Fotogrametria de baixo custo para digitalização 3D de ornatos arquitetônicos – comparativo entre softwares gratuitos e pagos

Authors

  • Roger Langone Leal
  • Léia Miotto Bruscato

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-100

Keywords:

Fotogrametria, Software, Patrimônio Cultural, Arquitetura

Abstract

Tecnologias digitais surgidas nas últimas décadas, como as de digitalização tridimensional, têm se mostrado úteis em atividades ligadas ao patrimônio cultural. Entretanto, o custo e o conhecimento necessário para seu uso podem ser empecilhos para sua ampla aplicação. A fotogrametria se apresenta como uma alternativa com menores custos frente às demais tecnologias de digitalização e tende a ser de mais fácil aprendizado. Entretanto, os equipamentos e os softwares usados em fotogrametria ainda podem apresentar custos impeditivos. Mas o surgimento de softwares gratuitos e a popularização de câmeras fotográficas em smartphones têm impacto neste fator e tende a aproximar os interessados por esta tecnlogia. Neste contexto, este estudo compara o desempenho de softwares gratuitos e pagos quando usadas as suas configurações padrão pela forma como estes softwares conduzem o processo para obtenção de um produto comum a eles, uma malha poligonal texturizada. Foi escolhido para a digitalização tridimensional um ornato arquitetônico de um imóvel de interesse histórico da cidade de Pelotas/RS. As imagens deste ornato foram obtidas pela câmera primária de um smartphone Motorola Edge 20, com sensor Samsung ISOCELL HM2 de 1/1,52", píxeis de 0,7μm, 108 MP de resolução, abertura f/1.9, ângulo de visão de 82o, distância focal de 24mm e PDAF. Para a reconstrução tridimensional por fotogrametria foram selecionados seis softwares, sendo três gratuitos – Colmap, Meshroom e Regard3D – e três pagos – 3DF Zephyr, Agisoft Metashape e Photomodeler Premium. Obteu-se um retrato do processo de reconstrução em tais softwares por meio da observação das etapas pelas quais eles produzem as malhas poligonais e pelas características destas malhas.

References

DFLOW SRL. 3DF ZEPHYR. 2024. Disponível em: https://www.3dflow.net/3df-zephyr-photogrammetry-software/. Acesso em: 25 jan. 2024.

ACKE, L.; DE VIS, K.; VERWULGEN, S.; VERLINDEN, J. Survey and literature study to provide insights on the application of 3D technologies in objects conservation and restoration. Journal of Cultural Heritage, v. 49, p. 272-288, 2021. DOI: 10.1016/j.culher.2020.12.003.

AGISOFT. Discover intelligent photogrammetry with Metashape. 2023. Disponível em: https://www.agisoft.com/. Acesso em: 25 jan. 2024.

AUTODESK. Autodesk ReCap Pro: transforme o físico em digital. 2024. Disponível em: https://www.autodesk.com.br/products/recap/overview?term=1-YEAR&tab=subscription. Acesso em: 25 jan. 2024.

BUDIU, R. Wizards: Definition and Design Recommendations. 2017. Disponível em: https://www.nngroup.com/articles/wizards/. Acesso em: 14 fev. 2024.

FASSI, F.; CAMPANELLA, C. From daguerreotypes to digital automatic photo-grammetry. Applications and limits for the built heritage project. In: Geomatics & Restoration – Conservation of Cultural Heritage in the Digital Era. Procee-dings […] Florence: 2017. p. 313-319. DOI: https://doi.org/10.5194/isprs-archives-XLII-5-W1-313-2017.

GUTIERREZ, E. J. B. Barro e Sangue: mão-de-obra, arquitetura e urbanismo em Pelotas (1777-1888). 1999. 549 p. Tese (Doutorado) – Pontifícia Universi-dade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1999.

IPHAN. Patrimônio Vivo - Pelotas/RS. Brasília: IPHAN/Programa Monumenta, 2007, 116 p. (Preservação e Desenvolvimento).

IPHAN. Pelotas (RS). 201?. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/281. Acesso em: 12 dez. 2022.

KINGSLAND, K. Comparative analysis of digital photogrammetry software for cultural heritage. Digital Applications in Archaeology and Cultural Heritage, v. 18, p. 1-10, 2020. DOI: 10.1016/j.daach.2020.e00157.

PHOTOMODELER TECHNOLOGIES. Use Your Camera to Measure and Model the Real World. [2024?]. Disponível em: https://www.photomodeler.com/. Acesso em: 25 jan. 2024.

RAHAMAN, H. Photogrammetry: What, How, and Where. In: CHAMPION, E. M. Virtual Heritage. 1. ed. Londres: Ubiquity Press, 2021. cap. 2, p. 25-38.

REGARD3D. Picture Set. 2017. Disponível em: https://www.regard3d.org/index.php/documentation/details/picture-set. Acesso em: 6 out. 2022.

ROBLES, L. G.; GARCÍA, V. Q. Nuevas tecnologías para difundir el Patrimonio Cultural. e-rph, Revista Electrónica de Patrimonio Histórico, n. 4, p. 150-173, 2009. Disponível em: https://revistaseug.ugr.es/index.php/erph/article/view/18249/17820. Acesso em: 15 jun. 2021.

RUPNIK, E.; DAAKIR, M.; DESEILLIGNY, M. P. MicMac – a free, open-source solution for photogrammetry. Open Geospatial Data, Software and Stan-dards, v. 2, n. 1, p. 1-9, 2017. DOI: 10.1186/s40965-017-0027-2.

SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA. Prefeitura Municipal de Pelotas. Manual do usuário de imóveis inventariados. Pelotas: Nova prova, 2008, 104 p.

TAKAHASHI, Y.; CHIKATSU, H. 3D Modelling and visualization of cultural he-ritage using mobile phone cameras. In: 3rd ISPRS international workshop 3D-ARCH. Proceedings […] Trento: 2009. Disponível em: https://www.isprs.org/proceedings/XXXVIII/5-W1/pdf/takahashi_chikatsu.pdf. Acesso em: 12 dez. 2022.

YILMAZTURK, F.; GURBAK, A. E. Geometric evaluation of mobile-phone ca-mera images for 3D information. International Journal of Optics, v. 2019, p. 1-11, 2019. DOI: 10.1155/2019/8561380.

Published

2024-03-18

How to Cite

Leal, R. L., & Bruscato, L. M. (2024). Fotogrametria de baixo custo para digitalização 3D de ornatos arquitetônicos – comparativo entre softwares gratuitos e pagos. Caderno Pedagógico, 21(3), e3210. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-100

Issue

Section

Articles