Biojoias artesanais e geração de renda no litoral do Paraná

Authors

  • Adilson Anacleto
  • Beatriz Milet de Souza
  • Carolina Mendes Christakis
  • Gabrielli de Lima Farias
  • Marcelle Renata Cotelesse Fary

DOI:

https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-051

Keywords:

Mercado Cultural, Artesãs, Ecojoias, Uso Sustentável dos Recursos Naturais

Abstract

A produção de artesanato tem se revelado como alternativa de renda para diferentes grupos sociais, e dentre as inúmeras variações desse segmento no litoral do Paraná, destaca-se a produção e o comércio do artesanato classificado como biojoias. No entanto, poucos estudos foram encontrados sobre a temática. Assim, diante do exposto, esta pesquisa objetivou organizar um panorama sobre a produção e o comércio de biojoias artesanais como alternativa de geração de renda no litoral do Paraná. Foi realizada entre junho e dezembro de 2023 uma pesquisa exploratória descritiva por meio de entrevistas com nove artesãos referência na região, que concordaram voluntariamente em participar da pesquisa. O estudo revelou que as mulheres eram a totalidade dos entrevistados, com idade média de 55,1 anos. A maioria das entrevistadas (n=80%) era originária de famílias socialmente vulneráveis, com histórico de violência doméstica e cor parda. Os fatores mais positivos na atividade foram a renda financeira obtida, a produção de qualidade e a valorização da mulher profissional. Os fatores mais negativos foram a renda insuficiente para sobreviver apenas da atividade, pouca divulgação das biojoias e a falta de apoio do poder público.A produção de biojoias, segundo as entrevistadas (n=80%), contribuiu para resgatar a autoestima e dar novo significado às suas vidas, possibilitando melhores condições também para suas famílias.

References

ANACLETO, A; OLIVEIRA, B. L; LISBOA, J. M. S; REIS, R. K. R; CRUZ, V. V. S; CAVALCANTI NETO, S. Caiçara Crafts in Paraná Coast: A Brief Overview of Trade and Production. Business Management Dynamics. v. 8, n. 6, Dec 2018, pp.13-22.

ANACLETO, A. SCHEUER, L.; XAVIER, A. L.; FRANCA, L. S. On the coast of caiçara handicrafts Paraná, Brazil the new normal post pandemic Covid-19. International Journal for Innovation Education and Research, v. 11, p. 90-100, 2023.

BATISTA, F. E. A.; SOARES JUNIOR, G. Tramas de minas, o artesanato como atrativo turístico e gerador de emprego e renda. Revista Americana de Empreendedorismo e Inovação - Raei, v. 2, n. 3, p. 107-115, 2020.

CASTELLO, J. P. Gestão sustentável dos recursos pesqueiros, isto é realmente possível? Pan-American Journal of Aquatic Sciences, v. 2, n. 1, p. 47-52, 2007.

CURVELO, E.; ANACLETO, A.; COELHO, A. P. As mulheres empreendedoras e as feiras livres no litoral do Paraná. Revista Faz Ciência, v. 18, p. 118-139, 2016.

FASSARELLA, S. S. O trabalho feminino no contexto da pesca artesanal: percepções a partir do olhar feminino. SER Social, v. 10, n. 23, p. 171–194, 2009.

FAIR TRADE LABELLING ORGANIZATION INTERNATIONAL. What is Fairtrade? Disponível em: https://www.fairtrade.net/about/what-is-fairtrade. Acesso em 05 de janeiro de 2024.

FEMENIAS, N. F.; ANACLETO, A.; SOARES, F. C. Superendividamento e a crise econômica do Novo coronavírus (COVID-19): impactos nas mulheres no litoral do Paraná. Princípios (São Paulo), v. 1, 2020.

LIMA, R. Objetos: Percursos e Escritas Esculturais. São José dos Campos, SP: Centro de Estudos da Cultura Popular/ Fundação Cultural Cassiano Ricardo. 2010.

MALHOTRA, N. K. Introdução à pesquisa de marketing. São Paulo: Prentice Hall, 2005. 428p.

MATTAR, F. N. Pesquisa de marketing. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2001.

MCCARTHY, E. J.; PERREAULT, W. D. Marketing Essencial: uma abordagem gerencial e global. São Paulo: Atlas, 1997. 397 p.

MOTTA-MAUÉS, Maria Angelica. Pesca de homem/peixe de mulher (?): repensando gênero na literatura acadêmica sobre comunidades pesqueiras no Brasil. Etnográfica. Revista do Centro em Rede de Investigação em Antropologia, v. 3, n. 2), p. 377-400, 1999.

NEGRELLE, R. R. B.; ANACLETO, A.. Extrativismo de bromélias no Estado do Paraná. Ciência Rural, v. 42, p. 981-986, 2012.

SEBRAE. Como montar uma produtora de biojoias. Diposnivel em: https://sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/como-montar-uma-produtora-de-biojoias,33c87a51b9105410VgnVCM1000003b74010aRCRD#apresentacao-de-negocio-download-ideia. acesso em 18 de janeiro de 2024.

TABOSA, T. C. M.; FERNANDES, N. C. M.; PAIVA JUNIOR, F. G. O fenômeno empreendedor coletivo e humanizado: a produção e a comercialização do artesanato bonecas solidárias de gravatá no mercado doméstico. Revista de Negócios, v. 15, n. 3, p.11-28, 2010.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 3.ed. Rio de Janeiro: Atlas, 2000.

VIOLIN, F. L.; GONÇALVES, L. G. M. O tradicional culinário versus o elemento comercial: traços do IX festival da cultura paulista tradicional. Revista Americana de Empreendedorismo e Inovação, v. 2, n. 3, p. 97-106, 2020.

Published

2024-05-09

How to Cite

Anacleto, A., Souza, B. M. de, Christakis, C. M., Farias, G. de L., & Fary, M. R. C. (2024). Biojoias artesanais e geração de renda no litoral do Paraná. Caderno Pedagógico, 21(5), e2449. https://doi.org/10.54033/cadpedv21n5-051

Issue

Section

Articles