Metodologias ativas: uma revolução no ensino fundamental II

Authors

  • Silvana Maria Aparecida Viana Santos
  • Christiane Diniz Guimarães
  • Graciete Ferreira Ramos
  • Ivoneide Teixeira da Costa
  • Marcilene Pereira dos Santos
  • Monique Bolonha das Neves Meroto
  • Moésia da Cunha Batista
  • Sandra Regina Moisés da Silva

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-010

Keywords:

metodologias ativas, ensino fundamental II, educação inovadora

Abstract

Este trabalho investiga a importância das metodologias ativas no segundo segmento do Ensino Fundamental, explorando como sua implementação pode reenergizar o processo de ensino e aprendizagem ao torná-lo mais envolvente e estimulante. O objetivo central do estudo foi examinar a efetividade, as vantagens e os desafios do emprego dessas abordagens pedagógicas nessa etapa educacional. Através do estudo de diversas fontes bibliográficas, buscou-se formar um entendimento completo sobre a temática. Os resultados indicaram que técnicas como a Aprendizagem Baseada em Problemas, a Sala de Aula Invertida, a Aprendizagem Baseada em Projetos e a Gamificação têm um impacto positivo no desenvolvimento cognitivo, social e emocional dos alunos. Destacou-se também a importância da integração das tecnologias digitais com esses métodos de ensino. Contudo, a implementação dessas metodologias apresenta desafios, que vão desde a necessidade de formação continuada dos professores até a superação de barreiras estruturais e a resistência a novas práticas. Conclui-se que, apesar dos obstáculos encontrados, a adesão às metodologias ativas é vital para fomentar uma educação mais dinâmica e adaptável às necessidades atuais.

References

AURELIANO, F. E. B. S.; QUEIROZ, D. E. As tecnologias digitais como recursos pedagógicos no ensino remoto: Implicações na formação continuada e nas práticas docentes. Educação em Revista, v. 39, 2023. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0102-469839080. Acesso em: 24 jan. 2024.

BATISTA, L. A.; CARDOSO, M. D. de O. Educação inclusiva: Desafios e percepções na contemporaneidade. Educação Pública, v. 20, n. 44, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.18264/REP. Acesso em: 24 jan. 2024.

BORGES, M. A. F.; FRANÇA, G. O uso do laptop na sala de aula: Uma nova forma de organização do trabalho pedagógico. Revista Científica Internacional, v. 19, n. 1, p. 12-25, 2011. Disponível em: https://www.sinprodf.or

g.br/wp-content/uploads/2012/01/o-uso-do-laptop-na-sala-de-aula.pdf. Acesso em: 24 jan. 2024.

CARÔLO, P. B. M. Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade: mais que um manual. Psicologia Clínica, v. 21, n. 2, p. 479-482, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-56652009000200015. Acesso em: 24 jan. 2024.

DEMO, P. Pesquisa: princípio científico e educativo. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Metodologia do Trabalho Científico. São Paulo: Atlas, 2019.

PASTURA, G. M. C.; MATTOS, P.; ARAÚJO, A. P. Q. C. Desempenho escolar e transtorno do déficit de atenção e hiperatividade. Rev. Psiq. Clín., v. 32, n. 6, p. 324-329, 2005. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0101-608320

Acesso em: 24 jan. 2024.

PEREIRA, J. A. A. A inclusão das crianças com TDAH no ambiente escolar. Brasília: Universidade de Brasília, 2015. Disponível em: https://www.bdm.unb.br/

bitstream/10483/15780/1/2015_JucianeA.AndradePereira_tcc.pdf. Acesso em: 24 jan. 2024.

PIAGET, J. O nascimento da inteligência na criança. Rio de Janeiro: LTC, 1982.

PILETTI, C. Psicologia educacional. São Paulo: Ática, 2017.

PIMENTA, P. C.; SILVA, A. C. B.; PELLI, A. Crianças e adolescentes com TDAH no ambiente escolar: Revisão bibliográfica. Revista Contemporânea de Educação, v. 15, n. 33, 2020. Disponível em: http://dx.doi.org/10.20500/

rce.v15i33.33736. Acesso em: 24 jan. 2024.

POSSA, M. de A.; SPANEMBERG, L.; GUARDIOLA, A. Comorbidades do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade em crianças escolares. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, v. 63, n. 2-B, p. 479-483, 2005. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0004-282X2005000300021. Acesso em: 24 jan. 2024.

PRENSKY, M. Digital natives, digital immigrants. On the Horizon, v. 9, n. 5, 2001. Disponível em: https://www.marcprensky.com/writing/Prensky%20-%20Digital%20Natives,%20Digital%20Immigrants%20-%20Part1.pdf. Acesso em: 24 jan. 2024.

RIBEIRO, S. P. TCC e as funções executivas em crianças com TDAH. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas, v. 12, n. 2, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5935/1808-5687.20160019. Acesso em: 24 jan. 2024.

Published

2024-03-01

How to Cite

Santos, S. M. A. V., Guimarães , C. D., Ramos, G. F., da Costa , I. T., dos Santos, M. P., Meroto, M. B. das N., Batista, M. da C., & da Silva, S. R. M. (2024). Metodologias ativas: uma revolução no ensino fundamental II. Caderno Pedagógico, 21(3), e2941. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-010

Issue

Section

Articles