A medicalização da educação: o TDAH em tempos de pandemia

Authors

  • João Leopoldo Oliveira Araujo
  • Regina de Cássia Rondina

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-059

Keywords:

Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade, Covid-19, Medicalização

Abstract

A relação direta entre o aumento dos diagnósticos do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) e o aumento nos índices de administração de medicamentos a crianças e adolescentes para tratamento do problema, vêm chamando a atenção e sendo relatada intensamente nas últimas décadas, em vários países. Segundo especialistas, no ambiente escolar os principais sintomas do TDAH tendem a ficar mais evidentes. Consequentemente, muitos encaminhamentos de crianças e adolescentes a psiquiatras e neuropsiquiatras para fins de diagnóstico e tratamento do problema, são realizados pelos professores. Estudos recentes vêm sinalizando que o isolamento social e as restrições de mobilidade em função da pandemia de COVID-19 afetaram negativamente a saúde mental de pacientes diagnosticados com TDAH. É de se supor, portanto, que o índice de medicalização de TDAH entre crianças e adolescentes tenha sido impactado entre os anos de 2020 e 2022. O objetivo do presente estudo foi avaliar, mediante revisão da literatura, evidências acerca dos índices de ocorrência da medicalização do TDAH em crianças e adolescentes durante a pandemia de COVID-19. Foi realizado um levantamento sistemático da literatura sobre o assunto, junto às bases de pesquisa PubMed, Biblioteca Virtual em Saúde, Web of Science e Google Scholar. Os termos utilizados nas buscas foram: Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade ou TDAH; Coronavírus ou COVID-19 ou SARS-Cov-2; e Medicalização. Como critério de seleção de artigos, optou-se por analisar publicações em língua portuguesa e inglesa; tendo como margem de tempo o período compreendido entre os anos 2020 e 2022. Dentre os artigos encontrados, quatro publicações atenderam aos critérios para inclusão nesta revisão. As publicações evidenciaram ampliação dos encaminhamentos e diagnósticos de TDAH em crianças e adolescentes, bem como o aumento da prescrição e consumo de medicamentos destinados para o tratamento do TDAH a partir do início da pandemia. O conjunto de artigos analisados neste estudo, contudo, não foi possível encontrar um ponto de convergência quanto aos índices de ocorrência da medicalização do TDAH em crianças e adolescentes durante a pandemia de COVID-19. A revisão da literatura sugere a necessidade de novas pesquisas sobre o tema.

References

ALMEIDA, I.; SILVA JUNIOR, A. Os impactos biopsicossociais sofridos pela população infantil durante a pandemia de COVID-19. Research, Society and Development, v.10, 2021. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/12286. Acess em: 11 jul. 2023. DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v10i2.12286

APA. AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION. DSM-5. Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais. Porto Alegre: Artmed, 2014.

AZEVEDO, E. D. M. Análise do consumo e prescrição de psicotrópicos dispensados pela rede pública municipal de Jardim do Sericó-RN. Orientador: Sergio Ricardo Fernandes de Araujo. 2022. Conclusão de curso (Graduação) – Curso de Farmácia. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/48277. Acesso em: 11 jul. 2023.

BEHRMANN, J.T.; BLAABJERG, J.; JORDANSEN, J.; JENSEN DE LOPEZ, K.M.; Systematic Review: Investigating the Impact of COVID-19 on Mental Health Outcomes of Individuals With ADHD. J Atten Disord. Disponível em: https://doi.org/10.1177/10870547211050945. 2021 Acesso em: 11 jul. 2023. DOI: https://doi.org/10.1177/10870547211050945

BOZINOVIC, K., MCLAMB, F., O'CONNELL, K., OLANDER, N., FENG, Z., HAAGENSEN, S., BOZINOVIC, G. U.S. national, regional, and state-specific socioeconomic factors correlate with child and adolescent ADHD diagnoses pre-COVID-19 pandemic. Scientific reports, v.1(1), e.22008. 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1038/s41598-021-01233-2. Acesso em: 11 jul. 2023. DOI: https://doi.org/10.1038/s41598-021-01233-2

CORTESE, S., ASHERSON, P., SONUGA-BARKE, E., BANASCHEWSKI, T., BRANDEIS, D., BUITELAAR, J., COGHILL, D., DALEY, D., DANCKAERTS, M., DITTAMANN, R. W., DOEPFNER, M., FERRIN, M., HOLLIS, C., HOLTMANN, M., KONOFAL, E., LECENDREUX, M., SANTOSH, P., ROTHENBERGER, A., SOUTULLO, C., STEINHAUSEN, H. C., European ADHD Guidelines Group. ADHD management during the COVID-19 pandemic: guidance from the European ADHD Guidelines Group. The Lancet. Child & adolescent health. n.4-8, p.412–414. Disponível em: https://doi.org/10.1016/S2352-4642(20)30110-3. Acesso em: 11 jul. 2023. DOI: https://doi.org/10.1016/S2352-4642(20)30110-3

