Trabalho a céu aberto e sua relação com a saúde dos trabalhadores: exposição ao calor e a radiação solar

Authors

  • Jelvis Santos Machado
  • Stanley Schettino
  • Christian Dias Cabacinha
  • Denise Ransolin Soranso
  • Luciano José Minette

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-130

Keywords:

Trabalho Florestal, Insalubridade, Saúde do Trabalhador, Doenças Ocupacionais, Riscos Físicos

Abstract

Este estudo objetivou avaliar, em diferentes regiões brasileiras e latinas, a existência de correlação entre o Índice de Bulbo Úmido Termômetro de Globo (IBUTG) e o índice Ultravioleta (IUV), bem como a aplicabilidade desses índices para a determinação do risco de desenvolvimento distúrbios ocupacionais relacionados a esses agentes físicos em trabalhadores rurais que desenvolvem suas atividades laborais a céu aberto. Para abranger a maior variação possível de latitude, altitude e clima entre os pontos amostrais, foram coletados dados em cinco regiões localizadas no Brasil e em duas outras localizadas em países da América do Sul. Para cada um dos pontos amostrais, foram calculados os valores médios de IBUTG e IUV, tendo sido utilizados os seguintes dados meteorológicos: temperatura do ar, pressão do vapor de água, umidade relativa do ar e radiação solar global. Foi avaliado se, entre os pontos amostrais e considerando o total dos dados analisados, os valores de IBUTG e IUV apresentavam associação entre si e com os de temperatura ambiente, umidade relativa do ar, pressão de vapor e radiação solar. Para isso, foi obtido o grau de associação, efetuando-se a análise da matriz de coeficiente da correlação (r) de Pearson, pelo teste t a 5% de probabilidade. Os resultados demonstraram total ausência de correlação entre o índice IBUTG e índice IUV, sendo o primeiro um índice bem correlacionado com a temperatura local, já o segundo teve maior correlação com a radiação local, corroborando o fato de que, localidades que apresentam temperaturas abaixo dos limites de tolerância de exposição ocupacional, de acordo com o IBUTG, podem apresentar condições que exponham os trabalhadores aos riscos de insalubridade decorrentes da exposição a radiação ultravioleta (UV). Conclui-se que os índices IBUTG e IUV são índices com diferentes aplicabilidades, sendo o primeiro apropriado para a caracterização da exposição ocupacional ao calor e o segundo mais eficaz para caracterizar a exposição a radiação UV sendo, ambos, conjuntamente importantes ferramentas para a proposição de medidas preventivas capazes de evitar o adoecimento dos trabalhadores agroflorestais devido a exposição ao calor e a radiação UV.

References

ABM - AUSTRALIAN BUREAU OF METEOROLOGY. Thermal comfort observations. 2009. Disponível em: <http://www.bom.gov.au/info/thermal_stress/>. Acesso em 09 Nov 2021.

BRASIL. Norma Regulamentadora Nº 15: atividades e operações insalubres. Brasília: Ministério do Trabalho e Emprego, Diário Oficial da União, 1978. Disponível em: <https://cutt.ly/3OtY1Kr>. Acesso em 13 Dez 2021.

BUTRON, F.J.H.; HUÁNUCO, E.L.; REYES, K.B.; FARROÑAY, C.P.; ROJAS, J.M.G. Comportamiento de la radiación ultravioleta y la temperatura ambiental en el distrito de Chimbote, el 2014. Conocimiento para el Desarrollo, v. 6, n. 2, p.: 9-16. 2015.

CALLEGARI-JACQUES, S. M. Bioestatística: princípios e aplicações (1. Ed.). Artmed Editora, 2003. 264 p.

FARIAS, M.B.; TOCANTINS, L.B.C.; SANTOS, L.S.; COSTA, T.; GALLES, C.B.; BRAZ, F.R. Risco de Câncer de pele devido à exposição solar ocupacional: uma Revisão Sistemática. Brazilian Journal of Health Review, v. 4, n. 6, p. 26365-26376, 2021. DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n6-218

FIOLETOV, V.; KERR, J. B.; FERGUSSON, A. The UV index: definition, distribution and factors affecting it. Canadian Journal of Public Health, v. 101, p. 15-19, 2010. DOI: https://doi.org/10.1007/BF03405303

FOYO-MORENO, I.; VIDA, J.; ALADOS-ARBOLEDAS, L. A Simple all weather model to estimate ultraviolet solar radiation (290–385 nm). Journal of Applied Meteorology and Climatology, v. 38, n. 7, p. 1020-1026. 1999. DOI: https://doi.org/10.1175/1520-0450(1999)038<1020:ASAWMT>2.0.CO;2

GREINERT, R.; DE VRIES, F.; ESPINA, C.; AUVINEN, A.; KESMINIENE, A.; SCHÜZ, J. European Code against cancer 4th edition: ultraviolet radiation and cancer. Cancer Epidemiology, v. 39, supl 1, p. S75-S83, 2015. DOI: https://doi.org/10.1016/j.canep.2014.12.014

IEEE International Conference on Environment and Electrical Engineering and 2018 IEEE Industrial and Commercial Power Systems Europe (EEEIC / I&CPS Europe), p. 1-6, 2018.

