A escola portuguesa de Luanda e o neocolonialismo na educação em Angola

Authors

  • Fernando Júnior Adão António
  • Paula Graciano Pereira

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n2-107

Keywords:

educação, Angola, decolonialidade, neocolonialismo, Escola Portuguesa de Luanda

Abstract

Este trabalho tem por objetivo geral propor uma reflexão sobre a educação em Angola a partir de uma perspectiva africana e também decolonial. Como objetivos específicos, visamos, ainda: refletir sobre a construção e reconstrução do sistema educacional angolano desde o período colonial até a atualidade; compreender a influência neocolonialista portuguesa na construção da educação angolana pós-colonial; analisar o caso da Escola Portuguesa de Luanda, como dispositivo colonial. Apoiados por diversos autores, majoritariamente africanos/angolanos, tais como Alexandre, 2017; Brito Neto, 2005; Cá; Timbane; Manuel, 2020; Kebanguilako,2016; Liberato, 2014; Nguluve, 2006; entre outros, traçamos um breve panorama da educação angolana desde o período pré-colonial até o presente e tomamos a Escola Portuguesa de Luanda (PORTUGAL, 2012; 2019) como caso emblemático de neocolonialismo. Nossas discussões intentam responder à seguinte pergunta de pesquisa: de que formas a Escola Portuguesa de Luanda opera como dispositivo colonial português no território angolano? Este estudo enquadra-se como uma pesquisa bibliográfica e documental em que analisamos o Projeto Pedagógico da Escola Portuguesa de Luanda, documentos legais relativos à instituição e também trabalhos realizados por pesquisadores angolanos. Com vistas a superar o ranço colonial exposto, propomos um diálogo com o pensamento decolonial (BALLESTRIN, 2013; FANON, 2022; GONZÁLEZ CASANOVA, 2007; OLIVEIRA, 2016; dentre outros) numa tentativa de problematizar os fatos e sugerir possibilidades de construção de uma educação realmente libertadora. Acreditamos que este estudo pode contribuir para a problematização de questões profundamente arraigadas no sistema educacional angolano e que precisam de atenção urgente para a construção de caminhos diferentes que realmente contemplem a liberdade.

References

ALMEIDA, Adjovanes Thadeu Silva de. Imperialismo europeu na África: uma visão panorâmica. Revista Encontros, v. 19, n. 36, p. 44-59, 2021. Disponível em: https://www.cp2.g12.br/ojs/index.php/encontros/article/view/3521. Acesso em: 25 jul. 2022.

BALLESTRIN, Luciana. América Latina e o giro decolonial. Revista Brasileira de Ciência Política, n. 11, pp. 89-117, 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbcpol/a/DxkN3kQ3XdYYPbwwXH55jhv/?format=pdf. Acesso em: 14 fev. 2024.

BRITO NETO, Manuel. História da educação em Angola: do colonialismo ao Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA). 2005. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Campinas, Campinas/ SP, 2005.

CÁ, Segunda; TIMBANE, Alexandre António; MANUEL, Israel Mawete Ngola. Práticas pedagógicas versáteis e decoloniais em Angola e na Guiné Bissau: reflexões sobre o ensino. Revista CBTeCLE, v. 1, n. 1, p. 298-316, 2020. Disponível em: https://revista.cbtecle.com.br/index.php/CBTecLE/article/view/

Acesso em: 14 fev. 2024.

COSTA, Mário da Graça; CAMPOS, Maria Aparecida Santos e. A educação em Angola no século XV ao século XXI: um olhar pela organização, desenvolvimento e perspetiva do setor. RECIMA21 – Revista Científica Multidisciplinar, v. 3, n. 6, 2022. Disponível em: https://recima21.com.br/index.php/recima21/article/

view/1686. Acesso em: 14 fev. 2024.

DGAE. Direção-Geral da Administração Escolar de Portugal. Escola Portuguesa de Luanda – CELP. S. D. Disponível em: https://www.dgae.

mec.pt/eepe/escolaportuguesa-de-luanda. Acesso em: 25 jul. 2022.

FANON, Frantz. Os condenados da terra. Tradução de Ligia Fonseca Ferreira; Regina Salgado Campos. Rio de Janeiro: Zahar, 2022.

FRANCISCO, Roberto Gonçalves. O direito à educação básica em Angola: desafios e problemas à luz do direito internacional dos direitos humanos. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciências Jurídicas) – Centro de Ciências Jurídicas, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa/PB, 2013.

GONZÁLEZ CASANOVA, Pablo. Colonialismo interno (uma redefinição). Boron, Atilio A.; Amadeo, Javier; Gonzalez, Sabrina. (Org.). A teoria marxista hoje: problemas e perspectivas. Buenos Aires: CLACSO, Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, 2007. Disponível em: https://biblioteca.clacso.edu.ar/

clacso/formacion-virtual/20100715084802/cap19.pdf. Acesso em: 14 fev. 2024.