CORTESE, S.; COGHILL, D.; SANTOSH, P.; HOLLIS, C.; SIMONOGG, E.; & European ADHD Guidelines Group (2020). Starting ADHD medications during the COVID-19 pandemic: recommendations from the European ADHD Guidelines Group. The Lancet. Child & adolescent health, n.4-6. Disponível em: https://doi.org/10.1016/S2352-4642(20)30144-9. Acesso em: 11 jul. 2023. DOI: https://doi.org/10.1016/S2352-4642(20)30144-9

CRUZ, B.; LEMOS, F.; PIANI, P. P. F.; BRIGAGAO, J. I. M. Uma crítica à produção do TDAH e a administração de drogas para crianças. Estud. psicol. Natal, v.21, n.3, p.282-92, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.5935/1678-4669.20160027. Acesso em: 11 jul. 2023. DOI: https://doi.org/10.5935/1678-4669.20160027

DANIELSON, M. L., BITSKO, R. H., GHANDOUR, R. M., HOLBROOK, J. R., KOGAN, M. D., BLUMBERG, S. J. Prevalence of Parent-Reported ADHD Diagnosis and Associated Treatment Among U.S. Children and Adolescents. Journal of clinical child and adolescent psychology: the official journal for the Society of Clinical Child and Adolescent Psychology, American Psychological Association, Division. v.53, n47(2), p.199–212. 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1080/15374416.2017.1417860. Acesso em: 11 jul. 2023. DOI: https://doi.org/10.1080/15374416.2017.1417860

LACLAUSE, A.G.; GÉTIN, C.; KONOFAL, E.; CORTESE, S.; LECENDREUX, M. Short Research Article: Impact of a prolonged lockdown on the symptoms of paediatric ADHD and common associated disorders. Child and Adolescent Mental Health. Inglaterra. 2022. Disponível em: http://10.1111/camh.12542. Acesso em: 11 jul. 2023.

NACINOVIC, R. do C. P.; RODRIGUES, M. G. A. Medicalização da educação especial: Tensões na inclusão. Educação, Sociedade & Culturas, [S. l.], n. 57, p. 203–221, 2020. DOI: 10.34626/esc.vi57.20. Disponível em: https://www.up.pt/revistas/index.php/esc-ciie/article/view/20. Acesso em: 11 jul. 2023.

OPAS. Organização Panamericana de Saúde. Histórico da pandemia de COVID-19. 2020. Disponível em: https://www.paho.org/pt/covid19/historico-da-pandemia-covid-19#:~:text=Em%2011%20de%20mar%C3%A7o%20de,pa%C3%ADses%20e%20regi%C3%B5es%20do%20mundo. Acesso em: 11 jul. 2023.

RONDINA, R. DE C.; SILVA, R. C. DA; RAMOS, S. M. P.; ZOCARATO, C. A. Mecanismos de enfrentamento (coping) na Educação ante a pandemia de COVID-19: adoção de tecnologias, impactos psicológicos e novos paradigmas ensino-aprendizagem. Acta Scientiarum. Education, v.43, n.1, p.e55478, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.4025/actascieduc.v43i1.55478. Acesso em: 11 jul. 2023. DOI: https://doi.org/10.4025/actascieduc.v43i1.55478

SILVA, A. C. P. et al. A explosão do consumo de ritalina. Revista de psicologia da UNESP, v.11, n.2, p.45-57, 2012. Disponível em: http://www2.assis.unesp.br/revpsico/index.php/revista/article/view/174. Acesso em: 11 jul. 2023.

TOMIM, G. C. Análise da dispensação de medicamentos psicotrópicos em um município da tríplice fronteira internacional nos períodos pré-pandêmicos (2018-2019) e pandêmico (2020-2021) da COVID-19: uma contribuição para a construção de políticas de saúde mental. Orientador: Walfrido Kuhl Svoboda. 2022. Dissertação (mestrado) – Políticas Públicas e Desenvolvimento. Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Foz do Iguaçu. Disponível em: http://dspace.unila.edu.br/123456789/6645. Acesso em: 11 jul. 2023.

VOLLET, F.; MARTINS, R. A.; RONDINA, R. C. A medicalização do TDAH em crianças de uma escola da rede municipal de ensino de Rio Preto, SP. In: IV Congresso Brasileiro de Ensino e Processos Formativos, 2019, São José do Rio Preto. Anais do IV Congresso Brasileiro de Ensino e Processos Formativos. São Jose do Rio Preto, 2019. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/182394. Acesso em: 11 jul.2023.

Published

2024-03-14

How to Cite

Araujo, J. L. O., & Rondina, R. de C. (2024). A medicalização da educação: o TDAH em tempos de pandemia. Caderno Pedagógico, 21(3), e3134. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-059

Issue

Section

Articles