Rinomodelação com fios de sustentação polidioxanona I-thread (PDO): relato de caso

Authors

  • Adriana Monteiro Silva
  • Rafael Reis de Souza
  • Diogo Henrique Ohse
  • Marcela Lopes Linhares
  • Ana Carolina Queiroz Paschoal
  • Cliciane Pinheiro Nóbrega

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-040

Keywords:

Rinomodelação, Técnica Preservadora, Estética Nasal, Odontologia

Abstract

O nariz desempenha papéis vitais tanto funcionalmente quanto esteticamente, sendo essencial para a respiração e a aparência facial. A rinomodelação emerge como uma técnica eficaz para aprimorar a harmonia facial, corrigindo imperfeições como a giba do dorso nasal e a ponta caída. A compreensão detalhada da anatomia nasal e das técnicas cirúrgicas é fundamental para alcançar resultados estéticos satisfatórios e funcionais. A abordagem inclui o reposicionamento dos ossos nasais através de osteotomias, buscando minimizar o trauma e otimizar a recuperação pós-operatória. No entanto, a adaptação individualizada da técnica é crucial, exigindo dos cirurgiões habilidades diversas para atender às expectativas e necessidades específicas de cada paciente. Uma anamnese detalhada e uma comunicação clara sobre os riscos e benefícios são essenciais para uma abordagem segura e satisfatória. O objetivo desse trabalho foi relatar um caso clínico de um procedimento de rinomodelação utilizando fio de polidioxanona I-thread (PDO) por meio da técnica fechada. Paciente CFC, gênero feminino, 27 anos de idade, compareceu a faculdade do Amazonas IAES na especialização de cirurgia e traumatologia bucomaxilo-facial com a seguinte queixa principal: “estou insatisfeita com meu nariz”. Diante do exame clínico e de imagem foi proposto para a paciente a rinomodelacao com técnica fechada em que resultou em completa satisfação da paciente, sem complicações pós-operatórias e redução da região óssea. Conclui-se que a rinomodelação utilizando fio de polidioxanona I-thread (PDO) por meio da técnica fechada demonstrou ser uma abordagem minimamente invasiva eficaz, resultando em melhorias estéticas satisfatórias que impactaram positivamente a autoestima e o bem-estar psicossocial da paciente.

References

BICUDO, J. A. et al. A evolução histórica nas técnicas de rinoplastia. Revista Científica, v. 16, n. 2, p. 70-73, 2023. DOI: https://doi.org/10.29184/1980-7813.rcfmc.431.vol.16.n2.2021

BURGER, R. C. Proporção áurea e a harmonização facial. Monografia (Especialização) - São Luis, Faculdade de Sete Lagoas - FACSETE, 2020.

CAFFERTY, A.; BECKER, D. G. Open and closed rhinoplasty. Clinics in Plastic Surgery, v. 43, n. 1, p. 17-27, 2016. DOI: https://doi.org/10.1016/j.cps.2015.09.002

ÇAKIR, B. et al. Rhinoplasty: surface aesthetics and surgical techniques. Aesthetic Surgery Journal, v. 33, n. 3, p. 363-375, 2013. DOI: https://doi.org/10.1177/1090820X13478968

COIMBRA, D. D. A. et al. Preenchimento nasal com novo ácido hialurônico: série de 280 casos. Surgical and Cosmetic Dermatology, v. 7, n. 4, p. 320-326, 2015.

FURLANI, E. A. T. Aumento do radix e da ponta na percepção de redução da convexidade do dorso nasal. 2015. Monografia (Bacharel em Odontologia) – Fortaleza, Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Cirurgia, 2015.

FURTADO, I. R. Morfologia nasal: harmonia e proporção aplicadas à rinoplastia. Revista Brasileira de Cirurgia Plástica, v. 31, n. 4, p. 599-608, 2016. DOI: https://doi.org/10.5935/2177-1235.2016RBCP0100

GEISSLER, P. J. et al. Role of upper lateral cartilage tension spanning suture in restoring the dorsal aesthetic lines in rhinoplasty. Plastic and Reconstructive Surgery, v. 133, n. 1, p. 7e-11e, 2014. DOI: https://doi.org/10.1097/PRS.0b013e3182a01470

LEE, M.; ZWIEBEL, S.; GUYURON, B. Frequency of the preoperative flaws and commonly required maneuvers to correct them: a guide to reducing the revision rhinoplasty rate. Plastic and Reconstructive Surgery, v. 132, n. 4, p. 769-776, 2013. DOI: https://doi.org/10.1097/PRS.0b013e3182a01457

LEMOS, R. P. Rinomodelação e suas complicações. 2020. Monografia (Especialização) - São Luis, Faculdade de Sete Lagoas - FACSETE, 2020.

PARAB, S. R.; KHAN, M. M.; RANA, A. K. Rhinogavel™: a precise and perfect hammer for rhinoplasty. Indian Journal of Otolaryngology and Head & Neck Surgery, v. 74, n. Suppl 2, p. 849-852, 2022. DOI: https://doi.org/10.1007/s12070-020-01911-z

PONTES, F. M. et al. Rinomodelação em harmonização orofacial: revisão de literatura. Revista Gaúcha de Odontologia, v. 23, n. 2, p. 59-65, 2021. DOI: https://doi.org/10.17648/1984-8153-rgs-v2n23-6

SABAN, Y. et al. Dorsal preservation: The push down technique reassessed. Aesthetic Surgery Journal, v. 38, n. 2, p. 117-131, 2018. DOI: https://doi.org/10.1093/asj/sjx180

SHEEN, J. H. Spreader graft: a method of reconstructing the roof of the middle nasal vault following rhinoplasty. Plastic and Reconstructive Surgery, v. 73, n. 2, p. 230-239, 1984. DOI: https://doi.org/10.1097/00006534-198402000-00013

VIAN, H. N. K. et al. Revision rhinoplasty: physician-patient aesthetic and functional evaluation. Brazilian Journal of Otorhinolaryngology, v. 84, n. 6, p. 736-743, 2018. DOI: https://doi.org/10.1016/j.bjorl.2017.08.011

Published

2024-05-08

How to Cite

Silva, A. M., Souza, R. R. de, Ohse, D. H., Linhares, M. L., Paschoal, A. C. Q., & Nóbrega, C. P. (2024). Rinomodelação com fios de sustentação polidioxanona I-thread (PDO): relato de caso. Caderno Pedagógico, 21(5), e3967. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-040

Issue

Section

Articles