Os elementos do clima e sua relação com os casos de Covid-19/Sars-Cov-2 (2020 a 2023) em Fortaleza, Ceará – Brasil

Authors

  • Rebecca Nogueira
  • Maria Elisa Zanella
  • Maria Jacqueline Batista
  • Fernanda de Souza Farias Gimenes
  • Monelisa da Silva Liberato

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n4-009

Keywords:

COVID-19, Climatologia e Saúde, Correlação, Análise Estatística, Programa R

Abstract

Nos últimos quatro anos, o mundo tem vivido uma experiência totalmente distinta do que já existiu no último século: a pandemia da COVID-19. No biênio 2020/2021, a disseminação viral e a letalidade alarmavam. Suas características e a possibilidade de origem advinda de animais silvestres foi ponto de partida para acender os debates referentes aos impactos das atividades humanas no meio ambiente e, em contraponto, a reverberação das consequências ambientais, inclusive na saúde dos indivíduos. Considerando as diversas possibilidades de associações a serem feitas, iniciaram-se os esforços em todas as áreas geográficas, incluindo a Climatologia e Saúde, aspirando descobrir as possíveis correlações entre o clima e os casos confirmados de COVID-19. Justifica-se a iniciativa devido à interdependência significativa existente entre o clima e a manifestação de doenças. A cidade de Fortaleza, inserida neste cenário, destacou-se por seu considerável papel como epicentro nacional, aumentando rapidamente o número de casos, semana após semana. Devido à singularidade do seu perfil climático, as hipóteses neste sentido começaram a ser trabalhadas. Muitos dos estudos em Climatologia e Saúde empregam técnicas estatísticas visando estabelecer os níveis de correlação entre as duas variáveis. Para tanto, serão realizadas as Correlações de Spearman, para determinar o grau de correlação entre as variáveis. O índice possui como resultado valores entre - 1 e + 1: sendo o 0 ausência de correlação e os demais resultados se enquadrando em diferentes níveis de correlação, positivas e negativas. Considerando as oscilações do cenário devido à entrada de novas variantes, por exemplo, é possível identificar os elementos do clima trabalhados, como potencializadores ou amenizadores do quadro pandêmico, influenciando no número de casos confirmados na cidade.

References

AYOADE, J. O. Introdução à Climatologia para os Trópicos: Rio de Janeiro: Bertrand–Brasil, 1988.

ASSIS, Janilson Pinheiro de; SOUSA, Roberto Pequeno de; DIAS, Carlos Tadeu dos Santos. Glossário de Estatística. Mossoró: Edufersa, 2019. Disponível em: <https://livraria.ufersa.edu.br/wp-content/uploads/sites/165/2019/07/Glossario-de-Estatistica_2019-1.pdf>. Acesso em: 05 maio 2023.

BABA, Ricardo Kazuo; VAZ, Maria Salete Marcon Gomes; COSTA, Jessica da. Correção de dados agrometeorológicos utilizando métodos estatísticos. Revista brasileira de meteorologia: Ponta Grossa, 2014. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/rbmet/a/TJPzfbvqdFbXpvHVkYRTxHk/?lang=pt>. Acesso em: 22 jun. 2024. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-778620130611

BUSSAB, W.O.; MORETTIN, P.A. Estatística Básica. São Paulo: Saraiva, 2024.

COVID-19: especialistas discutem possibilidade de endemia. FIOCRUZ. São Paulo, 08 fev. 2021. Disponível em: <https://agencia.fiocruz.br/covid-19-especialistas-discutem-possibilidade-de-endemia>. Acesso em: 05 jan. 2023

DADOS METEOROLÓGICOS. Instituto Nacional de Meteorologia. Banco de Dados Meteorológicos. Disponível em: <https://portal.inmet.gov.br/>. Acesso em: 03 jan 2024.

GERARDI, Lúcia Helena de Oliveira; SILVA, Barbara-Christine Nentwig. Quantificação em Geografia. São Paulo: DIFEL, 1981.

MAGALHÃES, Gledson Bezerra. Comportamento espaço-temporal da dengue e suas relações com os elementos atmosféricos e socioeconômicos em Fortaleza/CE. 2015. Tese (Doutorado) - Departamento de Geografia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.

