Audição: uma sequência didática interdisciplinar entre biologia e física para os anos iniciais

Authors

  • Carolina Lima Pimentel
  • Anderson Gomes de Paula
  • Isis Verona Nascimento Silva Franzi
  • Marcus Vinícius Santos da Silva
  • Luiz Fernando Duarte de Figueiredo
  • Atila de Paiva Teles
  • Alexandre da Silva Barcellos
  • Marcelo José Gonçalves

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-119

Keywords:

Interdisciplinaridade, Sequência Didática, Audição, Som

Abstract

Com a proposta educacional de antecipar o contato dos alunos com os conceitos físicos, químicos e biológicos para o início da escolarização formal dos estudantes, as metodologias pedagógicas que versam a favor da integração desses conceitos, ganha força no cenário educacional nacional. Uma vez que permitem aos alunos a integração de saberes diversos. A articulação entre as disciplinas permite diálogos que potencializam a tomada de decisões consistentes por parte dos alunos, possibilitando o exercício amplo da cidadania. O trabalho interdisciplinar tem sido apontado como um dos caminhos metodológicos privilegiados nessa busca, pois quebra a lógica da fragmentação do saber, que dificulta uma compreensão global dos problemas vivenciados pelos alunos. A proposta de trabalho interdisciplinar, vem sendo apresentada em documentos de referência curricular nacional, a mais de vinte e cinco anos. Este tipo de abordagem já aparecia nos parâmetros curriculares nacionais (PCN´s) no final dos anos 90, e estão presentes nas diretrizes curriculares nacionais (DCN´s) gerais para a educação básica, e na base nacional comum curricular (BNCC), documentos de referência para elaboração de projetos políticos pedagógicos para todas as redes/escolas do país. Este artigo apresenta uma sequência didática, metodologia que permite que um tema seja desenvolvido de forma interdisciplinar, em diversas etapas, com atividades diversificadas, integrando nesse caso os conceitos de física e biologia, por meio do estudo da audição e das ondas sonoras. Essa sequência didática, foi aplicada em uma turma de terceiro ano do ensino fundamental, em uma escola municipal de Caxias/RJ, apresentando as etapas desenvolvidas dessa sequência didática, os materiais utilizados, e os resultados obtidos.

References

ARAÚJO, B. S. DE. Dialogicidade e interdisciplinaridade na prática: explorando estratégias para fomentar o planejamento coletivo entre docentes de ciências da natureza. 2023. 80 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação e Ciências Humanas, Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, 2023.

ARIAS, A. R. (2023). Interdisciplinaridade escolar: dificuldades na implementação em uma instituição de ensino do interior do amazonas. Revistaft. Ed. 119. DOI: 10.5281/zenodo.7641240.

BEERBAUM, V. A.; BOFF. T. DE OLIVEIRA, E.; SILVA, B. DA, E. Pensamento complexo na área da educação: uma contribuição para o desenvolvimento de um currículo emancipatório. Cadernos de Pesquisa, São Luís, v. 30, n. 3, p. 9–28, 2023.

Bertulani, C. O ouvido humano. Disponível em: <https://www.if.ufrj.br/~bertu/fis2/ondas2/ouvido/ouvido.html.> Acessado em 26 fev. 2023.

Brasil, Ministério da Educação. Base nacional comum curricular: anos iniciais. Brasília, 2017.

Brasil. Diretrizes curriculares nacionais gerais para a educação básica. Resolução nº4 de 2010. Conselho Nacional de Educação, Câmara de Educação Básica, Brasília, 2010.

CAMILLO, C. M.; GRAFFUNDER, K. G.; TIMMERMANN, R. DE S. Análise de propostas didáticas que envolvem a interdisciplinaridade e a contextualização no Ensino de ciências. Revista Contexto & Educação, [S. l.], v. 38, n. 120, p. e12574, 2023. DOI: 10.21527/2179-1309.2023.120.12574.

CARNEIRO, A, L. et. al. O conhecimento e a interdisciplinaridade: primeiras reflexões. Educar, n. 10, p.33-38, Curitiba, 1995.

