org/10.47626/1679-4435-2022-680

Martins, E.H.S., Leite, P.H.S.C., Beduschi, T.F. Prevalência de estresse em acadêmicos de medicina na cidade de Cacoal/RO/Prevalence of stress in medical students in the city of Cacoal/RO. Brazilian Journal of Development, 7(9), 2021.http://doi.org/:10.34117/bjdv7n9-422 DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-422

Moutinho, I.L.D. Estresse, ansiedade, depressão, qualidade de vida e uso de drogas ao longo da graduação em medicina: estudo longitudinal. [Tese de doutorado]. Universidade Federal de Juiz de Fora, 2018. https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/7118

Murakami, K. Estratégias de enfrentamento das dificuldades (coping) utilizadas por estudantes do ensino superior na área da saúde. (Dissertação de Mestrado). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto/SP, 2020.

Mussi, F.C., Pires, C.G.D.S., Carneiro, L.S., Costa, A.L.S., Ribeiro, F.M.S., Santos, A.F.D. Comparação do estresse em universitários de enfermagem ingressantes e concluintes do curso. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 53, 2019. https://doi.org/10.1590/s1980-220x2017023503431. DOI: https://doi.org/10.1590/s1980-220x2017023503431

Nassar, L.M., Carvalho, J.P. Síndrome de burnout em estudantes de graduação de medicina no Brasil: uma revisão do panorama brasileiro. Espaço Para a Saúde, 22, 2021. https://doi.org/10.22421/1517-7130/es.2021v22.e721 DOI: https://doi.org/10.22421/1517-7130/es.2021v22.e721

Oliveira, C.T., Dias, A.C.G. Dificuldades e estratégias de enfrentamento de estudantes universitários com sintomas do TDAH. Psicologia: teoria e prática, 19(2), 2017, p. 269-280. http://dx.doi.org/10.5935/1980-6906/psicologia.v19n2p264-275. DOI: https://doi.org/10.5935/1980-6906/psicologia.v19n2p264-275

Oliveira, M.F., Araújo, L.M.B. Saúde mental do estudante de medicina. Brazilian Journal of Development, 5(11), 2019. https://doi.org/10.34117/bjdv5n11-058. DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n11-058

Ramos, F.P., Enumo, S.R.F., Paula, K.M.P.D. Teoria Motivacional do Coping: uma proposta desenvolvimentista de análise do enfrentamento do estresse. Estudos de Psicologia (Campinas), 32(2), 2015, p. 269-279. https://doi.org/10.1590/0103-166X2015000200011. DOI: https://doi.org/10.1590/0103-166X2015000200011

Rego, R.M., Marques, N.A., Costa Monteiro, P., Oliveira, C.L.B., Almeida Lins, N.A., Caldas, C.A.M. O perfil atual do estudante de Medicina e sua repercussão na vivência do curso. Pará Research Medical Journal, 2(1-4), 2019. http://dx.doi.org/10.4322/prmj.2018.005 DOI: https://doi.org/10.4322/prmj.2018.005

Reis, S.B., Aguiar, C.V.N. A relação entre a vida acadêmica e a vida familiar do estudante de medicina: uma análise transversal. International Journal of Education and Health, 5(1), 2021, p. 92-110. https://doi.org/10.17267/2594-7907ries.v5i1.3797 DOI: https://doi.org/10.17267/2594-7907ries.v5i1.3797

Rezende, A.C.C., Estrela, Y.D.C.A., Carmo Ribeiro, R., Bezerra, A.L.D., Oliveira Pereira, C., Sousa, M.N.A. Estratégias de coping utilizadas por acadêmicos de medicina. Revista Uningá, 55(3), 2018, p. 24-34. https://doi.org/10.46311/2318-0579.55.eUJ2062 DOI: https://doi.org/10.46311/2318-0579.55.eUJ2062

Santos, L.S., Ribeiro, Í.J.S., Boery, E.N., Oliveira Boery, R.N.S. Qualidade de vida e transtornos mentais comuns em estudantes de medicina. Cogitare Enfermagem, 22(4), 2017. http://doi.org/10.5380/ce.v22i4.52126 DOI: https://doi.org/10.5380/ce.v22i4.52126

Seidl, E.M.F., Tróccoli, B.T., Zannon, C.M.L.D.C. Análise fatorial de uma medida de estratégias de enfrentamento. Psicologia: teoria e pesquisa, 17, 2021, p. 225-234. https://doi.org/10.1590/S0102-37722001000300004 DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-37722001000300004

Siegel S., Castellan Jr, N.J. Estatística Não Paramétrica para Ciências do Comportamento. Bookman, 2ª edição, São Paulo, 2006.

Silva, G.V. A evolução do estresse e a fase de quase-exaustão como fator desencadeador da depressão. Revista Dissertar, 1(30), 2018. https://doi.org/10.24119/16760867ed114236. (a) DOI: https://doi.org/10.24119/16760867ed114236

Silva, R.F.D., Silva, S.F.D., Barbosa, T.C., Quaresma, F.R., Maciel, E.D.S. Nível de percepção de estresse e qualidade de vida entre os técnicos de enfermagem das unidades de pronto atendimento de Palmas-TO. Revista brasileira de ciências da saúde, 22(3), 2018, p. 261-266. http://doi.org/ 10.4034/RBCS.2018.22.03.10 (b) DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6032.2018v22n3.32212

Soares, A.B., Silva, A.D.G.B., Souza, B.D.A., Lima, P.F. Fatores associados à adaptação acadêmica de estudantes de psicologia do primeiro período. Revista Interamericana De Psicología/Interamerican Journal of Psychology, 53(3), 2020, p. 431–443. https://doi.org/10.30849/rip/ijp.v53i3.950 DOI: https://doi.org/10.30849/rip/ijp.v53i3.950

Trindade, L.M.D.F., Vieira, M.J. O aluno de medicina e estratégias de enfrentamento no atendimento ao paciente. Revista Brasileira de Educação Médica, 37(02), 2013, p. 167-177. http://educa.fcc.org.br/scielo.php?pid=S1981-52712013000200003&script=sci_abstract DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-55022013000200003

Witt, S.H., Araújo, P.N., Carvalho, M.C., Silva, S.T., Marcondes, T.V.B., Hembecker, M., Barreira, S.M.W. Estresse em acadêmicos da área da saúde: variações durante o semestre letivo. Mudanças-Psicologia da Saúde, 30(2), 2022, p. 33-42. https://doi.org/10.15603/2176-1019/mud.v30n2p33-42

Downloads

Published

2024-05-03

How to Cite

Marcos, M. M., Branco, L. M., Miyazaki, M. C. de O. S., Pinto, M. J. C., & Miyazaki, G. B. (2024). Estresse e enfrentamento em ingressantes e concluintes de medicina. Caderno Pedagógico, 21(5), e4098. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-020

Issue

Section

Articles