Desafios do sistema de saúde na implementação dos cuidados paliativos: uma revisão integrativa

Authors

  • Raíssa Pexe Gouveia
  • Roger Antonio Morais Queiroz
  • Rafael Mesquita Soares
  • Pedro Lucas Enomoto Lima
  • Ariana Carneiro de Sousa Batista
  • Gabriela Pires Santomé de Faria
  • Sávia Denise Silva Carloto Herrera
  • Maykon Jhuly Martins de Paiva
  • Taides Tavares dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-102

Keywords:

Educação em Saúde, Cuidados Paliativos, Assistência Terminal, Terapêutica, Conscientização

Abstract

INTRODUÇÃO: Os cuidados paliativos foram conceituados como suporte oferecido por uma equipe interdisciplinar, visando aprimorar a qualidade de vida do paciente e de seus entes próximos diante de uma enfermidade que ameace a vida. Isso é alcançado por meio da prevenção e alívio do sofrimento, detecção precoce, avaliação minuciosa e tratamento de dores e outros sintomas físicos, sociais, psicológicos e espirituais. A implementação de estratégias de sensibilização na saúde pública para promover a educação em cuidados paliativos essenciais é fundamental para gerir e facilitar os cuidados paliativos na comunidade e nos cuidados domiciliares no presente e no futuro. METODOLOGIA: Realizou-se uma revisão integrativa da literatura nas bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Biblioteca Eletrônica Científica Online (SCIELO) e Livraria Nacional de Medicina (PUBMED). Foram utilizados termos de busca para a seleção documental, aplicando também os seguintes critérios de inclusão: artigos disponíveis online na íntegra, gratuitamente, publicados em periódicos nacionais e internacionais nos últimos cinco (5) anos. Os critérios de exclusão compreenderam artigos duplicados, que não abordavam o tema da pesquisa ou que eram pagos. A escolha dos artigos foi realizada conforme esses critérios. RESULTADOS: As pesquisas evidenciaram os elementos que levam à indicação dos pacientes para os cuidados paliativos e as consequências desse encaminhamento, variando entre impactos positivos (melhora da qualidade de vida) e negativos, como a perda da esperança na eficácia do tratamento. Além disso, foram analisados os principais facilitadores e obstáculos dos cuidados paliativos. CONCLUSÕES: Ficou evidente que os pacientes são encaminhados para os cuidados paliativos, primordialmente, com o propósito de aprimorar sua qualidade de vida, oferecendo um sólido suporte psicossocial. Além disso, observou-se que a falta de instrução básica em cuidados paliativos nas escolas médicas figura como uma limitação significativa nesse tipo de tratamento.

References

BOLLIG, G. and BAUER, E.H. Last Aid Courses as measure for public palliative care education for adults and children-a narrative review. Ann Palliat Med, v.10, p.8242-8253, 2021.

BRADSHAW, A. et al. Implementing person-centred outcome measures in palliative care: An exploratory qualitative study using Normalisation Process Theory to understand processes and context. Palliative medicine, v. 35, p. 397-407, 2021.

BRAGA, F. DE C.; QUEIROZ, E.. Cuidados paliativos: o desafio das equipes de saúde. Psicologia USP , v. 24, n. 3, pág. 413–429, conjunto. 2013.

COMBES, S. et al. Implementing advance care planning with community-dwelling frail elders requires a system-wide approach: An integrative review applying a behaviour change model. Palliative Medicine, v. 33, p.743-756, 2019.

COYM, A. et al. Impact, challenges and limits of inpatient palliative care consultations - perspectives of requesting and conducting physicians. BMC Health Services Research, v. 20, n.86, fev.2020.

FRIEDEL, M. et al. Building Bridges, Paediatric Palliative Care in Belgium: A secondary data analysis of annual paediatric liaison team reports from 2010 to 2014. BMC palliative care, v. 17, n.77, mai. 2018.

FREY, R. et al. Palliative care delivery in residential aged care: bereaved family member experiences of the Supportive Hospice Aged Residential Exchange (SHARE) intervention. BMC palliative care, v.19, n.127, ago. 2020.

GARCIA-QUINTERO, X. et al. Advancing pediatric palliative care in a low-middle income country: an implementation study, a challenging but not impossible task. BMC Palliative Care, v.19, n.170, nov. 2020.

HARHARA, T. and IBRAHIM, H. Undergraduate palliative care education in the United Arab Emirates: a nationwide assessment of medical school deans. BMC Med Educ, v.21, n.526, out. 2021.

JOOLAEE, S. et al. Medical assistance in dying legislation: Hospice palliative care providers' perspectives. Nursing ethics, vol. 29, p.231-244, 2022.

KAGARMANOVA, A. et al. Palliative care in Uganda: quantitative descriptive study of key palliative care indicators 2018-2020. BMC Palliative Care, v. 21, n.55., abr. 2022.

NOBLE, C. et al. How can end of life care excellence be normalized in hospitals? Lessons from a qualitative framework study. BMC palliative care, v. 17, n.100, ago. 2018.

O'CALLAGHAN, C. et al. Patients' and Caregivers' Contested Perspectives on Spiritual Care for Those Affected by Advanced Illnesses: A Qualitative Descriptive Study. Journal of pain and symptom management, v. 58, p.977-988, 2019.

PORTER, A.S. et al. Community Hospice Nurses' Perspectives on Needs, Preferences, and Challenges Related to Caring for Children With Serious Illness. JAMA network open, ed.10, vol.4, out. 2021.

SAURMAN, E. et al. A mapping study to guide a palliative approach to care. Rural and Remote Health, v. 19, p.4625, 2019.

SOARES, C. B. et al. Revisão integrativa: conceitos e métodos utilizados na enfermagem. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v.48, n.2, p.335-345, 2014.

UNENO, Y et al. Current status of integrating oncology and palliative care in Japan: a nationwide survey. BMC palliative care, vol.19, n.12, jan. 2020.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). National cancer control programmes: policies and managerial guidelines. 2.ed. Geneva: WHO, 2002.

Published

2024-03-18

How to Cite

Gouveia, R. P., Queiroz, R. A. M., Soares, R. M., Lima, P. L. E., Batista, A. C. de S., Faria, G. P. S. de, Herrera, S. D. S. C., Paiva , M. J. M. de, & Santos, T. T. dos. (2024). Desafios do sistema de saúde na implementação dos cuidados paliativos: uma revisão integrativa. Caderno Pedagógico, 21(3), e3212. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-102

Issue

Section

Articles