Estratégias para a implementação da telessaúde no âmbito da atenção primária

Authors

  • Amanda Soares do Amaral
  • Ana Carolina de Magalhaes Leite Turola
  • Caroline Bigaton Pristilo
  • Camila Lot Coscina
  • Giulia Lot Coscina
  • Isadora Camapum Bringel e Silva
  • João Manoel Guilherme Alves
  • Lívia Soares Amaral
  • Lucas Ramos Maran
  • Maria Fernanda Girotto dos Santos
  • Tiago Eiji Miake
  • Thamyres Maria Silva Barbosa

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n4-011

Keywords:

Telessaúde, Atenção Primária à Saúde, Estratégias de Implementação

Abstract

O objetivo desse estudo é analisar e propor estratégias eficazes para a implementação da telessaúde no âmbito da atenção primária, visando melhorar o acesso, a qualidade e a eficiência dos serviços de saúde prestados à população. Para alcançar esse propósito, optou-se por realizar uma revisão narrativa de literatura, focalizando na temática proposta e delimitando os objetivos da pesquisa. A busca por dados foi conduzida em plataformas online, incluindo PubMed, SciELO, biblioteca virtual de saúde e Google Scholar, além de portarias do Ministério da Saúde. A inclusão de estudos foi restrita a trabalhos completos que abordassem diretamente o tema proposto e que tivessem sido publicados entre 2019 e 2024. Os critérios de exclusão foram aplicados para remover artigos que não estivessem alinhados com o tema proposto ou fora do escopo da temática selecionada e do período de tempo especificado, Os dados extraídos foram analisados e sintetizados de forma narrativa, destacando as principais estratégias identificadas para a implementação da telessaúde na atenção primária. Os resultados ressaltam a relevância e os desafios associados à implementação da telessaúde na atenção primária. Destacou-se, ainda, a necessidade de uma abordagem abrangente e adaptativa para superar os obstáculos identificados e maximizar os benefícios. Esses benefícios incluem não apenas a ampliação do acesso aos cuidados de saúde, mas também melhorias na eficiência dos serviços e na qualidade do atendimento oferecido aos pacientes. Conclui-se, portanto, que a telessaúde pode desempenhar um papel fundamental na transformação e aprimoramento do sistema de saúde na atenção primária, desde que sejam adotadas estratégias eficazes e abordagens colaborativas para sua implementação.

References

ALMEIDA, Gabriel C.et.al. Nova Geração da Telessaúde: Oportunidades, Tendências e Desafios. XXIII Simpósio Brasileiro de Computação Aplicada à Saúde - SBCAS 2023. DOI: https://doi.org/10.5753/sbc.12346.2.5

ANDREZA, Marli Nascimento Dos Santos, et al. Desafios e oportunidades da telessaúde em tempos de pandemia COVID-19. Brazilian Journal of Development, vol. 9, n.o 3, março de 2023, pp. 12262–76. DOI. https://doi.org/10.34117/bjdv9n3-217. DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv9n3-217

BRASIL, Ministério da saúde. Lei orgânica da saúde 8080 de 19 de setembro de 1990. https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8080.htm. Acedido 20 de março de 2024.

BRASIL. Ministério da saúde. PORTARIA Nº 2.436, DE 21 DE SETEMBRO DE 2017.https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt2436_22_09_2017.html.