CARNEIRO, S, M, M. Interdisciplinaridade: um novo paradigma do conhecimento?. Educar, Curitiba n.10 p.99-109, Curitiba, 1995.

CARVALHO, R. F. da S.; CARVALHO, S. M. de A.; MOURA, R. L. de; SANTOS, A. C. F. dos; MAXIMO, W. da S.; PAULA, J. de; ABREU, E. A. de A. A articulação interdisciplinar entre a língua portuguesa, geografia, artes e educação física na educação infantil. In: PESSINI, Magali inês (org.) Educação: práticas sociais e processos educativos 3. ed. Atena, 2023. p. 11-20. ISBN: 978-65-258-1810-8. DOI: 10.22533/at.ed.108231010.

CHASSOT, A. Alfabetização científica: questões e desafios para a educação. Editora Unijuí, 8ª edição, RS, 2018.

FAZENDA, I, C, A. Interdisciplinaridade: História, teoria e pesquisa. 15 ed. (1994), Campinas, SP: Papirus, 2008.

FAZENDA, I, C, A. Interdisciplinaridade: Um projeto em parceria. 5 ed. (1991), v. 13 Coleção Educar. 119 p. São Paulo, Loyola, 2002.

FAZENDA. I, C, A. Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia. Editora Loyola, São Paulo, 6ª edição, 2011.

FERNANDES, M. E. W.; CASAGRANDE, S. Alfabetização e letramento enquanto processo do exercício de cidadania: como os autores vêm discutindo essa temática. Revista Saberes Pedagógicos, Criciúma, v. 6, nº1, p.73-93, 2024. DOI: 10.18616/rsp.v6i1.7244.

FOCHESATO, P. G. Currículo integrado: a interdisciplinaridade como eixo norteador frente à formação Omnilateral do aluno. Revista Studies in Education Sciences, Curitiba, v.3, n.3, p. 1107-1123, 2022. DOI: 10.54019/sesv3n3-007.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17.ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra,1987.

GUEDES, L. S.; BASTOS, A. M. O estudo da prática pedagógica interdisciplinar no ensino médio integrado do Instituto Federal do Amapá – Campus Macapá. v. 103, n. 264, p.404-429. DOI: 10.24109/2176-6681.rbep.103i264.4982.

GUIMARÃES, P. B., MAGALHÃES, A. D. P., & OLIVEIRA, A. F. D. (2023). Do projeto pedagógico à sala de aula: a interdisciplinaridade no contexto do curso BC&T. Educação Em Revista, v. 39, p. e39599. DOI: 10.1590/0102-469839599.

JAPIASSU, H. A questão da interdisciplinaridade. Seminário Internacional sobre reestruturação curricular. SME, Porto Alegre, 1994.

JAPIASSU, H. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago, 1976.

JOHANN, M. R.; FENSTERSEIFER, P. E. Educação republicana e democrática: potencialidades e desafios para a formação inicial docente. Revista Espaço Pedagógico, Passo Fundo, v. 27, n. 3, p. 776-791, dez. 2020. DOI: 10.5335/rep.v27i3.12380.

LARROYD, L. M.; DUSO, Leandro. Os Documentos Curriculares Nacionais e o Ensino de Ciências e Biologia. Revista Insignare Scientia, v. 5, n. 3, p.174-191. ISSN: 2595-4520. Disponível em: < https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/issue/view/180> Acessado em 27 fev.2024.

LIMA, D, F. A importância da sequência didática como metodologia no ensino da disciplina de física moderna no ensino médio. Revista triângulo. v. 11, n., p.151-162, Minas Gerais, 2018.

LÜCK, H. Pedagogia interdisciplinar: fundamentos teórico-metodológicos. Rio de Janeiro: Vozes, 2013. ISBN: 978-8532613295.

MACHADO, V DE M.; GODIN, C. M. M.; WIZIACK, S. R. DE C. (orgs.). Formação de professores de ciências com sequências didáticas: estudos, experiências e reflexões. Campo Grande, MS: Ed. UFMS, 2021. ISBN 978-65-86943-75-7.

