Atenção multiprofissional a saúde do público LGBT+: desfechos, propostas e cuidados

Authors

  • Carlos Candido Santos Junior
  • Leônidas Nelson Martins Júnior
  • Carla Denari Giuliani
  • Maria Cristina de Moura-Ferreira
  • Anne Milane Formiga Bezerra
  • Genir Isidorio da Silva Santana
  • Fabricia Gomes Lopes

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-210

Keywords:

LGBTQIA , Prevenção, Cuidado

Abstract

A temática da população LGBTQIA+ é uma constante em nossos dias e vem ocorrendo ao longo do tempo. Historicamente esta população vem sendo uma questão bastante discutida nas mídias e emergiu das lutas, passeatas e enfrentamentos para conseguir um espaço de fala. O público LGBTQIA+ é composto por populações que se definem pela diversidade de identidade e de expressão de gênero, orientação sexual e sexo biológico. Sendo a sigla LGBTQIA+ designada para identificar as pessoas lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, queer, intersexuais, assexuais, sendo que o símbolo “+” abarca as demais orientações sexuais e de gênero, representando pluralidade. Logo, faz-se necessário planejar e reformular a política de cuidados a grupos vulneráveis como as minorias sexuais deve ser prioridade nas instituições formativas e assistenciais em saúde. Algumas mudanças são sutis e facilmente aplicáveis como a mudança do vocabulário e o olhar integral do paciente. Outras necessitam reflexões mais profundas e transformações culturais, que implicam em modificações nas práticas educacionais vigentes. Conclui-se que, faz-se necessário planejar e reformular a política de cuidados a grupos vulneráveis como as minorias sexuais deve ser prioridade nas instituições formativas e assistenciais em saúde. Como limitação do estudo, entende-se que algumas mudanças são sutis e facilmente aplicáveis como a mudança do vocabulário e o olhar integral do paciente. Outras necessitam reflexões mais profundas e transformações culturais, que implicam em modificações nas práticas educacionais vigentes. Assim como, estimular a  educação dos profissionais de saúde perante o atendimento desse grupo populacional, Prevalecendo influências geradoras de benefícios como empatia e solidariedade, sendo evitado  por vezes as críticas, sobretudo com embasamento da religiosidade e suas doutrinas, ainda enxergando a prática sexual entre pessoas do mesmo gênero como inadequada e que não deveria ser estimulada.

References

BYNE, W. LGBT Health Equity: Steps Toward Progress and Challenges Ahead. LGBT Health. 2015;2(3):193-5. Disponível em: https://doi.org/10.1089/lgbt.2015.0084 DOI: https://doi.org/10.1089/lgbt.2015.0084

DIETER, C.T. As raízes históricas da homossexualidade, os avanços no campo jurídico e o prisma constitucional. Rio de Janeiro; 2011. Disponível em: http://www.ibdfam.org.br/_img/artigos/As%20raízes%20históricas%2012_04_2012.pdf

LIONÇO, T. Que direito à saúde para a população GLBT? Considerando direitos humanos, sexuais e reprodutivos em busca da integrali-dade e da eqüidade. Saude Soc. 2008;17(2):11-21. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-12902008000200003 DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-12902008000200003

MAGNO, L.; DOURADO, I.; SILVA, L.A.V.; BRIGNOL, S.; BRITO, A.M.; GUIMARÃES, M.D.C. et al. Factors associated with self-reported discrimination against men who have sex with men in Brazil. Rev Saúde Pública. 2017;51:102. Disponível em: https://doi.org/10.11606/S1518-8787.2017051000016 DOI: https://doi.org/10.11606/S1518-8787.2017051000016

PERUCCHI, J.; BRANDÃO, B.C.; VIEIRA, H.I.S. Aspectos psicossociais da homofobia intrafamiliar e saúde de jovens lésbicas e gays. Estud Psicol (Natal). 2014;19(1):67-76. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-294X2014000100009 DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-294X2014000100009

REMY, L.S. et al. Anxiety and depression symptoms in Brazilian sexual minority ecstasy and LSD users. Trends Psychiatry Psychother. 2017;39(4):239-46. Disponível em: https://doi.org/10.1590/2237-6089-2016-0081 DOI: https://doi.org/10.1590/2237-6089-2016-0081

VIANNA, C.P. O movimento LGBT e as políticas de educação de gênero e diversidade sexual: perdas, ganhos e desafios. Educ Pesqui. 2015;41(3):791-806. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s1517-97022015031914 DOI: https://doi.org/10.1590/s1517-97022015031914

Published

2024-03-27

How to Cite

Santos Junior, C. C., Martins Júnior, L. N., Giuliani, C. D., Moura-Ferreira, M. C. de, Bezerra, A. M. F., Santana, G. I. da S., & Lopes, F. G. (2024). Atenção multiprofissional a saúde do público LGBT+: desfechos, propostas e cuidados. Caderno Pedagógico, 21(3), e3433. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-210

Issue

Section

Articles