KEBANGUILAKO, Dinis. A educação em Angola: sistema educativo, políticas públicas e os processos de hegemonização e homogeneização política na primeira república: 1975-1992. 2016. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador/BA, 2016.

LIBERATO, Ermelinda. Avanços e retrocesso da educação em Angola. Revista Brasileira de Educação, v. 19 n. 59, p. 1003- 1031, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/Dn4CYmKD5W5dw4ygQLBCxzN/?format=pdf&lang= pt. Acesso em: 14 fev. 2024.

LISBÔA, Flávia Marinho. Língua como linha de força do dispositivo colonial: os gavião entre a aldeia e a universidade. Tese (Doutorado em Letras, ênfase em Estudos Linguísticos) – Faculdade de Letras, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019.

LOPES, Ana Mónica Henriques. Neocolonialismo na África. Sankofa: Revista de História da África e de Estudos da Diáspora Africana, v. 4, n. 8, p. 12-21, dez./2011. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/sankofa/article/view/

Acesso em: 14 fev. 2024.

MATA, Inocência. Géneros narrativos nas literaturas africanas em português – entre a tradição africana e o “cânone ocidental”. SCRIPTA, Belo Horizonte, v. 19, n. 37, p. 79-94, 2015. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/descarga/articulo/

pdf. Acesso em: 20 mar. 2023.

MUHONGO, Marcelina Dulce. Impactos da colonização portuguesa na Educação em Angola: uma análise dos processos de assimilação e aculturação no período (1960 a 1974). 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Humanidades) – Instituto de Humanidades e Letras dos Malês, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, São Francisco do Conde, 2019.

MUNANGA, Kabengele. Uma abordagem conceitual das noções de raça, racismo, identidade e etnia. In: BRANDÃO, A. A. P. (Org.). Cadernos Penesb. Niterói: Editora a UFF. 2004, p. 15-34. Disponível em: https://www.geledes.org.

br/wp-content/uploads/2014/04/Uma-abordagem-conceitual-das-nocoes-de-rac

a-racismo-dentidade-e-etnia.pdf. Acesso em: 14 fev. 2024.

NGULUVE, Alberto Kapitango. Política educacional angolana (1976-2005): organização, desenvolvimento e perspectivas. 2006. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

N´KRUMAH, Kwame. Neocolonialismo: último estágio do imperialismo. Rio de janeiro: Civilização Brasileira, 1967.

OLIVEIRA, Luiz Fernandes de. O que é uma educação decolonial. Nuevamérica: Buenos Aires, 2016.

PEREIRA, Luena Nascimento Nunes. Os regressados na cidade de Luanda: um estudo sobre identidade étnica e nacional em Angola. Dissertação de Mestrado. PPGAS/USP, 2000.

PORTUGAL. Governo de Portugal. Escola Portuguesa de Luanda – Centro de Ensino de Língua Portuguesa. Projeto educativo 2012 – 2015. 2012. Disponível em: https://silo.tips/download/projeto-educativo-escola-portuguesa-de-luanda-centro-de-ensino-e-lingua-portugue. Acesso em: 14 fev. 2024.

PORTUGAL. Escola Portuguesa de Luanda – Centro de Ensino de Língua Portuguesa. Projeto educativo 2019 – 2023. 2019. Disponível em: https://www.epluanda.pt/wp-content/uploads/2020/03/PE_2019_2023.pdf. Acesso em: 14 fev. 2024.

ROMAO, Jose Eustaquio; GADOTTI, Moacir. Paulo Freire e Amílcar Cabral: a descolonização das mentes. São Paulo: Editora e Livraria Instituto Paulo Freire, 2012.

SILVA NETO, Teresa José Adelina da. Contribuições a história da educação e cultura de Angola: grupos nativos colonização e independência. 2004. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Campinas, Campinas/ SP, 2004.

VICTORINO, Samuel Carlos. O papel da educação na reconstrução nacional da República de Angola. Revista Diálogos: pesquisa em extensão universitária. IV Congresso Internacional de Pedagogia Social: domínio sociopolítico. Brasília, v. 17, n. 1, p. 9-16, jun., 2012. Disponível em: https://portalrevistas.ucb.br/

index.php/rdl/article/view/3821. Acesso em: 14 fev. 2024.

Published

2024-02-26

How to Cite

António, F. J. A., & Pereira, P. G. (2024). A escola portuguesa de Luanda e o neocolonialismo na educação em Angola. Caderno Pedagógico, 21(2), e2868. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n2-107

Issue

Section

Articles