Relação entre agilidade, flexibilidade e desempenho muscular de membros inferiores, superiores e tronco em atletas de futebol juvenil

Authors

  • Renan Meca Pontes Ferreira
  • Amanda Rodrigues Barbosa
  • Luis Henrique Franqueira
  • Eduardo Federighi Baisi Chagas
  • Isabela Cristina Soares
  • Maria Vitória Gonçalves da Silva
  • Gisele Garcia Zanca
  • Cristiane Rodrigues Pedroni

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n2-088

Keywords:

physical assessment, sport, performance, range of motion, physical therapy

Abstract

Atletas de futebol estão expostos a grandes demandas físicas que podem predispor a lesões quando superam as capacidades. A avaliação de diferentes valências físicas, não apenas de membros inferiores, é importante para acompanhamento destes atletas. O acompanhamento longitudinal dos atletas por meio de avaliações periódicas é uma das formas de identificar déficits físicos que possam ser abordados no preparo físico, contribuindo assim para o gerenciamento do risco de lesões. Variáveis indispensáveis para a prática do futebol como potência muscular, agilidade e flexibilidade foram avaliadas. Compreender como os resultados dos testes físicos se relacionam contribui para a seleção e interpretação de seus resultados. O objetivo deste estudo foi investigar possíveis correlações entre os testes físicos que avaliam flexibilidade global, agilidade e desempenho muscular, incluindo membros superiores e tronco, em atletas de futebol juvenil.  Foram avaliados 28 atletas do sexo masculino entre 16 e 20 anos. Foram coletados dados antropométricos, tempo de treinamento e dominância e foi realizada familiarização dos testes com os atletas anteriormente à coleta dos dados. Foram realizados o Flexiteste adaptado para avaliar a flexibilidade, teste Shuttle-run com bola para a agilidade, os testes Push-up e de abdominal Sit-up para desempenho muscular de membros superiores e tronco e Stand long jump test e Two Hand medicine ball put adaptado para a potência muscular de membros inferiores e superiores. Houve correlação significativa apenas entre desempenho muscular de tronco e membros superiores, sem correlação significativa para os demais testes. Dessa forma, sugere-se que ao avaliar e acompanhar a capacidade física de atletas de futebol juvenil, o teste de abdominal sit-up poderia ser suprimido, visto que apresenta correlação com os resultados do teste de Push-up. Os demais testes não apresentam correlação e, portanto, não poderiam ser substituídos por outros aqui investigados.

References

AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE. ACSM’s Guidelines for Exercise Testing and Prescription. 9th ed. Philadelphia (PA): Lippincott Williams & Wilkins; 2014. 456 p.

CAICEDO, J. G.; MATSUDO, S. M. M.; MATSUDO, V. K. R. Teste específico para mensurar agilidade em futebolistas e sua correlação com o desempenho no passe em situação real de jogo. R. bras. Ci. e Mov., v. 7, n. 2, p. 7-15, 1993.

CARVALHO, D. D. S.; OCARINO, J. M.; CRUZ, A. C.; BARSANTE, L. D.; TEIXEIRA, B. G.; RESENDE, R. A.; FONSECA, S. T.; SOUZA, T. R. The trunk is exploited for energy transfers of maximal instep soccer kick: A power flow study. J Biomech., May 24 2021; v. 121, p.110425.

FARINATTI, P. T.; MONTEIRO, W. D. Fisiologia e Avaliação Funcional. 4. ed. Rio de Janeiro: Sprint; 2000.

GUEDE, S D. P.; GUEDES, J. E. R. P. Manual prático para avaliação em educação física. Barueri: Manole; 2006.

HOLLMANN, W.; HETTINGER, T. Medicina do Esporte. 4. ed. Barueri: Manole; 2005.

LIMA, M. A.; SILVA, V. F. Correlação entre resistência de força e flexibilidade dos músculos posteriores de coxa de desportistas amadores de futebol de campo. Fitness & Performance Journal. v. 5, n. 6, p. 376-82, 2006.

SILVA, W. M., BERNALDINO, S.; FILENI, C. E. H. P.; CAMARGO, L. B.; LIMA, B. N.; MARTINS, G. C. et al. Incidência de lesões musculoesqueléticas em jogadores de futebol profissional no brasil. Centro de Pesquisas Avançadas em Qualidade de Vida, v. 11, n. 3, 2019.

MATSEL, K. A.; BROWN, S. N.; HOCH, M. C.; BUTLER, R. J.; WESTGATE, P M.; MALONE, T. R.; UHL, T. L. The Intra- and Inter-rater Reliability of an Arm Care Screening Tool in High School Baseball Coaches. Int J Sports PhysTher, v. 16, n. 6, p. 1532-1540, Dec 1 2021.

NETTO, D. C.; ARLIANI, G. G.; THIELE, E. S.; CAT, M. N. L.; COHEN, M.; PAGURA, J. R. Avaliação prospectiva das lesões esportivas ocorridas durante as partidas do Campeonato Brasileiro de Futebol em 2016. Revista Brasileira de Ortopedia [Internet]. v. 54, n. 03, p. 329–34, May 2019.

NORBERTO M. S.; PUGGINA, E. F. Relações entre flexibilidade de membros inferiores e índice de lesões em modalidades de resistência. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 41, n. 3, p. 290–7, Jul 2019.

OZAWA, F. G. Relação entre flexibilidade, agilidade e lesões de membros inferiores de atletas de futebol juvenil de Marília – SP. Marília; 2011.

SALIM, I.; ALBERTO, M.; FRANCISCO, R. Entre futebol e escola: uma análise bourdieusiana sobre dupla carreira no brasil. v. 44 Jan 1 2023.

SHAN, G.; WESTERHOFF, P. Full-bodykinematiccharacteristicsofthe maximal instep soccer kick by male soccer players and parameters related to kick quality. Sports biomechanics, v. 4, n. 1, p. 59–72, 2005.

SILVA, D. P.; VIANNA, A. T. N.; KEULEN, G. V et al. Correlação entre potência de membros inferiores, flexibilidade de cadeia posterior, e a diferença no índice de massa corporal de jovens adolescentes jogadores de futebol de diferentes posições. RevBras Futebol, v. 08, n. 1, p. 3-10, jan./jul. 2015.

SPERANDIO, R. D.; JÚNIOR, B. S. S.; BUENO, P. M. Comparação da flexibilidade em atletas do gênero masculino praticantes de futebol, utilizando alongamentos dinâmicos e estáticos. Revista Multidisciplinar da Saúde [Internet], v. 2, n. 4, p. 37–46, 2020.

TODESCHINI, L. F.; DURIGAN, J. Z. Análise das variáveis motoras e antropométricas da equipe de futebol masculino sub-15 do Marília Atlético Clube. Revista Brasileira de Futebol [Internet], p. 53–63 2022.

VRETAROS, A. análise dos testes de campo usados para avaliação da agilidade no basquetebol. Revista Sociedade Científica [Internet], p. 50–89.

WILSON, G. J. Muscle: Stiffness and Flexibility: Implications for performance enhancement and injury prevention.

Published

2024-02-22

How to Cite

Ferreira, R. M. P., Barbosa, A. R., Franqueira, L. H., Chagas, E. F. B., Soares, I. C., da Silva, M. V. G., Zanca, G. G., & Pedroni, C. R. (2024). Relação entre agilidade, flexibilidade e desempenho muscular de membros inferiores, superiores e tronco em atletas de futebol juvenil. Caderno Pedagógico, 21(2), e2821. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n2-088

Issue

Section

Articles