OLIVEIRA, B. É. et. al. A interdisciplinaridade nos anos iniciais do ensino fundamental: Discussões sobre desafios e possibilidades. In: KOCHHANN, A.; SOUZA, J. O.; OLIVEIRA, H. M. (Orgs.). Ensino e Educação: Práticas, desafios e tendências. Campina Grande: Licuri, 2023, p. 140-173. Doi: 10.58203/Licuri.83473.

OLIVEIRA, M, M. Sequência didática interativa no processo de formação de professores. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013. ISBN: 978-8532644725.

PAULO, F. DOS S.; GONÇALVES, P. Dos. Metodologias da educação popular: Paulo Freire e os desafios da interdisciplinaridade na educação não escolar. Revista Diálogo, Canoas, n. 51, p. 01-10, jun. 2022. DOI: 10.18316/dialogo.vi51.10560.

PEREIRA, T. I.; SARTORI, J. Educação, diálogo e prática da liberdade em Paulo Freire: revisitando a pedagogia do oprimido. Revista Espaço Pedagógico, Passo Fundo, v. 27, n. 3, p. 643-664, 2020. DOI: 10.5335/rep.v27i3.12368.

PEREZ, O, C. O que é interdisciplinaridade? definições mais comuns em artigos científicos brasileiros. Revista Interseções v.20, n.2, p.472-472, Rio de Janeiro, 2018.

POMBO, O. Epistemologia da Interdisciplinaridade. Ideação, v.10 n. 1, p.9-40, Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Portugal, 2008.

RAMÍREZ, C. E. N. A pedagogia do oprimido: uma releitura pedagógica. Revista Espaço Pedagógico, Passo Fundo, v. 27, n. 3, p. 612-627, set./dez. 2020. Doi: 10.5335/rep.v27i3.12366.

RECH, J. S.; REZER; R. A interdisciplinaridade como fenômeno complexo: em defesa de sua instabilidade conceitual. v. 6, n. 17, p.467-479. DOI: 10.21920/recei72020617467479.

SANTANA, M. C. B. DE.; FARIAS, M. DE B. Interdisciplinaridade e escola: novos desafios. Revista Ibero Americana de Humanidades, Ciências e Educação- REASE, v. 9, n. 9, p.3051-3060, 2024. DOI: 10.51891/rease.v9i9.11398.

SANTOMÉ, J, T. Globalização e Interdisciplinaridade: o currículo integrado. Porto Alegre: Artmed, 1998. ISBN: 978-8573073133.

SILVA, C. G da.; PINHO, M. J. de. Currículo e projetos sob o olhar interdisciplinar: observações críticas e aproximações epistemológicas. Revista humanidades & Inovação, Palmas - TO - v.10, n.05. p.92-107. Mar. 2023. ISSN: 2358-8322.

SILVA, J. A.; MOCARZEL, M. S. M. V. Interdisciplinaridade curricular na formação e na práxis docente. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 8, n. 5, p. 36261–36271, 2022.

SILVA, L. F. da; SILVA, L. A. da; RODRIGUES, A. P. A temática interdisciplinar entre química, física e biologia nos livros didáticos do ensino médio. Revista Sociedade Científica, v. 7, n. 1, p.18-30, 2024. DOI: 10.61411/rsc202419317.

ZABALA, A, A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.

ZILLO, F. R.; ZILLO, R. R. Ressignificando Paulo Freire: uma vivência interdisciplinar. Revista Diálogo, Canoas, n. 51, p. 01-07, 2023. DOI: 10.18316/dialogo.vi51.10511.

Published

2024-03-20

How to Cite

Pimentel , C. L., Paula , A. G. de, Franzi, I. V. N. S., Silva , M. V. S. da, Figueiredo, L. F. D. de, Teles, A. de P., Barcellos, A. da S., & Gonçalves, M. J. (2024). Audição: uma sequência didática interdisciplinar entre biologia e física para os anos iniciais. Caderno Pedagógico, 21(3), e3262. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-119

Issue

Section

Articles