MONTGOMERY, D.C.; VINING, G.G.; PECK, E. A. Introduction to Linear Regression Analysis. Nova Iorque: John Wiley, 2012.

MOREIRA, Ruy. O que é Geografia. São Paulo: Editora Brasiliense, 1983.

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DE SAÚDE. Módulo de Princípio de Epidemiologia para o Controle de Enfermidades (MOPECE): saúde e doença na população. Brasília: Ministério da Saúde, 2010. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/modulo_principios_epidemiologia_3.pdf>. Acesso em: 12 out 2023.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA. Covid19 - Boletins Epidemiológicos. Coordenadoria de Vigilância em Saúde - Célula de Vigilância Epidemiológica, Fortaleza, 2024. Disponível em: <https://coronavirus.fortaleza.ce.gov.br/boletim-epidemiologico.html.>. Acesso em: 15 mar 2024.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA. Revisão Plano Diretor Participativo de Fortaleza: produto preliminar 04. Prefeitura Municipal de Fortaleza: Fortaleza, 2024. Disponível em: <https://planodiretor.fortaleza.ce.gov.br/ords/f?p=116:11:12194358645072::::P11_ID,P11_PATH:711,DIRETOR_ARQUIVOS>. Acesso em: 11 jan 2024.

R Core Team. R: A Language and Environment for Statistical Computing. R Foundation for Statistical Computing. Disponível em: <https://www.R-project.org/>. Acesso em: 24 mar. 2024.

SECRETARIA DE ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAUDE (SAPS). CORONAVÍRUS COVID-19: Protocolo de Manejo clínico do coronavírus (COVID-19) na atenção primária à saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2020. Disponível em <https://saude.rs.gov.br/upload/arquivos/202004/14140606-4-ms-protocolomanejo-aps-ver07abril.pdf>. Acesso em: 07 out 2023.

SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DE FORTALEZA. Desenvolvimento Humano, por bairro, em Fortaleza. Prefeitura Municipal de Fortaleza: Fortaleza, [s.d]. Disponível em: <http://salasituacional.fortaleza.ce.gov.br:8081/acervo/documentById?id=22ef6ea5-8cd2-4f96-ad3c-8e0fd2c39c98>. Acesso em: 04 abr. 2023.

TIRADO, María Guadalupe; AGUIRRE, Sonia Resik; CARDELLÁ, Vivian Kourí. Los Sistemas de Salud y la ciencia en el enfrentamiento a la COVID-19: transición de pandemia a endemia. Anales de la Academia de Ciencias de Cuba, 2023. Disponível em: <https://revistaccuba.sld.cu/index.php/revacc/article/view/1422>. Acesso em: 30 jun. 2023.

VIALI, Lorí. Estatística Básica: Correlação e Regressão. [s.d]. Material didático. Disponível em: <http://www.mat.ufrgs.br/~viali/sociais/mat02214/material/apostilas/CorRegSociais.pdf>. Acesso em: 05 jan. 2023.

WERNECK, Guilherme Loureiro; CARVALHO, Marília Sá. A pandemia de COVID-19 no Brasil: crônica de uma crise sanitária anunciada. Cadernos de Saúde Pública: Rio de Janeiro, 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311x00068820

ZANELLA, Maria Elisa; MELLO, Namir Giovanni da Silva. Eventos Pluviométricos intensos em ambiente urbano In: Litoral e sertão: natureza e sociedade no nordeste brasileiro. Coleção estudos geográficos: Fortaleza, 2006. Disponível em: <https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=KL3DUBpk0a4C&oi=fnd&pg=PA175&dq=maria+elisa+zanella&ots=LD5lxvGsCe&sig=yg_zHFT-xivus8bZcryj637tptE#v=onepage&q=maria%20elisa%20zanella&f=false. Acesso em: 24 jun. 2022.

Published

2024-04-02

How to Cite

Nogueira , R., Zanella , M. E., Batista , M. J., Gimenes, F. de S. F., & Liberato , M. da S. (2024). Os elementos do clima e sua relação com os casos de Covid-19/Sars-Cov-2 (2020 a 2023) em Fortaleza, Ceará – Brasil. Caderno Pedagógico, 21(4), e3546. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n4-009

Issue

Section

Articles