Proposta pedagógica para aplicação e avaliação de jogos educativos digitais no contexto da sala de aula

Authors

  • Rafael Feyh Jappur

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-065

Keywords:

Jogos Educativos Digitais, Processo de Ensino e Aprendizagem, Mediação Pedagógica, Estratégia Pedagógica

Abstract

Os jogos educativos digitais têm o potencial de agregar valor ao processo de ensino e aprendizagem de conteúdos em sala de aula. A produção científica sobre jogos educativos digitais vem crescendo nas últimas décadas com pesquisas sobre o potencial destes jogos para o processo de ensino e aprendizagem. Contudo, os mediadores ou professores desse processo enfrentam dificuldades pedagógicas em utilizar estes jogos como ferramenta de aprendizagem no contexto da sala de aula. Nesse sentido, este trabalho visa apresentar uma proposta pedagógica para a aplicação e avaliação de jogos educativos digitais, no intuito de acrescentar conhecimento aos professores ou mediadores do processo de ensino e aprendizagem de conteúdos, sobre a didática utilizada nas práticas pedagógicas com o uso de jogos educativos digitais em sala de aula, assim como um meio para oportunizar melhorias em futuras aplicações. Em relação aos procedimentos metodológicos adotados, esta pesquisa foi composta preponderantemente da pesquisa bibliográfica, com pesquisas bibliométricas e exploratórias, e da pesquisa de campo, como parte prática para a coleta de dados, por meio do uso de protocolos e de fichas técnicas para anotações e registros de campo. Os resultados da verificação da sistemática demonstraram positivamente a consistência da proposta, oferecendo um processo pedagógico pelo qual os interessados possam aplicar e avaliar à didática de aplicação destes jogos em sala de aula.

References

BAEK, Y. What hinders teachers in using computer and video games in the classroom? Exploring factors inhibiting the uptake of computer and video games. Cyberpsychology & Behavior, 11(6), 665–671, 2008. doi:10.1089/cpb.2008.0127. DOI: https://doi.org/10.1089/cpb.2008.0127

BALASUBRAMANIAN, N., & WILSON, B. G. Games and simulations. Society for Information Technology and Teacher Education International Conference, 2006. Retirado de: http://site.aace.org/pubs/foresite/GamesAndSimulations1.pdf.

CAMPOS, M. C. R. M., & MACEDO, L. de. Desenvolvimento da função mediadora do professor em oficinas de jogos. Psicologia Escolar e Educacional, 15(2), 2008. doi:10.1590/S141385572011000200003. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-85572011000200003

ECHEVERRÍA, A., GARCÍA-CAMPO, C., NUSSBAUM, M., GIL, F., VILLALTA, M., AMÉSTICA, M., & ECHEVERRÍA, S. A framework for the design and integration of collaborative classroom games. Computers & Education, 57(1), 1127–1136., 2011. doi:10.1016/j. compedu.2010.12.010. DOI: https://doi.org/10.1016/j.compedu.2010.12.010

FEUERSTEIN, R. Instrumental enrichment: An intervention program for cognitive modifiability. Glenview: Scott, Foresman and Company, 1980.

Gil, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa (5. Ed.). São Paulo: Atlas, 2010.

GOMES, C. M. A. Em busca de um modelo psico-educativo para a avaliação de softwares educacionais. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil, 2001. Retirado de http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/79700.

Gomes. C. M. A. (2002). Feuerstein e a construção mediada do conhecimento. Porto Alegre: Artmed, 2002.

HSIAO, H. C. (2007). A brief review of digital games and learning. IEEE International Workshop on Digital Game and Intelligent Toy Enhanced Learning, 124-129, 2007. doi:10.1109/DIGITEL.2007.3. DOI: https://doi.org/10.1109/DIGITEL.2007.3

JAPPUR, Rafael F. Modelo conceitual para a criação, aplicação e avaliação de jogos educativos digitais. Tese (Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014. Retirado de http://btd.egc.ufsc.br/?p=1896.

KIRRIEMUIR, J., & MCFARLANE, A. Literature review in games and learning. Bristol: Futurelab, 2004. Retirado de http://www.mendeley. com/research/literature-review-in-games-and-learning/.

KLEIN, S. P., NIR-GAL, O., & DAROM, E. (2000). The use of computers in kindergarten, with or without adult mediation; effects on children’s cognitive performance and behavior. Computers in Human Behavior, 16(6), 591-608, 2000. doi:10.1016/S07475632(00)00027-3.

KOLB, D. A. Experiential learning: experience as the source of learning and development. Englewood Cliffs, NJ: Prentice Hall, 1984.

MENTIS, M. Aprendizagem mediada dentro e fora de sala de aula. São Paulo: SENAC, 2011.

MORENO-GER, P., BURGOS, D., MARTÍNEZ-ORTIZ, I., SIERRA, J. L., & FERNÁNDEZ-MANJÓNA, B. Educational game design for online education. Computers in Human Behavior, 24(6), 2530–2540, 2008. doi:10.1016/j.chb.2008.03.012. DOI: https://doi.org/10.1016/j.chb.2008.03.012

REVANS, R. W. Action learning: New techniques for management. London, UK: Blond and Briggs Ltd.,1980.

SCHÖN, D. A.. Educando o professional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2000.

SILVA E. L., & MENESES, E. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação (4. Ed.). Florianópolis: PPGEP/UFSC, 2005.

SOUZA, A. M. M., & MACHADO, O. T. M., & DEPRESBITERIS, L. A mediação como princípio deducional: Bases teóricas das abordagens de Reuven Feuerstein. São Paulo: SENAC, 2004.

The International Center for the Enhancement of Learning Potential (ICELP). Research: Basic theory, 2012. Retirado de http://www. icelp.org/asp/Basic_Theory.shtm.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração (13. Ed.) São Paulo: Atlas, 2008.

VILLALTA. M., GAJARDO, I., NUSSBAUM. M., ANDREU, J. J., ECHEVERRÍA, A., & PLASS, J. L. Design guidelines for classroom multiplayer presential games (CMPG). Computers & Education, 57(3), 2039–2053, 2011. doi:10.1016/j.compedu.2011.05.003. DOI: https://doi.org/10.1016/j.compedu.2011.05.003

Published

2024-03-15

How to Cite

Jappur, R. F. (2024). Proposta pedagógica para aplicação e avaliação de jogos educativos digitais no contexto da sala de aula. Caderno Pedagógico, 21(3), e3149. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-065

Issue

Section

Articles