KJELLSTROM, T. Climate change, direct heat exposure, health and well-being in low and middle-income countries. Global Health Action, n. 2, p. 1-3, 2009. DOI: https://doi.org/10.3402/gha.v2i0.2047

KJELLSTROM, T.; CROWE, J. Climate change, workplace heat exposure, and occupational health and productivity in Central America. Climate International Journal of Occupational & Environmental Health, v. 17, n. 3, p. 270-281, 2011. DOI: https://doi.org/10.1179/oeh.2011.17.3.270

LECCESE, F.; SALVADORI, G.; LISTA, D.; BURATTINI, C. Outdoor workers exposed to UV radiation: comparison of UV index forecasting methods. 2018 DOI: https://doi.org/10.1109/EEEIC.2018.8494621

MAEDA, T.; KANEKO, S.; OHTA, M.; TANAKA, K.; SASAKI, A.; FUKUSHIMA, T. Risk factors for heat stroke among Japanese forestry workers. Journal of Occupational Health, v. 48, p. 223-229, 2006. DOI: https://doi.org/10.1539/joh.48.223

MONTEIRO, E. N.; PEREIRA, C. M.; RIOS, E. N. Avaliação da exposição ocupacional ao calor exeperimentada por operadores de caldeiras a lenha: estudo de caso. UNESC em Revista, v. 2, n. 1, p. 34-50, 2018.

MORAN, D. S.; PANDOLF, K. B.; VITALIS, A.; HELED, Y.; PARKER, R.; GONZALEZ, R. R. The role of solar and UV radiation in environmental stress assessment. Journal of Thermal Biology, v. 29, p. 529-533, 2004. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jtherbio.2004.08.022

MTP - Ministério do Trabalho e Previdência. Dados estatísticos - Saúde e segurança do trabalhador - Benefícios Previdenciários e Acidentários. 2020. Disponível em: <https://cutt.ly/xYc403c>. Acesso em 12 Nov 2021.

NAG, P. K.; NAG, A.; ASHTEKAR, S.P. Thermal limits of men in moderate to heavy work in tropical farming. Industrial Health, v. 45, p. 107-117, 2007. DOI: https://doi.org/10.2486/indhealth.45.107

NAG, P. K.; SEBASTIAN, N. C.; MALVANKAR, M. G. Occupational workload in Indian agricultural workers. Ergonomics, v. 23, p. 91-102, 1980. DOI: https://doi.org/10.1080/00140138008924724

NASCIMENTO, K. A. O.; HIGUCHI, N.; EMMET, F. A exposição de trabalhadores florestais ao calor durante o fenômeno El Niño Godzilla na Amazônia. BIOFIX Scientific Journal, v. 3, n. 1, p. 84-90, 2018. DOI: https://doi.org/10.5380/biofix.v3i1.57358

OLIVEIRA, M. M. F. Radiação ultravioleta/índice ultravioleta e câncer de pele no brasil: condições ambientais e vulnerabilidades sociais. Revista Brasileira de Climatologia, v. 13, n. 2, p. 60-73. 2013. DOI: https://doi.org/10.5380/abclima.v13i0.36764

PEEL, M.C.; FINLAYSON, B.L.; McMAHON, T.A. Updated world map of the Koppen-Geiger climate classification. Hydrology and Earth System Sciences, v. 11, p. 1633–1644, 2007. DOI: https://doi.org/10.5194/hess-11-1633-2007

RAMIRO, L. D.; SABINO, P. H. S.; OLIVEIRA JÚNIOR, G. G.; SILVA, A. B. Workers’ exposure to occupational heat during manual coffee harvesting. Ciência Rural, v. 51, n. 11, e20200556, 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20200556

ROJAS, J.E.P. (Coord.) Guía técnica radiación ultravioleta de origen solar. Santiago: Gobierno de Chile. 2011. 46 p. Disponível em: <https://cutt.ly/rk4paW0>. Acesso em 08 Jan 2021.

ROSCANI, R. C.; MAIA, P. A.; MONTEIRO, M. I. Sobrecarga térmica em áreas rurais: a influência da intensidade do trabalho. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, v. 44, e14, p. 1-9, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/2317-6369000013818

SALIBA, T.M. Manual Prático de Avaliação e Controle de Calor. PPRA. São Paulo: LTr. 2014. 80 p.

SALIBA, T.M. Curso básico de segurança e higiene ocupacional. São Paulo: LTr. 2016. 496 p.

SARAIYA, M.; GLANZ, K.; BRISS, P.A.; et al. Interventions to prevent skin cancer by reducing exposure to ultraviolet radiation. A systematic review. American Journal of Preventive Medicine, v. 27, n. 5, p. 422-466, 2004. DOI: https://doi.org/10.1016/S0749-3797(04)00205-3

Published

2024-05-16

How to Cite

Machado, J. S., Schettino, S., Cabacinha, C. D., Soranso, D. R., & Minette, L. J. (2024). Trabalho a céu aberto e sua relação com a saúde dos trabalhadores: exposição ao calor e a radiação solar. Caderno Pedagógico, 21(5), e4045 . https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-130

Issue

Section

Articles