Revolucionando o ensino: tecnologias inovadoras para estudantes do ensino médio

Authors

  • Silvana Maria Aparecida Viana Santos
  • Anderson Amaro Vieira
  • Christiane Diniz Guimarães
  • Erdinachele Machado Salatiel
  • Lindoracy Almeida Santos Amorim
  • Monique Bolonha das Neves Meroto
  • Marcos Vinícius Malheiros da Silva
  • Michael de Bona

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-009

Keywords:

tecnologias educacionais, ensino médio, metodologias ativas, ensino híbrido, formação de professores

Abstract

Este estudo investiga a integração de tecnologias emergentes no contexto do ensino médio, situando-se no contexto de transformação digital que afeta a educação contemporânea. Analisa-se o impacto dessas inovações tecnológicas, enfatizando tanto os desafios quanto as potencialidades que emergem de sua implementação. O objetivo central deste estudo é fornecer uma análise crítica sobre o tema, com o intuito de enriquecer o entendimento das implicações do emprego de tecnologias na educação nesse segmento. Para tanto, adotou-se a estratégia de revisão bibliográfica, com ênfase em publicações de autores brasileiros que investigam a interação entre tecnologia e educação. A abordagem metodológica para a coleta e análise de dados seguiu um protocolo estruturado. Dentre os principais resultados, ressalta-se a eficácia das tecnologias educacionais em promover um aprendizado mais adaptado às necessidades individuais, aumentar a participação estudantil e enriquecer o currículo. Estratégias como metodologias ativas e o ensino híbrido demonstraram ser especialmente benéficas quando combinadas com recursos tecnológicos. No entanto, foram identificados desafios para sua implementação eficaz, tais como a necessidade de formação adequada para os professores e o acesso igualitário às tecnologias. A relevância do papel do educador na era tecnológica atual foi enfatizada como fundamental para o sucesso dessa integração. As considerações finais destacam a complexidade de integrar tecnologias na educação secundária e salientam a necessidade de um desenvolvimento profissional contínuo para os docentes. Este estudo contribui para o debate sobre o assunto e propõe direções para o aprimoramento de práticas pedagógicas inovadoras.

References

ALMEIDA, M. E. B.; VALENTE, J. A. Integração tecnológica e currículo: espaços e possibilidades. Revista Brasileira de Educação, v. 21, n. 3, p. 345-362, 2012.

ANDERSON, T.; DRON, J. Three generations of distance education pedagogy. The International Review of Research in Open and Distributed Learning, v. 12, n. 3, p. 80-97, 2011.

BATES, A. W. Teaching in a Digital Age: Guidelines for Designing Teaching and Learning. Tony Bates Associates Ltd, 2019.

BEHAR, P. A. (Ed.). Modelos pedagógicos em educação a distância. Artmed, 2009.

BERNARD, R. M. et al. A meta-analysis of blended learning and technology use in higher education: From the general to the applied. Journal of Computing in Higher Education, v. 26, n. 1, p. 87-122, 2014.

BLOOM, B. S. The 2 sigma problem: The search for methods of group instruction as effective as one-to-one tutoring. Educational Researcher, v. 13, n. 6, p. 4-16, 1984.

DEMO, P. Educar pela pesquisa. Autores Associados, 2008.

GARRISON, D. R.; KANUKA, H. Blended learning: Uncovering its transformative potential in higher education. The Internet and Higher Education, v. 7, n. 2, p. 95-105, 2004.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2010.

HORN, M. B.; STAKER, H. Blended: Using Disruptive Innovation to Improve Schools. Jossey-Bass, 2015.

JOHNSON, L. et al. NMC Horizon Report: 2013 Higher Education Edition. The New Media Consortium, 2013.

LIBÂNEO, J. C.; ALVES, P. L. Didática e trabalho docente: aspectos históricos e políticos do ensino no Brasil. Eduerj, 2013.

MEANS, B. et al. Evaluation of evidence-based practices in online learning: A meta-analysis and review of online learning studies. US Department of Education, 2010.

MINAYO, M. C. de S. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2010.

MORAN, J. M.; MASETTO, M.; BEHRENS, M. A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Papirus, 2015.

PRENSKY, M. Digital natives, digital immigrants. On the Horizon, v. 9, n. 5, p. 1-6, 2001.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez, 2007.

ZABALA, A.; ARNAU, L. Como aprender e ensinar competências. Artmed, 2010.

Published

2024-03-01

How to Cite

Santos, S. M. A. V., Vieira , A. A., Guimarães , C. D., Salatiel, E. M., Amorim, L. A. S., Meroto, M. B. das N., da Silva, M. V. M., & de Bona, M. (2024). Revolucionando o ensino: tecnologias inovadoras para estudantes do ensino médio. Caderno Pedagógico, 21(3), e2939. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n3-009

Issue

Section

Articles