BRASIL, Ministério da saúde. Dispõe sobre as ações e serviços de Telessaúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). PORTARIA GM/MS Nº 1.348, DE 2 DE JUNHO DE 2022

BENDER, Janaína Duarte, et al. O uso de Tecnologias de Informação e Comunicação em Saúde na Atenção Primária à Saúde no Brasil, de 2014 a 2018. Ciência & Saúde Coletiva, vol. 29, no 1, 2024, p. e19882022. DOI. https://doi.org/10.1590/1413-81232024291.19882022 DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232024291.19882022en

CAETANO, Rosângela, et al. Desafios e oportunidades para telessaúde em tempos da pandemia pela COVID-19: uma reflexão sobre os espaços e iniciativas no contexto brasileiro. Cadernos de Saúde Pública, vol. 36, n.o 5, 2020, p. e00088920. DOI. https://doi.org/10.1590/0102-311x00088920. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311x00088920

MELO, Eduardo Alves, et al. A regulação do acesso à atenção especializada e a Atenção Primária à Saúde nas políticas nacionais do SUS. Physis: Revista de Saúde Coletiva, vol. 31, n.o 1, 2021, p. e310109. DOI. https://doi.org/10.1590/s0103-73312021310109. DOI: https://doi.org/10.1590/s0103-73312021310109

NILSON, Luana Gabriele, et al. Avaliação da utilização de telessaúde para apoio assistencial na atenção primária à saúde. Brazilian Journal of Health Review, vol. 2, n.o 6, 2019, pp. 6188–206. DOI. https://doi.org/10.34119/bjhrv2n6-114. DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n6-114

SILVA, Jessica Maboni Da, et al. Utilização do telessaúde para consultas médicas na atenção primária a saúde: um relato de experiência. Brazilian Journal of Development, vol. 8, n.o 4, abril de 2022, pp. 30876–89. DOI. https://doi.org/10.34117/bjdv8n4-529. DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n4-529

SILVA, José Dilbery Oliveira. et.al. Programa: intervenção educativa em pediatria: um enfoque na atenção básica. Teleped: consultoria e capacitação em pediatria por meio de telessaúde no âmbito da atenção primária. Caderno Impacto em Extensão, Campina Grande, v. 3, n. 1, 2023.

SARTI, Thiago Dias, e Ana Paula Santana Coelho Almeida. Incorporação de telessaúde na atenção primária à saúde no Brasil e fatores associados. Cadernos de Saúde Pública, vol. 38, n.o 4, 2022, p. PT252221. DOI. https://doi.org/10.1590/0102-311xpt252221. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311xpt252221

SILVA, Cícera Renata Diniz Vieira, et al. Digital health concept in primary health care (2020-2022): a study based on rodgers’ evolutionary method. janeiro de 2024. DOI. https://doi.org/10.5281/ZENODO.10565467.

SANTOS, Jessica Paloma Chagas dos. Contribuição da telessaúde para o atendimento na Atenção Primária à Saúde: Uma análise a partir das ações vinculadas à Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Paraná. setembro de 2023. tede2.uepg.br, http://tede2.uepg.br/jspui/handle/prefix/4110.

TAQUES, Tais Ivastcheschen, et al. Expansão da telessaúde na Atenção Primária à Saúde e as desigualdades regionais no Brasil. Revista Eletrônica de Comunicação, Informação & Inovação em Saúde, vol. 17, n.o 2, junho de 2023, pp. 349–71. DOI. https://doi.org/10.29397/reciis.v17i2.3545. DOI: https://doi.org/10.29397/reciis.v17i2.3545

VINHAL, Wanessa Campos, et al. Histórico da normatização da telessaúde e os impactos da regulação da teleconsultoria na atenção primária em Minas Gerais. abril de 2020. repositorio.ufc.br, http://repositorio.ufc.br/handle/riufc/54515. DOI: https://doi.org/10.36517/resdite.v5.n2.2020.a5

Published

2024-04-03

How to Cite

Amaral , A. S. do, Turola, A. C. de M. L., Pristilo , C. B., Coscina, C. L., Coscina, G. L., Silva, I. C. B. e, Alves, J. M. G., Amaral , L. S., Maran , L. R., Santos, M. F. G. dos, Miake, T. E., & Barbosa , T. M. S. (2024). Estratégias para a implementação da telessaúde no âmbito da atenção primária. Caderno Pedagógico, 21(4), e3553. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n4-011

Issue

Section

Articles