Desenvolvimento de materiais cerâmicos inovadores a base de gesso e resíduos para uso na construção civil

Authors

  • Victor Valério Landim da Silva
  • Ricardo Peixoto Suassuna Dutra
  • Marlova Piva Kulakowski
  • Francisca Simone Pereira Fernandes
  • Iago Cavalcanti Pontes
  • Maikon Moreira de Pires

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-128

Keywords:

Blocos, Gesso, Resíduo, Sustentabilidade

Abstract

A construção civil é uma das atividades mais antigas que se tem conhecimento e a escassez de recursos propicia um ambiente de inovação com o intuito de desenvolver métodos e produtos que minimizem os custos e alavanquem o sistema produtivo. O reaproveitamento de resíduos acarreta a redução de custos em várias etapas do processo construtivo devido à otimização do uso da matéria prima e à diminuição dos desperdícios e das perdas. Diante de tantos impactos negativos causados pelo acúmulo dos resíduos ao meio ambiente, buscou-se soluções ambientalmente responsáveis, adequando-se ao princípio dos 5 R’s – Repensar, Recusar, Reduzir, Reutilizar e Reciclar. Como alternativa de amenizar tais problemas, promoveu-se a substituição parcial da gipsita (recurso não renovável) nas proporções de 5%, 10% e 15% por resíduos de pedras ornamentais, utilizando-os, portanto, no processo de fabricação dos blocos de gesso sustentáveis e analisando as suas propriedades e características. Após a execução de todos os ensaios físicos e mecânicos conclui-se que houve acréscimos e melhorias significativas nas propriedades mecânicas dos blocos analisados, no que tange a: resistência à flexão, dureza, densidade e a capacidade de absorção de água. Portanto, após o presente estudo, constata-se que a utilização dos resíduos de pedras ornamentais tem grande potencial para ser utilizado na fabricação de blocos de gesso e evidencia sobremaneira a sua inovação sustentável.

References

. ABNT- ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15012 – Rochas para revestimentos de edificações - Terminologia. Rio de Ja-neiro, 2003.

. ABNT-ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 12.128: Gesso para Construção - Determinação das propriedades físicas da pasta: Rio de Janeiro, 2019.

. ABNT-ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15012: Rochas para Revestimentos de Edificações – Terminologia: Rio de Ja-neiro, 2013.

. ABNT-ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 16494: Bloco de gesso para vedação vertical — Requisitos: Rio de Janeiro, 2017.

. ABNT-ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 16495: Bloco de gesso para vedação vertical – Método de ensaio: Rio de Ja-neiro, 2016.

. ABNT-ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 248: Agregados - Determinação da composição granulométrica: Rio de Janei-ro, 2003

. AGUIAR, L. R. Avaliação da ecoeficiência de programas e projetos am-bientais voltados às micros e pequenas empresas do pólo gesseiro do Arari-pe, estado de Pernambuco. 2007. 156 p. Dissertação (Mestrado) - Curso de Gestão e Políticas Ambientais, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.

. ALENCAR, Carlos Rubens Araujo; Instituto Euvaldo Lodi (Espirito san-to). Manual de Caracterização, Aplicação, Uso e Manutenção das Principais Rochas Comerciais no Espírito Santo. 1. ed. Cachoeiro de Itapemirim - ES: Link Editoração, 2013. 244 p. Disponível em: https://www.sindirochas.com/arquivos/manualrochas.pdf. Acesso em: 23 mar. 2022.

. BALTAR, C. A. M.; BASTOS, F. F.; LUZ, A. B. Gipsita. IN: Rochas e Mi-nerais Industriais no Brasil: usos e especificações. 2.ed. Rio de Janeiro: CE-TEM/MCTI, 2005. p. 505-526.

. BRASIL. SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL - CPRM. Polo Gesseiro do Araripe discute o desenvolvimento do setor. 2017. Disponível em: http://www.cprm.gov.br/publique/Noticias/Polo-Gesseiro-do-Araripe-discute-o-desenvolvimento-do-setor-4664.html. Acesso em: 05 mar. 2022.

