Blended learning e a formação contínua e em serviço de professores de educação física

Authors

  • Luiz Claudio dos Santos Cortez
  • José Augusto Victoria Palma
  • Ângela Pereira Teixeira Victoria Palma

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-196

Keywords:

Formação de Professores, Formação Continuada, Blended Learning, Educação Física

Abstract

O estudo em questão, refere-se a parceria firmada entre a Secretária Municipal de Educação de Tamarana no Estado do Paraná, dois pesquisadores da Universidade Estadual de Londrina-Paraná e dois pesquisadores da Universidade Lusófona de Portugal, com intuito de conceber, planejar e concretizar um processo de formação contínua e em serviço na modalidade Blended Learning aos professores do município vinculados à construção e implementação do Projeto Pedagógico Curricular da Educação Física. A formação contínua e em serviço teve a duração de 20 meses e se encontra no âmbito das ações de inserção das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação e o processo de desenvolvimento profissional docente. Deste modo cumprirá as exigências legais do Conselho Nacional de Educação que homologou a Resolução nº 02/2017, que implementa a Base Nacional Comum Curricular em todo território brasileiro e considera a Educação Física como um dos componentes curriculares integrantes da área de linguagens. Com abordagem qualitativa elegemos a pesquisa descritiva, utilizando o referencial metodológico da pesquisa-ação, sendo nossa hipótese de trabalho que quando se pretende construir e implementar um projeto pedagógico curricular, e que também se pretenda que esse processo seja gerador de tomada de consciência em nível crítico-emancipatório sobre a educação escolarizada e à docência, ele deverá vir acompanhado de uma qualificação contínua na qual os envolvidos sejam levados, pelas ações que ali realizarem, a refleti-lo, a analisa-lo e compreende-lo, num contexto de prática crítico-reflexiva, que pode ser entendido como ambiente investigativo. Será o fazer e compreender. Uma das mais importantes características de um processo emancipatório para a formação/educação/capacitação envolve a produção/construção/reelaboração do próprio conhecimento pelos envolvidos, o que lhes permite assim, construir/reconstruir novos entendimentos e saberes.

References

ALARCÃO, I. Escola reflexiva e nova racionalidade. Porto Alegre: Artmed.2001.

BARDIN, L. (2009). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

BRASIL. Resolução nº 2 de 22 de dezembro de 2017, do Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno – MEC. Base Nacional Comum Curricular. 2017.

BRASIL. Ministério Da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei N. 9.394/96. Disponível Em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 18 de dezembro de 2017.

___________. Lei Nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova O Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF., 26 Junho de 2014. disponível em: <https://www.planalto.gov.br/Ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm>. Acesso em: 19 de dezembro de 2017.

BURGESS, J. Is a Blended Learning Approach Suitable for Mature, Part-time Finance Students? ECEL: 6th European Conference on E-Learning, Copenhagen Business School, Denmark, 87. 2007. Disponível em: <http://www.ejel.org/main.html>. Acesso em: 10 de setembro de 2017.

CLARK, C., & PETERSON, P. (1986). Teachers thought processes. In M. Wittrock (ed.), Handbook of Research on Teaching (pp. 255-296). New York: Macmillan Publishing Company.

CORTEZ, L. C. S. Formação contínua e em serviço de professores de educação física e a Base Nacional Comum Curricular no Brasil: um estudo de pesquisa-ação desenvolvido através da modalidade blended learning. Tese de Doutoramento em Educação Física e Desporto. Universidade Lusófona – Portugal. 2021. Disponível em: http://hdl.handle.net/10437/12307. Acesso em: 29 de maio de 2023.

GOODLAD, J., KLEIN, M., & TYE, K. (1979). The Domains of Curriculum and Their Study. In Goodlad, J. & Associates (Eds.), Curriculum inquiry (pp. 43-76). New York: McGraw-Hill.

GROSSMAN, P. L. (1990). The making of a teacher: Teacher knowledge and teacher education, 2 ed. New York: Teacher College Press.

