Subsídios técnico-metodológico ao Plano Político Pedagógico (PPP): com vistas à gestão da educação no Brasil

Authors

  • Antônio de Almeida Sobrinho
  • Luiza Cabral Santos
  • Cledenilson Souza Martins
  • Paulo Sergio Tome
  • Thárcia Paula dos Santos Neves
  • Osmar Siena

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-096

Keywords:

Subsídios, Plano Político Pedagógico, Aprendizagem Escolar

Abstract

No princípio, a escola focou uma aproximação com o trabalho intelectual, preparando futuros representantes da sociedade. A escola passou a ser conhecida por ter se tornado o lugar do ócio, e por lá se encontrar àqueles com tempo disponível para o que der e vier. A formação de trabalhadores, o trabalho manual, não exigia preparo escolar e acontecia no próprio exercício das funções (SAVIANI, 2007; 2013). Com o advento do capitalismo e da indústria moderna, a alfabetização passou a ser necessária a uma maior parcela da sociedade para permitir a inserção no processo produtivo, o que impulsionou a universalização da escola. Quando a sociedade capitalista tende a generalizar a escola, esta generalização aparece de forma contraditória, porque a sociedade burguesa preconizou a generalização da educação escolar básica. Sobre esta base comum, ela reconstituiu a diferença entre as escolas de elite, destinadas predominantemente à formação intelectual, e as escolas para as massas, que ou se limitam à escolaridade básica ou, na medida que têm prosseguimento, ficam restritas a determinadas habilitações profissionais (SAVIANI, 2013, p. 159). O Governo Federal, em convênio com os estados e municípios, disponibiliza toda a infraestrutura física, com recursos humanos, financeiros e materiais — incluindo o material pedagógico necessário e o fornecimento da merenda escolar e tudo mais para promover o aprendizagem escolar,  a contento, e os alunos, em sua grande maioria desperdiçam esta oportunidade e retornam aos seus locais de origens, sem a obtenção do conhecimento e da promoção social tão necessária e que tanta falta faz para a inclusão social e segurança alimentar de famílias carentes que necessitam de emprego e renda para manterem o sustento de suas famílias. A abordagem científica do trabalho “Subsídios Técnico-metodológico ao Plano Político Pedagógico (PPP) com vistas à Gestão da Educação no Brasil” atende a exigência curricular, de cunho científico e desta forma, se prestar como subsídios à educação no Brasil.

References

ABNT NBR ISO 10006: 2000, Gestão da qualidade – Diretrizes para a Qualidade no Gerenciamento de Projetos.

ARROYO, Miguel Gonzáles. Educação de jovens e adultos: um campo de direitos e de responsabilidade pública. In: SOARES, Leôncio; GIOVANETTI, Maria Amélia; GOMES, Nilma Lino (Org.). Diálogos na Educação de Jovens e Adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. p.19-50.

BRASIL. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília: 2008.

COSTA, Ana Dirce P.; FIORANELLI, Karina. Teoria e Prática no gerenciamento de projetos (com estudo de caso na área do turismo). Irvine (CALIFÓRNIA – EUA): Fundação Getúlio Vargas, 2005.

FERRARI, Shirley Costa; AMARAL, Suely. O aluno de EJA: jovem ou adolescente? (2003).

Disponível: <http://www.cereja.org.br/pdf/revista_v/Revista_ShirleyCostaFerra.pdf>. Acessado em: 09 setembro 2019.

FRIGOTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; Ramos, Marise (org). Ensino médio integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.

GADOTTI, Moacir. A boniteza de um sonho: aprender e ensinar com sentido. Abceducatio, Ano III, n. 17, p. 30-33, 2002.

GADOTTI, Moacir. Convite à leitura de Paulo Freire. São Paulo: Scipione, 1999.

IFF CAMPUS ITAPERUNA. Projeto Pedagógico do Curso Técnico em Eletrotécnica Integrado ao Ensino Médio – 3 anos. Itaperuna: 2013.

IFF CAMPUS ITAPERUNA. Projeto pedagógico do Curso Técnico em Guia de Turismo Integrado ao Ensino Médio – 3 anos. Itaperuna: 2013.

IFF CAMPUS ITAPERUNA. Projeto pedagógico do Curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio – 3 anos. Itaperuna: 2013.

IFF CAMPUS ITAPERUNA. Projeto pedagógico do Curso Técnico em Química Integrado ao Ensino Médio – 3 anos. Itaperuna: 2013.

IF FLUMINENSE CAMPUS ITAPERUNA. Facebook insights. Disponível em: <https://www.facebook.com/ IFFluminenseItaperuna>. Acesso em: abril de 2019.

PERRENOUD, Philipe. 10 novas competências para ensinar no século XXI: convite a viagem. Porto Alegre: Artmed, 2002.

RIBEIRO, Marlene. Exclusão e educação social: conceitos em superfície e fundo. Educ. Soc. [online]. 2006, vol.27, n.94, pp. 155-178. ISSN 0101-7330. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/es/v27n94/a09v27n94.pdf > Acesso em: 21 agosto 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302006000100008

SAVIANI, D. O trabalho como princípio educativo frente às novas tecnologias. In: FERRETTI, C. J. et al. (Org.). Novas tecnologias, trabalho e educação: um debate multidisciplinar. 16. ed. Petrópolis: Vozes, 2013.

SAVIANI, D. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 34, p. 152-180, 2007. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782007000100012

STRECK, Danilo Romeu. Da pedagogia do oprimido às pedagogias da exclusão: um breve balanço crítico. Educ. Soc. [online]. 2009, vol.30, n.107, pp. 539-560. ISSN 0101-7330 Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/es/v30n107/12.pdf > Acesso em: 21 setembro de 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302009000200012

Published

2024-03-18

How to Cite

Sobrinho, A. de A., Santos, L. C., Martins, C. S., Tome, P. S., Neves, T. P. dos S., & Siena, O. (2024). Subsídios técnico-metodológico ao Plano Político Pedagógico (PPP): com vistas à gestão da educação no Brasil. Caderno Pedagógico, 21(3), e3203. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-096

Issue

Section

Articles