Trajetória da Educação Profissional Tecnológica no Brasil entre 1809 e 1959: notas reflexivas

Authors

  • Zilda Tizziana Santos Araújo
  • Antonia Dalva França-Carvalho
  • Joaquim Luis Medeiros Alcoforado

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n1-174

Keywords:

história, reformas do ensino, trabalho, dualismo, Educação Profissional Tecnológica

Abstract

A formação humana é condição sine qua non para a vida em sociedade, pois somos seres de interações sociais. Deve ser integral e integrada à realidade concreta, tendo o trabalho como princípio educativo. É neste cenário que este artigo traz reflexões pontuais decorrentes de um estudo sobre a trajetória da Educação Profissional Tecnológica (EPT) no Brasil, a partir da criação dos Colégios de Fábricas em 1809 até a primeira metade do século XX. O objetivo foi analisar iniciativas institucionais desenvolvidas no Brasil entre 1809 e 1959 que contribuíram para a constituição da EPT. O desenho metodológico foi ancorado na pesquisa de natureza qualitativa (Minayo, 2001) de cunho exploratório, desenvolvida por meio da revisão de literatura e fundamentando-se na Hermenêutica Dialética (Habermas, 2002). Os resultados apontam que ao longo do século XIX e na primeira metade do século XX, as ações desenvolvidas no âmbito educacional apresentavam caráter assistencialista e atendiam a interesses políticos e econômicos para formação da massa operária. No entanto, provocaram mudanças curriculares e pedagógicas que levaram à reorganização do sistema escolar brasileiro, de modo a trazer as bases para a EPT.

References

ASSIS, Sandra Maria de; MEDEIROS NETA, Olivia Morais; GONÇALVES, Irlen Antônio. Das Escolas de Aprendizes Artífices ao ensino técnico industrial (1909-1943). Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, [S. l.], v. 1, n. 22, p. 1-17, 2022. DOI: https://doi.org/10.15628/rbept.2022.14026. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/14026. Acesso em: 15 dez. 2023. DOI: https://doi.org/10.15628/rbept.2022.14026

BRASIL. Decreto nº 19.890, de 18 de abril de 1931. Dispõe sobre a organização do ensino secundário. 1931. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/

fed/decret/1930-1939/decreto-19890-18-abril-1931-504631-republicacao-14124

-pe.html#:~:text=Art.,sob%20regime%20de%20inspe%C3%A7%C3%A3o%20

oficial. Acesso em: 12 jul. 2023.

BRASIL. Decreto nº 21.241, de 04 de abril de 1932. Consolida as disposições sobre a organização do ensino secundário e dá outras providências. 1932. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1930-1939/decreto-21241-4-abril-1932-503517-publicacaooriginal-81464-pe.html. Acesso em: 12 jul. 2023.

BRASIL. Decreto-Lei nº 4.244, de 09 de abril de 1942. Lei Orgânica do Ensino Secundário. 1942. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/

-1949/decreto-lei-4244-9-abril-1942-414155-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 12 jul. 2023.

BRASIL. Lei nº 3.552, de 16 de fevereiro de 1959. Dispõe sobre a nova organização escolar e administrativa dos estabelecimentos de ensino industrial do Ministério da Educação e dá outras providências. 1959. Disponível em: https://legislacao.presidencia.gov.br/atos/?tipo=LEI&numero=3552&ano=1959&ato=d9aETQU5UMRRVT798. Acesso em: 20 jul. 2023.

DALLABRIDA, Norberto. A Reforma Francisco Campos e a modernização nacionalizada do ensino secundário. Educação [Porto Alegre], v. 32, n. 2, p. 185-191, maio/ago. 2009. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/in

dex.php/faced/article/view/5520

FERNANDES, Aleksandra Nogueira de Oliveira; FERNANDES, Stenio de Brito. Reformas educacionais e o “novo” ensino médio: superação do dualismo. Ensino em Perspectivas, Fortaleza, v. 3, n. 1, p. 1-11, 2022. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/ensinoemperspectivas/article/view/8716. Acesso em: 02 nov. 2023.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria. Ensino Médio: ciência, cultura e trabalho. Editora: Semtec, 2004.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GUIMARÃES, Inês Silva; GOMES RODRIGUES, José Roberto. Dos aprendizados agrícolas às escolas agrotécnicas: a gênese da escola agrotécnica federal Dom Avelar Brandão Vilela em Petrolina-PE, no contexto histórico do ensino técnico federal no Brasil. Dialogia, [S. l.], n. 39, p. e20761, 2021. DOI: 10.5585/39.2021.20761. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/dialogia/ DOI: https://doi.org/10.5585/39.2021.20761

article/view/20761. Acesso em: 2 jan. 2024.

HABERMAS, J. (2002). Racionalidade e comunicação. 18 ed. [trad. Paulo Rodrigues]. Lisboa: Edições 70.

MANFREDI, Silvia Maria. Educação profissional no Brasil. São Paulo: Cortez, 2002.

MEDEIROS NETA, Olívia Morais et al. Organização e estrutura da educação profissional no Brasil: da Reforma Capanema às leis de equivalência. Holos, v.4, p. 223-235, 2018. DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2018.6981. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/6981. Acesso em: 10 dez. 2023. DOI: https://doi.org/10.15628/holos.2018.6981

MINAYO, M. C. de S. (org.) (2001). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 18 ed. Petrópolis (RJ): Vozes.

MONTALVÃO, Sérgio de Sousa. Gustavo Capanema e o ensino secundário no Brasil: a invenção de um legado. Revista História da Educação (Online), v. 25: e108349, 2021. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2236-3459/108349. Disponível em: https://www.scielo.br/j/heduc/a/Y9mMQd66DF8Gdr8NpwRbBhB/?lang=pt. Acesso em: 10 dez. 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/2236-3459/108349

MOLINA, Adão Aparecido; LARA, Ângela Mara de Barros. Pesquisa Qualitativa: apontamentos, conceitos e tipologias. In: TOLEDO, Cézar de Alencar Arnaut de; GONZAGA, Maria Teresa Claro (org.). Metodologia e técnicas de pesquisa: nas áreas de Ciências Humanas. Maringá: Eduem, 2011. p. 121-173.

SAVIANI, Dermeval et al. O legado educacional do século XX no Brasil. Campinas, SP: Autores Associados, 2004. (Coleção Educação Contemporânea)

SCHWARTZMAN, Simon; BOMENY, Helena.; COSTA, Wanda. Tempos de Capanema. São Paulo: Ed. Universidade de São Paulo/Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.

Published

2024-01-31

How to Cite

Araújo, Z. T. S., França-Carvalho, A. D., & Alcoforado, J. L. M. (2024). Trajetória da Educação Profissional Tecnológica no Brasil entre 1809 e 1959: notas reflexivas. Caderno Pedagógico, 21(1), 3271–3284. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n1-174

Issue

Section

Articles