Memória, identidade e projeto: patrimônio é desenvolvimento

Authors

  • Leonardo Marques de Mesentier

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-157

Keywords:

Desenvolvimento, Patrimônio Cultural, Sujeitos Coletivos

Abstract

Este artigo tem como objetivo discutir a noção de desenvolvimento buscando uma alternativa à visão economicista que tem prevalecido sobre esta ideia. A força do economicismo na vida social contemporânea pode ter origem na centralidade das preocupações dos indivíduos e das sociedades sobre as suas condições económicas. Na contramão desta ideia este artigo parte da perspectiva que busca compreender o desenvolvimento a partir do seu objetivo: uma sociedade com mais segurança, longevidade, satisfação com a vida e liberdade. Considera-se que o desenvolvimento é constituído por dois vetores: um que visa controlar as forças da natureza e outro que busca o controle das forças sociais. Ao aceitar esta perspectiva, é necessário observar também que, por um lado, o desenvolvimento não é o resultado imanente de um processo anterior e, por outro lado, o desenvolvimento implica a existência de um projeto para a construção de um futuro desejado. Assim, o artigo examina a importância da formação e atuação dos sujeitos coletivos como promotores do desenvolvimento; e como memória, identidade e projeto, de forma articulada, constituem elementos essenciais para a mobilização dos sujeitos coletivos em favor do seu desenvolvimento. A relação do patrimônio cultural com o desenvolvimento é evidenciada com a compreensão de que o desenvolvimento é alcançado a partir de transformações estruturais na vida social, que não ocorrem de forma espontânea. Por não serem espontâneas, estas transformações implicam a existência de um sujeito social, capaz de construir projetos que conduzam ao desenvolvimento, valendo-se de uma identidade constituída na base da memória. Por fim, o artigo procura indicar que, dada a relevância do patrimônio cultural para a memória e a identidade, sua existência e apropriação social participam como elementos que contribuem para a formação e reprodução de sujeitos coletivos e sua ação para o desenvolvimento.

References

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. (10ªEd.) Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. (2ªEd.) Porto Alegre, RS: Zouk , 2013

CANCLINI, Nestor Garcia. O patrimônio cultural e a construção imaginária do nacional. In: Revista do patrimônio histórico e artístico nacional. Número 23. Rio de Janeiro: Ed. IPHAN/Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, 1994.

CURY, Isabelle. Cartas patrimoniais. 2 ed. – Rio de Janeiro: IPHAN, 2000.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. (1ª. Ed.) São Paulo: Boitempo, 2016.

FONSECA, Maria Cecília Londres. Da modernização à participação: a política federal de preservação nos anos 70 e 80. In: Revista do patrimônio histórico e artístico nacional. Número 24. Rio de Janeiro: Ed. IPHAN/Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, 1996.

FURTADO, Celso. Cultura e Desenvolvimento em época de crise. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.

GRAMSCI, Antonio. “Os intelectuais e a organização da cultura.” Rio de janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1982.

HABERMAS, Jürgen. Para a reconstrução do materialismo histórico. São Paulo: Brasiliense, 1983.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2006.

HARVEY, David. Cidades Rebeldes. São Paulo: Martins Fontes – selo Martins, 2014.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura, um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Zahar, 1986.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Campinas, SP: Editora UNICAMP, 1996.

LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva. São Paulo: Folha de São Paulo, 2015.

PIKETTY, Thomas. Capital e ideologia. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2020.

SEN, Amartya Kumar. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

SOUZA, Marcelo Lopes. Os conceitos fundamentais da pesquisa sócio-espacial. Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, 2013.

VASQUEZ, Adolfo Sánchez. Ética. (18ª Ed.) Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1998.

VELHO, Gilberto. Um antropólogo na cidade: ensaios de antropologia urbana. Rio de janeiro: Zahar, 2013. (organizadores: Hermano Viana, Karina Kuschnir, Celso Castro)

WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. (in) SILVA, Tomaz Tadeu da (org); HALL, Stuart.; WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

WALLERSTEIN, Immanuel. Capitalismo histórico e civilização capitalista. Rio de Janeiro: Contraponto, 2001.

WHITE, Leslie A.. O conceito de cultura. Rio de Janeiro: Contraponto, 2009.

Published

2024-03-22

How to Cite

Mesentier, L. M. de. (2024). Memória, identidade e projeto: patrimônio é desenvolvimento. Caderno Pedagógico, 21(3), e3329. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-157

Issue

Section

Articles