Dimensão empreendedora: desafios à formação de administradores

Authors

  • Kaio Henrique Coelho do Amarante
  • Lilia Aparecida Kanan
  • Marina Patrício de Arruda

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n2-089

Keywords:

ensino superior, formação em administração, empreendedorismo

Abstract

O objetivo dessa pesquisa foi analisar o processo de formação de empreendedores a partir de um curso de administração na perspectiva de torná-los agentes de mudanças. O percurso metodológico do estudo o caracteriza como uma pesquisa quali-quantitativa, exploratória com o design de survey. Inicialmente realizou-se uma pesquisa bibliográfica, pertinente a toda investigação, de campo e uma análise documental das informações contidas no Projeto Pedagógico e nos Planos de Ensino do Curso de Administração, objeto de investigação. Para a pesquisa de campo foram aplicados questionários semiestruturados aos estudantes ingressantes e aos concluintes, visando detectar o movimento do processo de formação de empreendedores de acordo com o entendimento dos estudantes que ingressam no referido curso e daqueles que as em formados para o mercado de trabalho. As discussões se apoiam no pensamento complexo e na religação de saberes, em substituição a um pensamento que isola e segmenta. Em uma perspectiva sistêmica em que tudo se relaciona à construção de um conhecimento, a formação de uma visão empreendedora não pode limitar-se a disciplinas fragmentadas. Percebemos ao final desse estudo que o processo formativo empreendedor deve ir além do simples cumprimento de uma estrutura curricular. Para a formação de um administrador não basta o domínio de conteúdos repassados como verdades concluídas, pois o empreendedor pode ser agente de mudanças na construção do novo. Esse estudo possibilitou a reflexão sobre como o conhecimento está sendo construído na referida graduação e projetar mudanças por meio da aplicação do raciocínio sistêmico. Esta forma de pensamento e de construção de conhecimento transcende à estrutura organizacional hoje posta e gera frutos na comunidade, algo que pode transformar o modo de pensar e agir e gerar mudanças empreendedoras.

References

ANES, Rodrigo Roncato Marques. Reestruturação produtiva, conhecimento e adequação da universidade aos moldes empresariais. Germinal: marxismo e educação em debate, [S. l.], v. 13, n. 1, p. 277–295, 2021. DOI: 10.9771/gmed.

v13i1.43516.

CHAUÍ, Marilena. Escritos sobre a universidade. São Paulo: Editora da UNESP, 2011.

DOLABELA, F. Oficina do empreendedor. Rio de Janeiro: Sextante. 2008.

FERREIRA, A.; ROCHA, F. dos S. Para além da educação e da pesquisa: a interação da universidade pública com a sociedade. DRd – Desenvolvimento Regional em debate, [S. l.], v. 10, p. 634–654, 2020. DOI: 10.24302/drd.

v10i0.2798. Disponível em: http://ojs.unc.br/index.php/drd/article/view/2798. Acesso em: 22 out. 2023.

GONÇALVES, Vitor (2020). Educação para o empreendedorismo e tecnologias associadas. In: DIAS-TRINDADE, Sara; MOREIRA, J. António; FERREIRA, António Gomes (Coord.) Pedagogias digitais no Ensino Superior. Coleção Estratégias de Ensino e Sucesso Académico: Boas Práticas no Ensino Superior. Coimbra: CINEP/IPC. 2020. p. 169-183.

JULLIER, Michael. O viés de Peter Senge e o paradigma da gestão do conhecimento. Disponível em: http://www.administradores.com.br/artigos/admi

nistração-e-negocios/o-vies-de-peter-senge-e-o-paradigma-da-gestao-do-conh

ecimento/57337/. Acesso em: 19 fev. 2022.

MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Teoria geral da administração: da revolução urbana à revolução digital. São Paulo: Atlas, 2010.

MONTEIRO, Maria Milleyde Limeira; SILVA, Geymeesson Brito; SOUSA, Francisca Rozângela Lope; MELO, Catarinne Xavier. Entrepreneurial intention and academic training: a study with academics of administration in a public institution. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 1, p. e115911736, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i1.1736.

MORIN, Edgar. Ciência com consciência. Rio de Janeiro: Bertrand, 2000.

MORIN, Edgar. O método 2: a vida da vida. Porto Alegre:Sulina, 2001.

MORIN, Edgar. Os sentidos do trabalho. In: WOOD, T. (Ed.). Gestão empresarial: O fator humano. São Paulo, SP: Atlas. p. 13-34

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 8. ed. São Paulo: CORTEZ, 2003.

MORGAN, Gareth. Imagens da organização. São Paulo: Atlas, 1996.

UNIPLAC/PPC. Projeto Político Pedagógico do Curso de Administração. Documentos institucionais. (2008)

SALUME, Paula Karina; RODRIGUES, Thiago. Marques.; JUNQUEIRA, Luis Renato; GUIMARÃES, Liliane de Oliveira. Universidade empreendedora: análise de estruturas e iniciativas de estímulo ao empreendedorismo. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas, [S. l.], v. 6, n. 01, p. 01–22, 2021.

SENGE, Peter. A quinta disciplina: arte, teoria e prática da organização de aprendizagem. 13. ed. São Paulo: Best Seller, 1990.

SILVA, Carla Patrícia de Sousa; PEREIRA, Etnny Coelho de Sá; GUIMARÃES, Jairo de Carvalho. Educação empreendedora no ensino superior: umaanálise sob a perspectiva dos estudantes de administração. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, v. 5, n. 4, p. 82-100. 2021.

Published

2024-02-22

How to Cite

do Amarante, K. H. C., Kanan, L. A., & de Arruda, M. P. (2024). Dimensão empreendedora: desafios à formação de administradores. Caderno Pedagógico, 21(2), e2823. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n2-089

Issue

Section

Articles