LENCASTRE, J. A. Blended Learning: A Evolução de um Conceito. Blended learning em contexto educativo: perspectivas teóricas e práticas de investigação. (2ª ed., pp. 19-32). Santo Tirso: De Facto Editores. 2013.

LÜDKE, M. O professor, seu saber e sua pesquisa. In Sociedade &Educação, Ano XXII, Nº 74, abril de 2001 (pp. 77-96)

LÜDKE, M. & BOING, L. A. Caminhos da profissão e da profissionalidade docentes. Educ. Soc. [online]. vol.25, n.89, pp. 1159-1180. ISSN 0101-7330. 2004.

MEYDANLIOGLU, A., & ARIKAN, F. Effect of hybrid learning in higher education. In World academy of science, engineering and technology,Vol:8, N°: 5. 2014. Disponível em: <http://waset.org/publications/9998159/effect-of-hybrid-learning-in-higher-education>. Acesso em: 25 de agosto de 2017.

MONTEIRO, A., & MOREIRA, J. A. O blended learning e a integração de sujeitos, tecnologias, modelos e estratégias de ensino-aprendizagem. In A. Monteiro, J. A. Moreira, A. C. Almeida, & J. A. Lencastre (Orgs.). Blended Learning em Contexto Educativo: Perspetivas Teóricas e Práticas de Investigação (pp. 33-58). Santo Tirso: De Facto Editores. 2012.

NÓVOA, A. Desafios do trabalho do professor no mundo contemporâneo. SINPRO – SP: São Paulo. 2007.

___________. Educación 2021: Para una historia del futuro. Revista Iberoamericana de Educación, 49, p.181-199. 2009.

PALMA, A.P.T.V.; OLIVEIRA, A.A.B. DE; PALMA, J.A.V. Educação Física e a Organização Curricular: educação infantil, ensino fundamental e ensino médio. 3. Ed. Ijuí: Unijuí, 2021.

PALMA, J. A. V & PALMA, A. P. T. V. Formação e desenvolvimento profissional docente: profissionalização e profissionalidade. In. FIEP BULLETIN, V. 77. Special Edition, p. 05-08, jan. 2007.

PALMA, J. A.V. A formação continuada do professor de Educação Física: possibilitando práticas reflexivas. Campinas, SP: [s. n.].,2001. Disponível em<http://repositorio.unicamp.br/jspui/bitstream/REPOSIP/275405/1/Palma_JoseAugustoVictoria_D.pdf>. Acesso em: 20 de julho de 2019.

PERRENOUD, P. A Formação dos Professores no Século XXI In: As Competências para Ensinar no Século XXI. A formação de professores e o desafio da avaliação. THURLER, M. (org.). Porto Alegre. Artmed. 2002.

PINHEIRO, G. C. G.; ROMANOWSKI, J. P. A formação do professor no curso de licenciatura em pedagogia. In: XV ENDIPE ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO. Belo Horizonte. Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente: políticas e práticas educacionais. Belo Horizonte: UFMG, 2010. v. 1. p. 24-39. 2010.

SOUSA, M. G. S. A formação continuada e suas contribuições para a profissionalização de professores dos anos iniciais do ensino fundamental de Teresina- Pi: revelações a partir de histórias de vida. Dissertação (Mestrado em Educação). Brasil: Universidade Federal do Piauí (UFPI). 2008.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes. 2002.

THIOLLENT, M. Metodologia da Pesquisa-Ação. São Paulo: Cortez,1985.

TORI, R. Cursos híbridos ou blended learning. IN: LITTO, F. e FORMIGA, M. (Org) Educação a Distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009.

Published

2024-03-26

How to Cite

Cortez, L. C. dos S., Palma, J. A. V., & Palma, Ângela P. T. V. (2024). Blended learning e a formação contínua e em serviço de professores de educação física. Caderno Pedagógico, 21(3), e3407. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-196

Issue

Section

Articles