. CALMON, J.L; SILVA, S.A.C. (2006) Mármore e Granito no Espírito San-to: Problemas Ambientais e Soluções. In: Domingues, A.F.; Boson, P.H.G.; Alí-paz, S. A gestão de recursos hídricos e a mineração. Brasília: Agência Nacio-nal das Águas-ANA, Instituo Brasileiro de Mineração-IBRAM, 2006. Pág. 199-231.

. CANUT, Mariana Moreira Cavalcanti. Estudo da Viabilidade do Uso do Resíduo Fosfogesso como Material de Construção. 2006. 154 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Construção Civil, Uni-versidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/bitstream/1843/ISMS-6X6R77/1/disserta__o_final1.pdf. Acesso em: 12 abr. 2022.

. CAVALCANTI, L. F. M., OLIVEIRA, F. M. C., MELO, E. B., et al., “Granito Azul Sucuru: caracterização tecnológica por meio do aproveitamento do mate-rial”, Revista Principia, n. 33 pp. 11-20, Mai. 2017.

. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Construção Civil, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/bitstream/1843/ISMS-6X6R77/1/disserta__o_final1.pdf. Acesso em: 12 abr. 2022.

. FRASCÁ, M. H. B. O. Rocha como Material de Construção. In: Ibra-con:Materiais de Construção Civil e Princípios de Ciência e Engenharia de Materiais. 2ª ed. São Paulo: G.C.Isaia, 2010 v.1 p. 439 – 48

. KURESKI, Ricardo; RODRIGUES, Rossana Lott; MORETTO, Antônio Carlos; SESSO FILHO, Umberto Antonio; HARDT, Letícia Peret Antunes. O macrossetor da construção civil na economia brasileira em 2004. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 8, n. 1, p. 7-19, mar. 2008. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/ambienteconstruido/article/view/3791/2187. Acesso em: 07 mar. 2022.

. LIMA, Monalisa Toledo de. Influência da Incorporação de gesso e fos-fogesso no tempo de pega do cimento Portland. Universidade Federal da Pa-raíba. 2019.

. METHA, P. K.; MONTEIRO, P. J. M. Concreto: Microestrutura, Proprie-dades, e Materiais 3° ed. São Paulo: Pini. 2008 p. 259-287.

. NEVILLE, Adam; Brooks, J. J. Tecnologia do concreto. 2. ed. Porto Ale-gre: Editora Bookman – 2013.

. ONOFRE, S. B.; ABATTI, D.; REFOSCO, D.; FOQUESATTO, C. F.; SIL-VA, M. Utilização de resíduos de mármore e granitos na produção de arga-massas e resíduos da construção e demolição na produção de concretos. In: 10° 51 Simpósio Internacional de Qualidade Ambiental, 2016, Porto Ale-gre/RS.

. PADILHA NETO, Lucas Gomes. Desenvolvimento de Metodologia para Reciclagem do Resíduo de Gesso gerado nas Práticas de Processos Inorgâ-nicos Experimentais. Projeto de Final de Curso (Graduação em química in-dustrial) - UFRJ, Rio de Janeiro - RJ, 2019. Disponível em: https://pantheon.ufrj.br/bitstream/11422/12507/1/LGPadilhaNeto.pdf. Acesso em: 5 abr. 2022.

. SINDUSGESSO- Sindicato das Indústrias de Extração e Beneficiamen-to de Gipsita, Calcáreos, Derivados de Gesso e de Minerais Não-Metálicos do Estado de Pernambuco, Informações Técnicas, Recife, 2016.

. TESKE, S., GONÇALVES, P. F. A., NAGALLI, A., “Development of a conceptual model of an ecologic tile using building gypsums waste”, Ceramics, v. 61, n.358.2015.

. Utilização de resíduos de mármore e granitos na produção de argamas-sas e resíduos da construção e demolição na produção de concretos. In: 10° SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE QUALIDADE AMBIENTAL, 2016, Porto Ale-gre/RS.

Published

2024-03-20

How to Cite

Silva , V. V. L. da, Dutra, R. P. S., Kulakowski, M. P., Fernandes, F. S. P., Pontes, I. C., & Pires , M. M. de. (2024). Desenvolvimento de materiais cerâmicos inovadores a base de gesso e resíduos para uso na construção civil. Caderno Pedagógico, 21(3), e3271. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-128

Issue

Section

Articles